quarta-feira, fevereiro 10, 2016

JUNG, GINSBERG, BAUDELAIRE, ARFOUILLOUX, SHIH-CHIEH HUNG & QUARTA-FEIRA


 Imagem: Fado, do artista plástico modernista português Júlio Pomar.

QUARTA-FEIRA

Luiz Alberto Machado

A festa acabou
E não houve nenhum barulho na madrugada

A rua está pesunhada pela honra de Pã
À glória de Baco
E eu Dioniso vou só

A festa do povo passou
Neste dia

Eu te ofereço minha carne em holocausto
Neste luar que azula a escuridão

As ruas do pretérito caboclinho do Rabeca
O reluzente estandarte da Virgem Guadalupe
E a extinção de Tupác Amaru
Até sua descendência em quarto grau

Tudo apaixonadamente vivo
Tudo delirantemente sentido
Tudo escandalosamente passado a limpo

Contaminados se foram os cultores do pecado original
Do hedonismo
E do rig-veda

Hoje o morto carrega o vivo
E ontem de noite correu bicho em Matriz de Camaragibe
E anteontem o bufo inspirou Zé da Justa pra afinar a orquestra
E a Fubana dos artistas, varrida de sonhos,
Impetrava um calor nas reentrâncias das moças e senhoras

E a folia fez-se noite
E a folia fez-se dia

Permita Deus
Este mês seja só carnaval

Dentro de mim passou a folia do planeta
Com seus trogloditas pós-modernos
E o assoalho é só excrementos da festa

Da casa vazia
O reino dos fantasmas

Saia do sereno,
Saia do sereno,
Saia do sereno que esta frieza faz mal

Então o silêncio
E o meu sacrifício de Odin:
Apenas água para beber
E braços solidários

Tudo cinzas

E não fiz abstinência da carne
Nem interdição dos sentidos

A minha impulsividade e o suntuoso e o inexprimível
Um dia tão grande no desvario do frevo

Não quero penitência
Estou debilitado pelo incenso inebriante de mulher
Que dorme oculta no deleite do meu travesseiro

Tudo viverá enquanto meu verso existir
O bar, a noite, o cigarro e a solidão

O poeta morreu terça-feira
E eu sigo inquieto

O amor assim que deveria ser: a vida!
Veja mais no Trâmite da Solidão.


DITOS & DESDITOSUma: Vou de Jorge Luis Borges (sic, ou não?): Todo povo tem o governo que merece. Tá. E mais: Um dia seremos autogovernáveis, a ponto de prescindirmos de leis e governos. Acredito, de mesmo. Porém, há quem diga que ele ou era um visionário da porra ou estava cheio dos quequéos e outras maruagens. Ah, tá. (LAM)

ALGUÉM FALOU O mais irritante no amor é que se trata do tipo de crime que exige um cúmplice. Pensamento , do escritor, tradutor, crítico de arte e poeta francês, Charles Baudelaire (1821 - 1867). Veja mais aqui.

VERDADEIRO TESOURO - [...] Meu entendimento é o único tesouro que possuo, o maior de todos. Embora infinitamente pequeno e frágil quando comparado com os poderes das trevas, é ainda uma luz, minha única luz. [...]. Trecho extraído da obra Memória, sonhos, reflexões (Nova Fronteira, 1986), do psiquiatra e psicoterapeuta suíço Carl Gustav Jung (1875-1961). Veja mais aqui.

ANTIPSIQUIATRIA – [...] não foi por mero acaso que, em maio de 68, a psiquiatria foi um dos meios mais abalados pela contestação. É porque ela ocupa na sociedade uma situação nodal em que se entrelaçam o campo individual e o campo social, em que a pressão política se exerce com particular insistência... Basta, por exemplo, assimilar a dissidência política e o desvio mental para julgar que os adversários do regime político vigente são doentes mentais e interná-los em hospitais psiquiátricos especiais, como se pratica atualmente na União Soviética. O psiquiatra cede facilmente à tentação de arvorar-se em especialista da felicidade, tanto mais que não lhe faltam solicitudes para levá-lo a legislar em domínios que estão fora de sua competência. [...]. Trecho extraído da obra Antipsiquiatria: senso ou contra-senso? (Zahar. 1976), do psiquiatra psicanalista francês Jean-Claude Arfouilloux (1936-2007)

DEPOIMENTO POÉTICO – [...] Exigiram exames de sanidade mental acusando o rádio de hipnotismo & foram deixados com sua loucura & suas mãos & um júri suspeito, que jogaram salada de batata em conferencistas da Universidade de Nova York sobre Dadaísmo e em seguida se apresentaram nos degraus de granito do manicômio com cabeças raspadas e fala de arlequim sobre suicídio, exigindo lobotomia imediata, e que em lugar disso receberam o vazio concreto da insulina metrasol choque elétrico hidroterapia psicoterapia terapia ocupacional pingue-pongue & amnésia, que num protesto sem humor viraram apenas uma mesa simbólica de pingue-pongue, mergulhando logo a seguir na catatonia [...] voltando anos depois, realmente calvos exceto por uma peruca de sangue e lágrimas e dedos para a visível condenação de louco nas celas das cidades – manicômios do Leste, Pilgrim State, Rockland, Greystone, seus corredores fétidos, brigando com os ecos da alma, agitando-se e rolando e balançando no banco de solidão à meia-noite dos domínios de mausoléu druídico de amor, o sonho da vida um pesadelo, corpos transformados empedras tão pesadas quanto a lua [...]. Trechos extraídos da obra Uivo, Kaddish e outros poemas (L&PM. 1984), do poeta estadunidense da geração beat Allen Ginsberg (1926-1997). Veja mais aqui.

A ARTE DE WILLIAM SHIH-CHIEN HUNG
A arte do pintor chinês William Shih-Chieh Hung (1928-2011).



Veja mais sobre:
Cheiro da felicidade & Segunda feira do Trâmite da Solidão aqui.

E mais:
Caboclinhos aqui.
O frevo aqui.
Martin Buber, Julio Verne, Rick Wakeman, Pier Paolo Pasolini, Abelardo & Heloisa, Vangelis, Gustave Courbert & Arriete Vilela aqui.
Empreendedorismo & o empreendedor aqui.
A fotografia de Sebastião Salgado aquiaqui.
Uma cachaçada e uma casa no meio da rua aqui.
O trânsito e a fubica do Doro aqui.
A varanda na noite do amor aqui.
A obra de Pedro Abelardo, Projeto Carmin & Cruor Arte Contemporânea aqui.
Recontando Caetano Veloso & Podres Poderes aqui.
Recitando Castro Alves & O Navio Negreiro aqui.
Poetas do Brasil aqui, aqui e aqui.
Todo dia é dia da mulher aqui.
A croniqueta de antemão aqui.
Fecamepa aqui e aqui.
Palestras: Psicologia, Direito & Educação aqui.
Livros Infantis do Nitolino aqui.
&
Agenda de Eventos aqui.

CRÔNICA DE AMOR POR ELA;
Leitora Tataritaritatá!!!!
Veja Fanpage aqui e mais aqui e aqui.

CANTARAU: VAMOS APRUMAR A CONVERSA
Paz na Terra:
Recital Musical Tataritaritatá - Fanpage.
Veja os vídeos aqui & mais aqui e aqui.


ARIANO SUASSUNA, NATSUME SOSEKI, CORALIE CLÉMENT, ROBERTO PLOEG & DESTINO DO AMOR

DESTINO DO AMOR - Lá iam Paulinésio e Virginácia enamorados, suspirando encantados entre as juras de amor eterno. Pareciam mais nascido...