sábado, janeiro 03, 2015

BUDA, DARCY RIBEIRO, YES & AUGUST MACKE


PARÁBOLA BUDISTA – Uma parábola budista dá conta das caminhadas de Buda, quando perto de um rio largo, encontrou um sadhu, um homem de renúncia. Este, tendo reconhecido o mestre, disse-lhe: - Veja, Gautama, medito aqui neste local há 50 anos em busca de autodomínio. Consegui grande poder e graças a este poder, posso fazer grandes coisas, veja. E dizendo isso se levantou e caminhou sobre as águas do rio, até o outro lado e retornou sobre elas. O Buda tudo contemplou com enfado e indiferença. Então, quebrando o silêncio, disse: - Você meditou 50 anos para poder fazer isto? Perplexo e contrariado, o sadhu desafiou: - Então me diga qual milagre você pode realizar maior que o que eu demonstrei? Ao que Buda respondeu: Meus milagres são estes: quando tenho fome como, quando tenho sede, bebo e quando tenho sono, durmo. E seguiu em frente seu caminho. A respeito do autodomínio, escreveu o autor do livro Nossa herança do antigo Egito, Rodman R. Clayson: Para a concretização de um ideal a pessoa deve praticar o autodomínio. Há uma maneira pela qual o domínio do eu é alcançado: o estudo adequado e sistemático das leis da natureza, das leis que regem o universo, que regem o homem, e que influenciam a relação do homem para com tudo que existe. [...] Lembremo-nos da vida de alguns grandes homens e mulheres da história que alcançaram aquilo que chamamos de autodomínio. Mark Twian, que era por todos amado, perdeu um a um os membros de sua família por doença ou acidente. Benjamim Franklin foi traído por seu próprio filho. Wagner, apesar do banimento e da pobreza, escreveu milhões de notas para suas operas, e obteve sucesso na direção de espetáculos. Francis Bacon foi traído por seus inimigos e muito pouco compreendido [...] Pensemos em Robert Louis Steven, que escreveu algumas de suas estórias enquanto preso ao leito com tuberculose. Pensemos em Beethoven que imprimia em seu lar um verdadeiro reinado de terror para escrever sua música. E pensemos em Mozart, cujo único estúdio era um barulhento parque com cervejarias e salão de bilhar. Quase todas as pessoas que consideramos como extremamente bem sucedidas passaram por muito sofrimento. [...] Spinoza, grande filósofo e místico, é um desses exemplos. Devido aos seis ideais, foi excomungado da sinagoga, e não era menos censurável para os cristãos. Tão profunda era a animosidade contra Spinoza que uma tentativa de assassinato foi contra ele perpetrado. Hoje, o mundo a ele se refere como uma das mais profundas mentes de todos os tempos. [...] Talvez devêssemos cantar louvores por aquilo que temos, em vez de lamentarmos a falta daquilo que pensamos que deveríamos ter, não nos deixando dominar em qualquer momento pelas emanações do incenso dos supostos deuses do materialismo. Por meio das provações é que o homem se torna, até certo ponto, mais espiritualizado e mais senhor de si mesmo. As provações e os sofrimentos nos harmonizam com as aflições do mundo e nos tornam mais complacentes, mais tolerantes, e mais benevolentes em nossa atitude para com os outros. [...] O autodomínio é, em suma, a prestração altruística de serviço e a capacidade de criar oportunidades para prestar esse serviço. Isso proporciona os meios para concretizar um ideal digno.(Rodman R. Clayson, Como concretizar um ideal). Veja mais aqui


Imagem: Female nude with corall necklace, do pintor expressionista alemão August Macke (1887-1914).


Ouvindo: Going for the one, oitavo álbum da banda de rock progressivo Yes, 1977.

A AMEAÇA CONTEMPORÂNEA – O antropólogo e escritor Darcy Ribeiro (1922-1997), em seu livro América Latina: a pátria grande, de 1986, já anunciava a ameaça da contemporaneidade: [...] A maior ameaça que pesa hoje sobre a humanidade – ameaça que, felizmente, não é fatal nem inevitável – é, pois, a de mergulhar mais ainda na penúria até a exaustão, numa era de fome e estupidificação. Tido isto apenas para que os novos ricos fruam a riqueza acumulada e reativem uma civilização obsoleta, sem causa, sem missão nem apetite senão o de enricar. Sua última grandeza será a de endurecer os corações e tapar os ouvidos para assistir, impávida, à humanidade morrer de fome [...]. (Darcy Ribeiro, América Latina: a pátria grande), Veja mais aqui.  


Veja mais sobre:
Aventureiros do Una, Maurice Merleau-Ponty, Carlos Heitor Cony, Castro Alves & Eugênia Câmara, Sergei Rachmaninoff & Yara Bernette, Amália Rodrigues, Jules Joseph Lefebvre, Wolfgang Petersen & Diane Kruger aqui.

E mais:
Autoestima aqui.
O pensamento de Karl Marx aqui, aqui e aqui.
Meu ensino de Jacques Lacan & Disco Friends aqui.
Quadrinhos, a nona arte aqui.
Os catecismos de Zéfiro & O Rol da Paixão aqui e aqui.
O pensamento de Parmênides de Eléia aqui.
O eleatas & Xenófanes de Colofão aqui.
Heráclito de Êfeso aqui.
Husserl & a fenomenologia aqui.
O pensamento de Pitágoras aqui.
O período naturalista do pensamento grego: Os Jônios & Anaxímenes aqui.
O pensamento jônico de Anaximandro aqui.
O pensamento de Benedetto Croce aqui.
O pensamento de Tales de Mileto aqui.
O Budismo aqui.
A pirâmide alimentar aqui.
Dos temores da infância aos arroubos juvenis, Estrella Bohadana, Nuno Ramos, Mariana Aydar & Leonid Afremov aqui.
O verbo no coração do silêncio, Ástor Piazzolla & Eduardo Isaac, Steve Hanks, Wassily Kandinsky & Eliane Potiguara aqui.
Pra quem só vê superfície, todo rio é sempre raso, Zygmunt Bauman, Maria Azova, Anna Ewa Miarczynska & Júlio Pomar aqui.
A vida solta no calor do coração, Teodora Dimitrova, Carlos Baez Barrueto, Claudia Rogge & Robert Delaunay aqui.
Os véus dos céus & o prazer do amor, Djavan, Luciah Lopez, Christine Jeffs & Kirsty Gunn aqui.
Escândalo do coroinha, Ferdinand Hodler, Aldine Müller, Helena Ramos & Zaira Bueno aqui.
Tolinho & Bestinha: quando tolinho bateu pino com o capeta granulado aqui.
História da mulher: da antiguidade ao século XXI aqui.
Palestras: Psicologia, Direito & Educação aqui.
A croniqueta de antemão aqui.
Fecamepa aqui e aqui.
Livros Infantis do Nitolino aqui.
&
Agenda de Eventos aqui.

CRÔNICA DE AMOR POR ELA
Leitora Tataritaritatá!
Veja Fanpage aqui & mais aqui e aqui.

CANTARAU: VAMOS APRUMAR A CONVERSA
Recital Musical Tataritaritatá - Fanpage.
Veja os vídeos aqui & mais aqui e aqui.






PAULO FREIRE, LEWIS CARROLL, COOMBS, SILVIO ROMERO, BRECHERET, GUIOMAR NOVAES, SEBASTIÃO TAPAJÓS, FÁBIO DE CARVALHO, ARANTES GOMES DO NASCIMENTO & EDUCAÇÃO

CRIATIVIDADE & INOVAÇÃO NA PRÁTICA EDUCATIVA – Imagem: Luta dos índios Kalapalo (1951), do escultor Victor Brecheret (1894-1955) - A...