quinta-feira, fevereiro 12, 2015

MALEVICH, SMETAK, OLGA, WELLS, SHAW, COSTA-GAVRAS & PEGADA DE CARBONO NA FOLIA TATARITARITATÁ!!!!


PEGADA DE CARBONO – Em matéria assinada por Beatriz Maria Phillippi, as crianças estão promovendo a distribuição de material atinente à pegada de carbono que significa o rastro de CO2 que nós produzimos na nossa vida diária, pois para viver consumimos energia e estamos, de alguma maneira, contribuindo para o aumento de CO2 na atmosfera. Consequentemente estamos causando um impacto no meio ambiente. Em vista disso se faz necessária a realização de uma pegada ecológica que compara o consumo de recursos da terra pela população com a capacidade do planeta de se regenerar. No entanto, estamos atualmente consumindo mais do que a Terra consegue recuperar, ou seja, a pegada ecológica da Terra está 23% acima da capacidade. E para regenerar o que nós consumimos em um ano precisaremos de mais um ano e dois meses para tal. O que fazer? Você pode fazer algumas coisas, por exemplo: deixe o carro em casa, poupe energia, separe lixo, contribua com projetos que visem reduzir as emissões de carbono e evite imprimir desnecessariamente. As crianças estão no nosso pé para que tenhamos uma pegada ecológica. Até o Nitolino já entrou na campanha exigindo que os adultos adotem atitudes positivas pesquisando e se informando a respeito. O planeta é nosso, vamos ajudar a preservá-lo. Veja mais aqui.

Imagem: Oración (óleo sobre tela) do artista plástico soviético Kazimir Malevich (1978-1935)

Ouvindo: Interregno (1980), do compositor, escritor e escultor suíço Anton Walter Smetak (1913-1984) e o conjunto Microtons.

PENSAMENTO DO DIA – Quando não se pensa direito, a cara sofre a maior vergonha. Tenho dito.

Z – A experiência de assistir ao suspense político Z (em grego Ele está vivo, 1969), do cineasta franco-grego Constantin Costa-Gavras, baseado no romance homônimo de Vassilis Vasilikos, trata de acontecimentos reais que ocorreram na Grécia, em 1963, num cenário tenso em um dos líderes da esquerda opositora, reúne correligionários em reunião pela paz e contra a instalação de mísseis balísticos americanos naquele país. O filme na abertura traz uma advertência assinada por Costa-Gavras e Jorge Semprún: qualquer semelhança com eventos e pessoas da vida real é coincidência – é intencional. Por conta disso, o líder é atropelado e morre, concluindo as investigações tratar-se de um acidente, havendo indícios de se suspeitar da polícia aprofundando a investigação para identificação dos autores do crime envolvendo o poder. O julgamento ocorre com o desaparecimento de testemunhas, resultando na condenação a pena leve dos condenados. Ocorre, então, um golpe militar com perseguições e coações à liberdade de expressão. Merece também destaque a atuação da belíssima atriz e cantora grega Irene Pappás. Veja mais aqui.

UMA ARENGA DE ESCRITORES: QUALQUER CRIANÇA PODE FAZER - No livro Ciência e comportamento humano (Martins Fontes, 2003), o psicólogo behaviorista radical norte-americano, Burrhus Frederic Skinner (1904-1990), registra uma desavença entre o escritor britânico Herbert George Wells (H. G.Wells – 1866-1946) e o dramaturgo, escritor e jornalista irlandês George Bernard Shaw, quando Wells comparou Shaw ao fisiólogo russo e Prêmio Nobel de Medicina de 1904, Ivan Petrovich Pavlov (1849-1936): se os dois estivessem se afogando e só houvesse um salva-vidas, escolheria Pavlov. O desagrado de Shaw foi direto para Wells no seu livro Aventuras de uma negrinha à procura de Deus, trazendo uma cena em que ela encontra um velho míope que possui todas as características do cientista russo que se assusta com o rugido amedrontador do profeta Micah. Ao se recompor no meio da fuga, o russo para e exclama: Por que estou fugindo? Não tenho medo deste bom velho [...] Ao fugir você está agindo por um reflexo condicionado. É muito simples. Vivendo entre leões, você, em sua infância, associou o som de um rugido ao perigo e morte. Daí a sua fuga precipitada quando aquele supersticioso e velho asno gritou com você. Esta notável descoberta custou-me vinte e cinco anos de pesquisa devotada [...] O mundo científico em peso prostra-se aos meus pés, admirando minha obra colossal e agradecendo a luz que lancei sobre os grandes problemas da conduta humana. Por que não me perguntou? – disse a negrinha. – Eu poderia contar-lhe em vinte e cinco segundos, sem maltratar aqueles pobres cães. Disse o velho míope: - Sua ignorância e sua presunção são inauditas. É claro que o fato era do conhecimento de qualquer criança; mas nunca tinha sido provado experimentalmente no laboratório; e não era conhecido cientificamente. Chegou a mim como uma conjectura disforme: transformei-o em ciência. Vice alguma vez já conduziu um experimento? Disse a menina: - Muitas. Vou fazer uma agora. Você sabe onde está sentado? Estou sentado sobre um tronco encanecido pela idade e com uma superfície enrugada pouco confortável. Disse a menina: É engano seu. Você está sentado sobre um crocodilo adormecido. Com um grito que faria inveja ao próprio Micah, o míope levantou-se e fugiu espavorido, subindo a uma árvore vizinha com uma agilidade felina nada própria de um cavalheiro na sua idade. Disse a menina: - Volte aqui. Você deveria saber que os crocodilos somente são encontrados nas proximidades dos rios. Eu estava apenas fazendo um experimento. Volte aqui. Mas o velho míope é incapaz de descer e pede à menina que faça outro experimento. - Eu o farei, disse a menina. – Há uma cobra na árvore farejando seu pescoço. O míope estava no chão em um instante. Skinner, ao final, assinala que Shaw aprendeu o espírito de uma ciência do comportamento, entretanto, posiciona-se favorável a Pavlov explicando com detalhes que o que o russo fez foi ciência, não uma ação para qualquer criança. Veja mais aqui.

MUITAS PAIXÕES NUMA SÓ VIDA – O belíssimo e premiado filme Olga: muitas paixões numa só vida (2004), inspirado na biografia escrita pelo jornalista Fernando Morais, dirigido por Jayme Monjardim e música de Marcus Viana, sobre a militante comunista e judia alemã Olga Benário (1908-1942), traz a lindíssima atriz Camila Morgado interpretando a personagem principal que é perseguida pela polícia e foge para Moscou, onde faz treinamento militar e fica encarregada de acompanhar Luis Carlos Prestes ao Brasil para liderar a Intentona Comunista de 1935. Ela se apaixona por ele durante a viagem e, com o fracasso da revolução, ela é presa grávida e deportada pelo governo Vargas para a Alemanha Nazista, tendo sua filha na prisão feminina do campo de concentração de Barmimstrabe. Afastada de sua filha, ela é enviada para outro campo de concentração onde é morta na câmara de gás. Aqui uma dupla homenagem: à Olga e à maravilhosa atriz Camila Morgado. Afinal, todo dia é dia da mulher. Veja mais aqui



Veja mais sobre:
Nênia de Abril & Sérgio Campos, Octavio Paz, Jorge Tufic & Rogel Samuel, Joseph Haydn, René Descartes, Nagisa Oshima, William Morris Hunt && Programa Tataritaritatá aqui.

E mais:
A mulher escandinava aqui.
Aprumando a conversa pela democracia e legalidade aqui.
Educação profissional aqui.
Segure a onda, Fecamepa, Direitos do Consumidor & outras loas aqui.
A velhice não é o fim do mundo, William Butler Yeats, Antonio Nóbrega & Spencer Tunic aqui.
A criança em mim resiste, John Cage & Martine Joste, Marta María Pérez Bravo & Valentim da Fonseca e Silva aqui.
Vamos aprumar a conversa, Arthur Schopenhauer, Catherine Ribeiro & Natalia Goncharova aqui.
A vida passa e a história se repete, Alfredo Volpi, Xheni Rroji, Avigdor Arikha, Edith Wharton & Gillian Leigh Anderson aqui.
Diálogo entre ninguém e coisa alguma, Cláudio Santoro & Lilian Barreto, Jussara Salazar, Viktor Lyapkalo & Aprumando a conversa aqui.
A sociedade em rede de Manuel Castels, Karen Horney, Carmen Miranda, Edson Cordeiro, Amelinha, Mônica Waldvogel, Branca Tirollo, Frevo & Folia Tataritaritatá aqui.
Três poemetos de amar outra vez, Bertolt Brecht, Boris Pasternak, Bigas Luna & Penélope Cruz, Francesco Hayez, Vanessa da Mata, Abigail de Souza & Programa Tataritaritatá aqui.
Os assassinos do frevo, José Saramago, Hannah Arendt. Luis Buñuel & Catherine Deneuve, Sérgio Mendes, Frederico Barbosa & Gilson Braga aqui.
Alagoas e o império colonial português aqui.
A viagem de Joan Nieuhof & Pernambuco nos séculos XVI e XVII aqui.
Caio Prado Júnior, Manuel Diegues Júnior, Educação & Pedrinho Guareschi aqui.
Celso Furtado, Sociedades Sustentáveis, A questão ambiental & Economia Popular aqui.
Planejamento e atendimento, A arte do guerreiro, A pedagogia do sucesso, Educação e a crise do capitalismo real, EaD, Currículo, cultura & sociedade aqui.
Lasciva da Ginofagia aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui e aqui.
História da mulher: da antiguidade ao século XXI aqui.
Palestras: Psicologia, Direito & Educação aqui.
A croniqueta de antemão aqui.
Fecamepa aqui e aqui.
Livros Infantis do Nitolino aqui.
&
Agenda de Eventos aqui.

CRÔNICA DE AMOR POR ELA
Leitora Tataritaritatá!
Veja Fanpage aqui & mais aqui e aqui.

CANTARAU: VAMOS APRUMAR A CONVERSA
Recital Musical Tataritaritatá - Fanpage.
Veja os vídeos aqui & mais aqui e aqui.



ARIANO, LYA LUFT, WALLON, AS VEIAS DE GALEANO, FECAMEPA, JOÃO DE CASTRO, RIVAIL, POLÍTICAS EM DEBATE & MANOCA LEÃO

A VIDA NA JANELA – Imagem: conversando com alunos do Ginásio Municipal dos Palmares - Ainda ontem flores reluziam no jardim ornando muros...