sexta-feira, março 24, 2017

VERSOS À FLOR DA PELE NA PROSA DE UM POEMA

VERSOS À FLOR DA PELE NA PROSA DE UM POEMA – Imagem: foto/arte da poeta, artista visual e blogueira Luciah Lopez. - Dos versos à flor da pele dela sou mais sonho muito mais real porque nela eu cravo os dentes e teço a noite nos seus beijos enfeitiçados e com os carinhos das mãos no seu dorso saboroso alumio os caminhos para tê-la na urgência do seu amor de atrevida nudez no altar dos sacrifícios que sou por seu corpo na minha festa obscena de cachoeira pelas águas do que é meu dentro dela e nela ser todo seu. Completamente despida ela se veste com minha alma para passear no meu corpo com carícias em desordem e com toda a graça de quem me abraça como quem quer mais e se faz pia batismal para que eu seja as sensações inconfessáveis de sua boca embriagada no cio de todos os sabores. E no seu delírio de luz vermelha aos gritos das entranhas na epiderme ardente a cometer todos os pecados indecentes por seus lábios ávidos e despudorados entre pernas fogo-fátuo na oração dos prazeres de seduzi-la ao cair da noite na lua compadecida, a implorar pagã em febre louca na palma da minha mão e aliviando suas feras, quando abro as fendas do seu íntimo com o meu amor que se faz Sol por suas grutas e vales aos caminhos infinitos de sua alma embriagada. Para ser-me homem-pássaro a levá-la em todos os meus voos, abençoando-a e a mim mesmo com o meu suor no seu, fera ensandecida a cavalgar égua crucificada ao meu destino e a purificá-la com meus sobejos malditos de minha boca primitiva e despudorada aos seus pés descalços e ao toque dos meus dedos desenhando caminhos na sua geografia pelos rios que escorrem da minha língua por suas curvas e vulva latejante de arrepios provocantes e confidências de ouvidos indecentes pra ser o meu presente, vivas e salvas, e meu bolo de aniversário em calda de chocolate para minhas lambidas e mordidas em seus espasmos gementes lambuzados na minha posse e gula de toda sua tentação e lascívia, a derretê-la com meu olhar agudo e os seus seios túrgidos em minhas mãos dançantes que se intrometem entre suas frestas e dobras de fêmea no cio a devorá-la em carne viva na tortura do amor, enfim, para nela renascida fêmea nua a voar em mim e os meus agitos a ir e vir na flor desabrochada do seu ventre pro transe da completude do seu orgasmo. © Luiz Alberto Machado. Veja mais aqui.

 Curtindo o talento musical da musicista e violinista irlandesa Sharon Corr, que também é atua como vocalista da banda The Corrs.

Veja mais sobre:
Os sonhos de Cacildita, Pablo Picasso, Zéllo Visconti & Francesco Gallotti aqui.

E mais:
Minha Voz, Peter Greenaway, Lawrence Ferlinghetti, Dario Fo, Milton Nascimento & Elis Regina, Edward Weston, Portal do Poeta Brasileiro, Leo Lobos & Programa Tataritaritatá aqui.
Iangaí, Antonio Risério, Fecamepa & os primórdios da corrupção no Brasil com Nelson Barbalho, Ari Barroso & Plácido Domingo, Olinda, A esteatopigia é a alegria brasileira, Vênus de Willendorf & Vênus Hotentote, Miguel Paiva & G. Graça Campos aqui.
Antonio Gramsci, Francis Bacon, August Strindberg, Marília Pêra, Luciana Mello, Lidia Wylangowska & Vagner Santana aqui.
Abuso sexual, Sonhos lúcidos, Antropologia e Psicologia Escolar aqui.
Cândido ou o otimismo de Voltaire aqui.
A liberdade de Espinosa aqui.
Literatura & História do Teatro, Tragédia, Comédia, A commedia dell'arte: teatro do povo, O paradoxo de Diderot, O teatro burguês, O estranhamento brechtiano, Método Stanislávski, O teatro de boulevard, Extensões: o teatro épico, Teatro social & Teatro do Oprimido aqui.
Segura a onda que o negócio num tá mole pra cachorro do rabo fino aqui.
Crônica de amor para ela,Magdalena, José Condé, Ruth Kligman, Pablo Milanés & Joaquín Sabina aqui.
O sonho de infância & os dissabores da vida, Alceste de Eurípedes, Diná de Oliveira, Mohammed Al-Amar & Ferenc Gaál aqui.
O amor no salto das Sete Quedas, História da Mulher, Taiguara & Luciah Lopez aqui.
O sonho do sequestro malogrado, História do Cinema, Juca Chaves, Leonid Afremov & Étienne-Jules Marey aqui.
Festa no céu do amor, Tom Jobim, Nauro Machado, Elizabeth Zusev, Steve K. & Todo dia é dia da mulher aqui.
História da mulher: da antiguidade ao século XXI aqui.
Palestras: Psicologia, Direito & Educação aqui.
A croniqueta de antemão aqui.
Fecamepa aqui e aqui.
Livros Infantis do Nitolino aqui.
&
Agenda de Eventos aqui.

A arte do escultor dinamarquês Bertel Thorvaldsen (1770-1844).

DESTAQUE: JEAN-LUC GODARD
Entre os muitos filmes que assisti do premiadíssimo e provocador cineasta franco-suiço Jean-Luc Godard, dessa vez destaco primeiro a maravilhosa comédia, romance e musical Une femme est une femme (1961), no qual a belíssima atriz Anna Karina desfila como uma simpática e contraditória mulher que trabalha num clube de estriptease e quer ter um filho com seu namorado e seus sentimentos se tornam contraditórios entre cortes abruptos, narrações em off e personagens falando com a audiência. O segundo é o drama Le Mépris (1963), inspirando na novela de Alberto Moravia e estrelado pela belíssima Brigitte Bardor que atua como uma mulher casada que despreza seu marido e se vê enredada entre ele e um sedutor e rico produtor de cinema. O terceiro é Une femme mariée (1964), no qual a bela atriz Marcha Meril é uma mulher casada com um aviador e, na ausência dele, ela se junta ao amante, um ator de teatro, não sabendo qual deles escolher nem quem o pai ao descobrir que está grávida. Por fim, o drama Passion (1982), contando a história de uma mulher amante do diretor de cinema, enquanto o seu marido é dono de uma pequena fábrica que está em greve. Entre os ativistas, uma bela jovem causa ciúmes na esposa que exige do marido demiti-la, prosseguindo com cenas inspiradas em obras de arte e envolvendo relacionamentos. Veja mais aqui, aqui, aqui, aqui e aqui.

CRÔNICA DE AMOR POR ELA
Imagem: poema/arte da poeta, artista visual e blogueira Luciah Lopez.
Veja Fanpage aqui & mais aqui e aqui.

DEDICATÓRIA: ELKE LUBITZ
O poema
É um pouso
d'alma
na palavra
De todas
As coisas.
(Inversão)
A edição de hoje é dedicada à poeta, pedagoga e empresária Elke Lubitz, editora do blog Letra Só.

CANTARAU: VAMOS APRUMAR A CONVERSA
Paz na Terra:
Veja os vídeos aqui & mais aqui e aqui.
 

ERNESTO SÁBATO, EDWIGES DE SÁ PEREIRA, MARIA FIRMINA DOS REIS, ADMAURO, LUCIAH, FENELON & PNTANDO NA PRAÇA

PINTANDO NA PRAÇA - Manhã ensolarada de sábado, nuvens em trânsito e chuva passageira para amainar o calor, olhares dispersos, muita conve...