quinta-feira, agosto 28, 2008

VIRGINIA WOOLF, AGLAJA VETERANYI, CHESTERTON, HOFFMANNSWALDAU, JIŘÍ RŮŽEK, DORO & ARMADILHAS

A arte do fotógrafo tcheco Jiří Růžek. Veja mais abaixo & aqui.

ARMADILHAS – Eu te amei apesar das armadilhas que perseguem todo amor. Eu me dei, fui deriva tão somente, no teu jeito iridescente, me pegou em pleno voo. Eu me joguei, respirei com tua vida de maneira descabida que ninguém jamais ousou. Quando em vez, permaneço em ti oculto, é aí que vem teu vulto no poema que pintou. Hoje sou o delírio e a vertigem das lembranças que me afligem em pleno corredor. Já vingou e fez da dor o vício, me jogou no precipício e me salvou com teu amor. Eu bem sei quem sabe chega o dia, o destino dê valia e me entregue a tua flor. (Letras e música de LAM – Primeira Reunião: Bagaço. 2991) © Luiz Alberto Machado. Direitos reservados. Veja mais aqui.


DITOS & DESDITOSAgora aprendo que um corte pode se tornar meu mestre. Pensamento do poeta alemão da era barroca. Christian Hoffmann von Hoffmannswaldau (1616- 1679).

ALGUÉM FALOU: A Bíblia nos ensina a amar o próximo e também os nossos inimigos. Talvez porque sejam as mesmas pessoas. Pensamento do escritor, filósofo, dramaturno e jornalista inglês Gilbert Keith Chesterton (1874–1936). Veja mais aqui.

MÚSICOS DE RUA – [...] Artistas de toda espécie tem sido invariavelmente vistos com desfavor, sobretudo pelo público inglês, não apenas por causa das excentricidades do temperamento artístico, mas também porque nos condicionamos a uma tal excelência de civilização que qualquer tipo de expressão tem algo quase indecente - decerto não reticente- a rodeá-lo. Poucos pais, observamos, querem que seus filhos se tornem pintores ou poetas ou músicos, não somente por razões mundanas, mas porque em seu próprio coração eles acham ser indigno de um homem dar expressão aos pensamentos e emoções que a arte revela e que deveria ser obrigação de um bom cidadão reprimir. Desse modo, por certo, a arte não é estimulada; e é provavelmente mais fácil para um artista do que para alguém de qualquer outra profissão cair na sarjeta. [...]. Trechos do ensaio extraído da obra O valor do riso e outros ensaios (Cosac Naify, 2014), da escritora inglesa Virginia Woolf (1882-1941). Veja mais aqui e aqui.

DOIS POEMAS - POR QUE EU NÃO SOU ANJO: Um anjo vestiu-se de anjo e permaneceu irreconhecível. / Um outro caiu do céu e despedaçou-se. / Um anjo estrangeiro tornou-se crente e afogou-se na banheira. / No céu, os anjos mortos são empalhados e pendurados na parede. / Eu prefiro permanecer imortal... A VARANDA: A menina envelheceu, cresce-lhe um caixão / no ventre. / Os seios caem sobre a mesa. / Os amantes já estão mortos há tanto tempo, que todos se chamam Robert. / Antes de dormir a menina dirige-se à varanda. / Lá aguarda a sombra. Lá aguarda a lua. / A lua brota. / Brotar é uma canção. / As gotas de pétalas da lua caem sobre os pés da menina. / A lua dança, diz a menina. Ela dança para nós. Poemas da escritora romena Aglaja Veteranyi (1962-2002). Veja mais aqui e aqui.

 A arte do fotógrafo tcheco Jiří Růžek. Veja mais aqui.


ANTES DE MAIS NADA: EU QUERO COMER A DANI CALABRESA!!!



DORO APAIXONADÍSSIMO (DE NOVO?!?!) - O Doro endoidou de vez. Quando ele viu a Dani Calabresa se apresentando na televisão, pirou. O cara ficou fascinado pela atriz e humorista paulista Dani Calabresa a ponto de vasculhar tudo e comprar um caderninho e anotar tudo dela: fotos, dados, cartazes. Por exemplo: ele sabe o nome dela de verdade: Daniella Giusti. Sabe que ela nasceu no dia 12 de novembro de 1981, em São Bernardo do Campo: uma escorpiana corintheana de 27 aninhos, hem, hem. Aí ele fica desorientadíssimo com aquele ar de quem caiu do vagão do trem, batendo uma puta duma punheta macha e escrevendo em cima das fotos e cartazes: - Eu quero comer a Dani Calabresa! Eu quero comer a Dani Calabresa! Ôxe, até eu tô nessa, ora!!!


HORÁRIO ELEITORAL PUTO DA VIDA & OUTRAS PRESEPADAS TATARITARITATÁ!!!

PENSAMENTO DO DIAQuando de forma dolosa ou mesmo inadvertida, culposa ou inconscientemente agimos, ao infringir a lei natural, será cobrada a lei cármica e, consequentemente, o castigo que disso advirá. Em vista disso, toda vez que passar ou estiver passando por revezes ou infortúnios, reflita sobre isso: a culpa de tudo é sua. Esteja certo disso: você é o único culpado. Saiba sempre: você será amanhã pelo que faz, pensa e semeia hoje. Assinado, Doro. 
   


AGORA, A MERDA DO HORÁRIO ELEITORAL GRATUITO: A HORA E VEZ DO CIUÇO DA PORRA!!! - É evidente que um sujeitinho desse só pode ser ficção. Mas não, qualquer semelhança com algum prefeito é mera coincidência. Tanto é que o Ciuço é desses que sonha e sonha, peida e caga, imita Bushit (aquele que não ganhou, mas levou) e tenta seguir os passos e o caminho das pedras de outro pariceiro seu: o Ciuço Almeida, de Maceió (com uma diferença: não terá um João Lyra por paitrocínio, né?). Tanto é que ele sonha ter o maior poder do mundo para dar aquela cagada global e botar o nome dele em tudo quanto é prédio. Procede, imitação barata: o Bushit deu e dá cagada no mundo inteiro como a porra, não será novidade. E o Ciuço Almeida também fez seus tolotes ineivados em Maceió: entre muitos e outros deixou no penico, na privada e na vida do maceioense o fato de colocar até o seu próprio nome no prédio da Procuradoria Geral Município. Pode? Ah, se 1 Ciuço pode, 2 Ciuços phodem muito mais, ora! Aí vem o coro com aquela musiquinha sacana de campanha: 1 Ciuço só chateia muita gente, 2 Ciuços chateiam, chateiam, chateiam! Quando 2 Ciuços chateiam muita gente, 3 Ciuços chateiam muito mais!!!

EITA, PARÓDIA DA CAMPANHA DO CIUÇO! - A mundiça do escárnio não perdoa e anda parodiando a música de campanha do prefeito Ciuço Almeida de Maceió: Maceió pra puta que pariu, tem o pior prefeito do Brasil.

OUTRA DAS OUTRAS, EITA PAU!!! - Depois dos gabirus, taturanas e outras pestilências incruadas com seus bilhões de golpes nos poderes alagoanos, um dia lá não sei quando  a Receita Federal descobriu outra fraude (mais uma!?!) não menos escandalosa. É o seguinte: deu na imprensa local que simplesmente 917 empresas alagoanas estavam aplicando um golpe de R$ 653 milhões no erário público, cobrando como créditos do Governo Federal quando na verdade fraudaram as contribuições de PIS/PASEP e Cofins. Dessas 917 empresas, apenas 26 – as graúdas, com certeza - ficariam com cerca de R$ 615 milhões + perdão do Produban, dividas roladas pra nunca mais, isenções ajeitadas, vista grossa nas sonegações & etc etc etc. Ô farra boa, hem? O restante eram sobras das migalhas para as outras 891 reais e fantasminhas MEs, MPEs, PMEs e etc & tal que engalobam com sonegação e jogatinas a vida dos alagoanos. Mais uma, ponto pros OSA - Ogros Sacanas de Alagoas! Placar, uma lavagem de chocolate azedo: OSA 356 x -0 povo alagoano. Isso é Brasilsilsilsilsilsilsilsil!!!!!!

VEJA MAIS:

Veja mais sobre Revolução copernicana ao contrário, Luis Cernuda, Herberto Sales, Radamés Gnatalli, Norma Benguell, Roberto Szidon, Stella Miranda, Wilman Emir Causa Acero, Appolonia Saintclair, Literatura Infantil & A democracia na América Latina aqui.

E mais:
Ramakrishna Paramahamsa, Maria João Pires, Rodolfo García Vazquez, Woody Allen, Richard Bach, Lilia Silvestre Chaves, Cléo de Páris, Apollonia Sainclair & Miklos Mihalovits aqui.
Fecamepa: a cana dos coronéis aos mamoeiros aqui.
Frevo nenhures, ok? ou sabotaralguém, Paul Ricoeur, Georges Bataille, Ferreira Gullar, Cacilda Becker, Joseph L. Mankiewicz, Henry Purcell, Ava Gardner, Allen Jones, Literatura Infantil & Mario Zanini aqui.
Fecamepa: quando o estreitamento do compadrio está acima da lei, aí, meu, as panelinhas mandam ver e só os privilegiados se banqueteiam aqui.
Fecamepa: quando um país vive só de nhenhenhém, não dá outra: o pencó engancha na cornice e nada vai pra frente aqui.
Graciliano Ramos, Gonçalves Dias, Martins Pena, Marianne Rosenberg, Rhonda Byrne, Lucia Santaella, Im Kwon-taek, Domingos Sequeira, Lee Hyo-Jeong & Randy Bordner aqui.
 
CRÔNICA DE AMOR POR ELA
Eleitora parabenizando o Tataritaritatá!
Veja aqui e aqui.

CANTARAU: VAMOS APRUMAR A CONVERSA

Paz na Terra
Recital Musical Tataritaritatá - Fanpage.
Veja  aqui e aqui.
 

ANNE-MARIE DE BACKER, EUGENIO MONTEJO, JASON STANLEY & ROALD DAHL

    TRÍPTICO DQP: A certidão da sobrevivência... Ao som do concerto Delicate Sound of Thunder - Live in New York (1988), da banda britâni...