sexta-feira, agosto 22, 2008

HORÁRIO ELEITORAL GRATUITO DA CAMPANHA DO ZE BILOLA PUTO DA VIDA!



CAMPANHA DO ZÉ BILOLA


Zé Bilola tava inheto! Deu uma comichão na idéia, a ponto da fabricação da bosta deixá-lo com a biziga da língua coçando para desarnar na campanha.

Pois é, quando a munganga se acende é pantim como a peste. Segura o trupé. Vambora.

A periclitância tirou o amuo do bocó, dele inventar de meter as catanas num comício relâmpago.

Ôxe, ele subiu no tamborete com a empolgação dos desarnados e na primeira cuspida do verbo foi bastante para ele fazer a primeira merda: errou o nome da comunidade, comendo uma por outra.

Maior opróbrio.

De começo, zunzunzum. Depois, deixaram correr. E o povo só se ria, levando nas coxas.

Foi aí que ele deu de precavido, se espremendo para futucar a profundidade da sabença para de lá tirar algo de serventia que impressionasse a mundiça. E caprichou nos plurais, neologismos e onomatopéias. Tome blá blá blá.

Ninguém entendia nada nem havia quem tivesse a astúcia de desvendar aquele aranzel estropiado.

Eita! Era. E cada vez mais o cara se espremendo exaltado deixando o povaréu zarolho de queixo-caído e com a maior cara de tacho.

É. E quanto mais o ocridio se espremia gesticulando doido no ar, mais o quengo dele queimava os chifres e fedia à bosta. Eram as catracas do juízo abilolado se lascando na remoeta das idéias de só ficar o fedor de borborigmo no ar. E tome nhenhenhém.

Até que no auge do desespero do seu imbróglio estapafúrdio, eis que um no meio do desaviso um arrepiado PUM! intercala entre um arroto e o dialeto agoniado dele. Isso com o impulso de quase soltar fora a perereca com o impacto.

Ah, foi um mijadeiro de risadagem. Ninguém se agüentou. Até o mais tinhoso abriu da vela, hihihihi.

Ah, foi aí que ele se arretou:

- Vocês sã uns bocado de malinducados qui num arrespeitam nem o nervosismo do candidato torando um aço da porra para alinhar as idéia direito, ora! Vão tudo para porra!

Abufelado, fez cena de que num tava entendendo nada, arriou a venta injuriada na cacunda e zarpou com o rabinho entre as pernas.

Eita, Zé Bilola azoado da gota! Veja mais aqui

Veja mais sobre Panorama da Quilombo, Upanixades, José Régio, Toquinho, Afonso Lisboa da Fonseca, Pedro Onofre, Kirk Jones, Christianna Brand, Emma Thompson, Martha Rocha, Literatura Infantil & Donald Zolan aqui.


E mais:
Proezas do Biritoaldo: Quem é bom já nasce troncho, apesar da água benta no quengo do sopiado aqui.
Charlie Chaplin & probidade administrativa aqui.
Cantador & obviedades cínicas aqui.
Literatura Erótica, Presente de Natal, Agostini Carraci & previsões do Doro aqui.
Plenilúnio do Amor, A paixão de Aristóteles, O amor mais que de repente & as previsões do Doro aqui.
Hermilo Borba Filho, David Herbert Lawrence, Hesíodo, Edith Piaf, Maria Della Costa, Brian De Palma, Anthony Devas, Sociopatologia & Literatura Infantil aqui.
Fecamepa: vamos aprumar a conversa aqui.
A bicharada da enrolação: aqui.
Que esporte que nada, é espórtula mesmo!!!: aqui.
A fúria dos inocentes & outras noveletas aqui.
Kid Malvadeza & outras noveletas aqui.
Os aborígenes: das sociedades primitivas de Pindorama aos caetés, Plauto, Montserrat Figueiras, Luis Mandok, Jennifer Lopez, G Linsenmayer, Miklos Mihalovits, Acmeísmo, Paulo e Virgínia, Mlle Réjane & Débora Novaes de Castro aqui.
 

CRÔNICA DE AMOR POR ELA
 Veja aqui e aqui.

CANTARAU: VAMOS APRUMAR A CONVERSA
Paz na Terra
Recital Musical Tataritaritatá - Fanpage.
Veja  aqui e aqui.

 

ANNIE BESANT, RAMOS ROSA, ARTHUR MILLER, TORERO, LORI KIPLINGER PANDY & VLAHO BUKOVAC

IARAVI & A LUA – No dia que a apaixonada cunhã Iaravi perdeu o caminho de volta pra sua casa caingang e se desencontrou do seu amado F...