domingo, janeiro 24, 2016

LEOLINDA DALTRO & TODO DIA É DIA DA MULHER


Como mulher que sou, com um sentido superior de altruísmo, tenho me preocupado com a necessidade de minorar o sofrimento humano e de se atingir uma melhor distribuição da Justiça”.

LEOLINDA DALTRO – A professora, sufragista e indigenista baiana Leolinda de Figueiredo Daltro (1859-1935), foi uma das fundadoras do Partido Republicano Feminino, juntamente com a escritora Gilka Machado, liderando a passeata que exigiu a extensão do voto às mulheres. Em suas lutas, mãe de cinco filhos e separada do marido, tornou-se precursora do indigenismo no Brasil, defendendo a alfabetização laica que a fez percorrer o Brasil no desenvolvimento do seu projeto, enfrentando a igreja e os proprietários de terras, além de ser ridicularizada pela imprensa brasileira. Foi perseguida e recebeu o apelido de mulher do diabo, chegando a publicar em 1920 um livro, Da catequese dos índios do Brasil: notícias e documentos para a história, relatando episódios e o atentado que sofreu em Conceição do Araguaia. Lutou pela cidadania plena das mulheres, requerendo alistamento eleitoral que foi recusado por ocasião da vigência da Constituição de 1891. Participou e contribuiu para criação da Linha de Tiro Feminina Orsina da Fonseca, para treinamento das mulheres com armas de fogo e participação na guerra. Ela se candidatou à Intendência Municipal do Distrito Federal, em 1919, denunciando a discriminação e a desigualdade social e de gênero, mantend0-se em luta até a conquista do voto pelas mulheres em 1932.

REFERÊNCIAS
DALTRO, Leolinda. Catechese dos índios no Brasil. Notícias e documentos para a História. Rio de Janeiro: Typographia da Escola Orsinba da Fonseca, 1920.


Veja mais sobre:
A mulher na antiguidade, Max Planc, Edgar Allan Poe, Louise Glück, Daniel Goleman, a música de Shirley Horn, Mark Twain, a pintura de Edouard Manet, a gravura de Johann Theodor de Bry, Ana Paula Arósio, Demi Moore & Alessandra Cavagna aqui.

E mais:
Mário Quintana, François Truffaut, Voltaire, a comunicação de Juan Diaz Bordenave, o folclore de Luís da Câmara Cascudo, a música de Daniela Spielmann, o teatro de Sérgio Roveri & Tuna Dwek, a arte de Jeanne Moreau, a pintura de Hans Temple & Anita Malfatti, Gerusa Leal & Todo dia é dia da mulher aqui.
Helena Blavatsky, João Ubaldo Ribeiro, Stendhal, a pintura de Édouard Manet, a música de Vital Farias, Cacá Diégues & Jeanne Moreau aqui.
Proezas do Biritoaldo: quando risca fogo, o rabo inflamável sofre que só sovaco de aleijado aqui.
Invasão da América aos sistemas penais de hoje, Joan Nieuhof, Décio Freitas & Palmares, Pesquisa em História, Guerra dos Cabanos, Luta Camponesa & História do Brasil aqui.
Hannah Arendt, Eric Hobsbawm, Fundamentos da História do Direito, Fernand Braudel & a História, Abraham Kaplan & A Conduta na Pesquisa aqui.
Das quedas, perdas & danos aqui.
Violência contra a mulher, Heleieth Saffioti, Marta Nascimento & Poetas do Brasil aqui.
O Feminismo & a História da Mulher, Masculino & Feminino, Psicologia Escolar & Educacional, Pluralidade de Família & União Estável aqui.
Jacques Lacan, Direito de Família, Alimentos Gravídicos & Realacionamentos Pós-Modernos aqui.
A aprendizagem observacional de Albert Bandura & Direito Autoral aqui.
Pierre Lévy, Cibercultura, Capitalismo Global, Linguagens Líquidas & Narrativas Midiáticas Contemporâneas aqui.
Poetas do Brasil: Ari Lins Pedrosa, Ana Paula Fumian, Frederico Spencer & Suzana Za’za Jardim aqui.
A croniqueta de antemão aqui.
Todo dia é dia da mulher aqui.
Fecamepa aqui e aqui.
Palestras: Psicologia, Direito & Educação aqui.
Livros Infantis do Nitolino aqui.
&
Agenda de Eventos aqui.

CRÔNICA DE AMOR POR ELA
Veja aqui e aqui.

CANTARAU: VAMOS APRUMAR A CONVERSA
Paz na Terra: 
Recital Musical Tataritaritatá - Fanpage.
Veja  aqui e aqui.





TODO DIA É DIA DA MULHER – Dando continuidade na campanha Todo dia é dia da mulher, trago hoje mais um rol de homenageadas.



VOLLA  


Veja mais homenageadas aqui.


                                                                       Veja aqui.

OSMAN LINS, HÖLDERLIN, EDWARD SAID, CHAMISSO, BASQUIAT, RAYMOND ELSTAD & BIRITOALDO

MAS O QUE É QUE É ISSO, MINHA GENTE? - Imagem: arte do grafiteiro e artista visual estadunidense Jean-Michel Basquiat (1960-1988) - Jerry...