terça-feira, janeiro 29, 2019

TCHEKHOV, NEUROEDUCAÇÃO, RON MUEK, SIMIÃO MARTINIANO & DAS LIÇÕES DA VIDA


DAS LIÇÕES DA VIDA - Confesso sinceramente: tantas vezes hesitei no entroncamento da noite, menor que um palmo além do nariz, encurralado em minha própria insciência. Quantas vezes ao receio, estrelas ocultas e quase não desisti diante ao menor embaraço. Tantas ocasiões titubiei na travessia, abri mão da última passada, espremido na dor de não enxergar outras tantas veredas. Valiam os outros e seus dizeres, olvidava de mim. Sucumbi vela derretida, sozinho minhas dores e cortes no trajeto de tantos incertos começos e recomeços sucessivos. Reconheci meus erros, sou mortal e prestei atenção, talvez descobrisse. Por meus próprios esforços diligentes, assumi o dever de cumprir por minhas ações, desatinos na lâmina afiada. Corri atrás, enfrentei minhas tempestades, aos ombros a carga pesada do incompreendido e o sacrifício das árduas tarefas, uma filosofia viva e a compreensão das interrelações nas escrituras do mundo. Se não era eu mesmo, tinha de ser, e não mais escapei do esforço pessoal nem a mão milagrosa para os atalhos. Não mais esperei dos outros as minhas expectativas e vi que o amargo não era tão assim e o depois de passada a queimadura não é tão dolorosa assim. Demovi cascas e mudei de pele, não foi fácil. Na horagá, como valorar o querer, teres e haveres, suspenso pelas rejeições e fracassos. Lambi os talhos para não perecer vazio e sorri ao tentar de novo e novamente refiz, cônscio Sísifo que desagrada a cada ida e volta. Ao ignorar do tempo e espaço, longe ou tarde, havia de discernir na montanha russa entre o definitivo e a finitude. Nenhuma certidão, há sempre o que aprender e a reaprender a cada momento. © Luiz Alberto Machado. Direitos reservados. Veja mais aqui.

DITOS & DESDITOS
[...] A neuroeducação atual tem como objetivo não somente a compreensão de como o ser humano aprende melhor, mas, também como eles de vem ser melhor ensinados para maximizar seu potencial. [...] estudantes aprendem melhor quando são altamente motivados do que quando não têm motivação; estresse impacta aprendizado; ansiedade bloqueia oportunidades de aprendizado; estados depressivos podem impedir aprendizado; o tom de voz de outras pessoas é rapidamente julgado no cérebro como ameaçador ou não-ameaçador; as faces das pessoas são julgadas quase que instantaneamente (isto é, intenções boas ou más); feedback é importante para o aprendizado; emoções têm papel-chave no aprendizado; movimento pode potencializar o aprendizado; humor pode potencializar as oportunidades de aprendizado; nutrição impacta o aprendizado; sono impacta consolidação de memória; estilos de aprendizado (preferências cognitivas) são devidas à estrutura única do cérebro de cada indivíduo; diferenciação nas práticas de sala de aula são justificadas pelas diferentes inteligências dos alunos [...] cada cérebro é único e unicamente organizado; cérebros são especializados e não são igualmente bons em tudo; o cérebro é um sistema complexo, dinâmico e em modificação diária, pelas experiências;  cérebros são considerados ‘plásticos’ e continuam a se desenvolver ao longo de suas vidas; aprendizado é baseado em parte na habilidade do cérebro de se auto-corrigir e aprender pela experiência, através da análise de dados e auto-reflexão; a busca por sentido é inata na natureza humana; a busca por sentido ocorre através de ‘padronizações’; aprendizado é baseado em parte na habilidade do cérebro de detectar padrões e fazer aproximações para aprender; emoções são críticas para detectar padrões; aprendizado é baseado em parte na capacidade do cérebro para criar; aprendizado é potencializado pelo desafio e inibido pela ameaça; o cérebro processa partes e todo simultaneamente (é um processador paralelo); cérebros são projetados para flutuações mais do que atenção constante; aprendizado envolve tanto atenção focada quanto percepção periférica; o cérebro é social e cresce na interação (tanto quanto na reflexão pessoal); aprendizado sempre envolve processos conscientes e inconscientes; aprendizado é desenvolvimental; aprendizado recruta a fisiologia completa (o corpo impacta o cérebro e o cérebro controla o corpo); diferentes sistemas de memória (curto prazo, de trabalho, longo prazo, emocional, espacial, de hábito) aprendem de formas diferentes; informação nova é arquivada em várias áreas do cérebro e pode ser evocada através de diferentes rotas de acesso; o cérebro recorda melhor quando os fatos e hábilidades são integrados em contextos naturais; e Memória + Atenção = Aprendizado. [...]
Trechos extraídos do estudo The scientifically substantiated art of teaching: a study in the development of standards in the new academicfield of neuroeducation (mind, brain, and education science) – (Capella University, 2008), da professor, pesquisadora Tracey Noel Tokuhama-Espinosa. Veja mais aqui, aqui e aqui.

A ESCULTURA DE RON MUEK
A arte do escultor australiano Ron Muek. Veja mais aqui, aqui e aqui.

O CINEMA DE SIMIÃO MARTINIANO
A obra cinematográfica do ator, roteirista e cineasta Simião Martiniano (1932-2015), conhecido como o Ed Wood do Nordeste, compreende várias realizações, tais como Traição no Sertão (1979); A rede maldita (1991); O vagabundo faixa preta (1992); A mulher e o mandacaru (1994); Traição no Sertão (1996, refilmagem); O herói trancado (1999) - como ator; A moça e o rapaz valente (1999); Conceição (2000) - também como ator; e A valise foi trocada (2007). Em sua homenagem foi realizado o documentário Simião Martiniano, o camelô do cinema (1998), produzido por Hilton Lacerda e Clara Angélica, retratando a sua vida. Veja mais aqui e aqui.
&
A obra do dramaturgo e escritor russo Anton Tchékov (1860-1904) aqui e aqui
&
muito mais na Agenda aqui.


STELLA NYANZI, NASTASSJA MARTIN, AGUSTINA BAZTERRICA & SEMANA HERMILO

    Imagem: Acervo ArtLAM . Ao som dos álbuns Liszt: Piano Sonata & other works (Hyperion Records, 2015), Bach: The Art of Fugue (Hy...