segunda-feira, março 24, 2008

GENET, KANT, DANIEL HOFFMAN, GONÇALO TAVARES, LAURA KNIGHT, POEMERÓTICO & OUTRAS LOAS


ENVOLTO

Luiz Alberto Machado

Minhas mãos: o calor de sua carne meândrica
Preciso sabor da aragem para minha paz
Lenha para as chamas do meu fogo

Seus beijos são magia ardente
que acende a delícia do meu prazer

Meu desejo: a alma candente desnudada
- coisas da terra, mar, sofreguidão ubíqua

Nossos quereres: atração tremulenta
pele na pele
olhar no olhar
imã no sexo rigente

Eis o pavio passional: amor

© Luiz Alberto Machado. Direitos reservados. Veja mais aqui.


PENSAMENTO DO DIAA partir do momento em que os seres humanos se puseram a falar na primeira pessoa começaram a trazer o seu ‘eu’ à superfície sempre que possível, e o egoísmo conheceu um avanço irresistível. Pensamento do filósofo alemão Immanuel Kant (1724-1804). Veja mais aqui.

O JULGAMENTO DE GENET – [...] o julgamento do escritor Jean Genet, em 1943, pelas repetidas condenações por furto. Genet se deparava com a prisão perpetua como punição por ser um reincidente contumaz, mas Jean Cocteau, que havia descoberto Genet e providenciado a publicação de seu primeiro romance, Nossa Senhora das Flores, apresentou uma declaração eu lida na corte: “Ele é Rimbaud, não se pode condenar Rimbaud”. Cocteau insinuou que o juiz entraria para a história como um filisteu se tomasse a decisão errada. Nem por um momento Cocteau argumentou que Genet era inocente, mas simplesmente que era um gênio. Seu testemunho livrou Genet, sem qualquer punição. [...]. Trecho extraído da obra O flâneur: um passeio pelos paradoxos de Paris (Companhia das Letras, 2001), de Edmund White, tratando sobre o julgamento do controverso escritor e dramaturgo francês Jean Genet (1910-1986). Veja mais aqui e aqui.

O SENHOR CALVINO – [...] Calvino olhou de novo para os livros da prateleira contemplada pelo sol. [...] estava a escolher um livro para alguém ler. Com atenção profunda escolhia o livro mais apropriado; não estava, repare-se, a escolher de acordo com o seu gosto, mas sim de acordo com o gosto do outro. [...]. Trecho extraído da obra O senhor Calvino (Casa da Palavra, 2005), do escritor e dramaturgo angolano Gonçalo M. Tavares.

HUMILDEMENTEMalte ou Milton não podem / para Deus explicar / dos homens o caminho. / De botinas tacheadas / tropas sempre marcharam / sobre débeis rebanhos / que sabem que Deus tem / uma paixão, um plano, / uma ideia, ou que amável / parece o universo. / Que então venha o dilúvio / a guerra ou venha a peste / por fim assalte ao homem / o sentido comum / que por fim admite / em perfeita humildade / qualquer simples espiral / que ousa erigir / da sua fé ou mente / somente pode ser / o seu próprio sarcófago. / Todavia ainda mesmo / nessa tumba de ferro / o homem novamente / se agita tal se fosse / no útero novamente. / E então abre um túnel / palavra por palavra / reconstrói e novamente / é enterrado. Se leia / isso em todas histórias, “Newsweek” ou Tucídides. Poema do poeta e ensaísta estadunidense Daniel Gerard Hoffman (1923-2013).


A arte da pintora, gravurista e aquarelista inglesa Laura Knight.


PENSAMENTO DO DIA: QUEM TEM CU, TEM MEDO!!

Gentamiga, hoje em plena vigência do Estado Democrático de Direito que é assentado na dignidade humana e no exercício da cidadania, não se comporta mais enrabamentos, sacanagens, tapiação ou maloqueragem pra cima de quem quer que seja! Mesmo que o cabra seja um Fabo deslavado, um vascaíno reincidente, um chato de galocha ou presepeiro incorrigível, todos merecem tratamento de gente, mesmo a contragosto dos mais injuriados e inflexíveis puristas radicais. Por causa disso, até mesmo as nossas dulcíssonas (quando não gasguitas e imvocadas bruacas) mulheres estão com o cu na mão e dizem que não aguentam mais tomar no quiba! Realmente, é preciso deixar tudo às claras e com os pingos sobre todos os iiiis, tintim por tintim. Solidário, eu digo: enrabamento só com anuência da freguesa ou para os hermanos da baitolagem que são a alegria da humanidade e não fazem mal nenhum a ninguém! Viva a diferença!!! Tenho dito & tataritaritatá!

FECAMEPA: UMA QUE VALE APLAUSO!

Gentamiga, mesmo que muitos ogros, lêmures, flibusteiros e outros esconjuros desencarnados ainda se encontrem infincados no Poder Legislativo, como também no Executivo e no Judiciário de Alagoas – lá a coisa é ré-pra-trás mesmo! Que o diga o jornalista Ricardo Mota -, o desembargador corajosíssimo Antonio Sapucaia teve a iluminação de sapecar despacho afastando os malabanhados deputados indiciados na operação Taturana! Taí uma coisa que merece aplauso & tataritaritatá!

ACHARAM A VAPAPU!

Gentamiga, em nome da DEMOCRACIA, em nom de um BRASIL melhor, justo e solidário; em nome da remissão de todo POVO brasileiro, a gente precisa mandar todos os FDPs dos políticos e autoridades para lá: pra VAPAPU! E já! É ou não é? Vamos aprumar a conversa & tataritaritatá!!

MOLECAGEM NA REDE: DUAS PIADAS & UMA FOTO RECEBIDAS POR MAIL

PRIMEIRA: UMA PUTA INTELIGENTE! - O pavoneado & cheio de agá FHC, depois de andar envultado às escondidas com a merda que fez no Brasil – mas o Lula tá fazendo quase o mesmo tanto, além da mesma coisa e fazendo força prele voltar! -, entra no Café Photo, senta-se no balcão do bar ao lado de uma linda garota de programa e diz:
- Fui o Presidente de todos os brasileiros, consolidei o Plano Real e aclamado por resolver os problemas dos brasileiros. Quanto você quer para passar uma noite comigo?
Ela responde:
- Se o Senhor conseguir fazer o seu pênis crescer como fez com os juros, e mantê-lo duro como ficaram todos os brasileiros, levantar minha saia como fez com os impostos, baixar minha calcinha como fez com os salários, mudar de posição como mudou na sua vida política, e me FODER com tanto jeitinho como FEZ com o Povo Brasileiro durante o seu governo... É DE GRAÇA!'

OUTRA: O FILHO DA PUTA - No Divã:
Mocinha: O João é um Filho da Puta!!
Psicólogo: Não fale assim, minha filha. Todos nós somos irmãos.
Mocinha: Mas o senhor não sabe o que ele fez...
Psicólogo: E o que ele fez?
Mocinha: Ele me deu beijo.
Psicólogo: Olhe, eu também te dou um beijo e não sou Filho da Puta.
Mocinha: Ele tirou minha blusa !!!
Psicólogo: Eu também estou tirando sua blusa e não sou Filho da Puta.
Mocinha: Ele tirou meu sutiã !!!
Psicólogo: Eu também estou tirando seu sutiã e não sou filho da puta.
Mocinha: Ele tirou minha calcinha!!!!
Psicólogo: Eu também estou tirando sua calcinha e não sou Filho da Puta.
Mocinha: Ele me comeu!!!!!
Psicólogo: Eu também estou te comendo e não sou Filho da Puta.
Mocinha: Mas depois... depois...
Psicólogo: Diga, diga, diga...
Mocinha: Ele me disse que tinha AIDS...
Psicólogo: FILHOOOOOO DA PUTAAAAA !!!!! 



Veja mais sobre
Manchetes do dia de sempre, Elsworth F. Baker, Guilherme de Almeida, Wesley Ruggles, Peter Fendi, Romero Britto, Mácleim, Samara Felippo & Carole Lombard aqui.

E mais:
A Primavera de Ginsberg, Libelo & Anátema aqui.
Big Shit Bôbras: liderança, a segunda emboança aqui.
Teibei, a batida aqui.
Big Shit Bôbras: carnaval, a terceira emboança aqui.
História do cinema aqui.

CRÔNICA DE AMOR POR ELA
Leitora manifestando seus efusivos parabéns pro Tataritaritatá!
Veja aqui e aqui.



CANTARAU: VAMOS APRUMAR A CONVERSA
Paz na Terra
Recital Musical Tataritaritatá - Fanpage.
Veja  aqui e aqui.
 
 
 


BATAILLE, GUBAIDULINA, MARCUSE, JOÃO UBALDO, CORBIÈRE, MARIA AGUILAR, FRINEIA, VERA & MÁRCIA NUNES

O SONHO DE VERA – Imagem: arte da artista espanhola Maria José Aguilar Gutierrez . - Desde criança Paulina chamava atenção em Toulouse. A...