sábado, novembro 02, 2013

PARK WAN-SUH, VALÉRY, GOETHE, ADORNO, RICARDO MIRÓ & LITERÓTICA


ESSA MENINA - Essa menina é feita de lua. Ela voa na rua prontinha querubin. E me apronta tlin tlin no alto da campina onde tudo é cantina feita só de si. Ah, essa menina que dança com jeito, somente a gingar. Qual estrela lá mansa na unha matutina, desde sonsa ilumina onde antes supunha nunca existir. Ela está sempre aqui como chama na retina, como a grama que mina todo o quintal. E se faz de vestal de todos os presságios. Ela alucina ao contágio. E ela só vale ágio na sina do apelo a brilhar nos cabelos toda magia. O que eu mais queria: roubar o seu cheiro, seu secreto terreiro de tangerina. Ah, fulmina iminente – ela não é gente – é deusa a mendigar. Essa menina é feita de mar, intensa, quiçá, real mais divina. Quando vem cabotina só me desmantela. Ela vira a janela pronta pr´eu abrir. Essa menina chega com o olhar ardendo de vida. Quase desvalida com a boca nas asas que vaza e é guia perdidas esquinas, toda emoção repentina com o sopro de aguerrida na pele. O paladar que repele na maior febre, que tudo se quebre ao sol posto - a saliva com gosto de boa cajuína. Ela é tão traquina: o seio da boca sedenta. E venta maior ventania. E, todavia, se põe a chover: o corpo queimando o prazer. Essa menina é feita do rio que escorre ao quadril pra me afogar. Patati, patatá, é ela que me abriga como se eu fosse a viga que ela quer sustentar.Essa menina, bailarina da noite, em carne viva, vitalina, essa flor menina a me servir sucessivas entregas, peças que prega nos meus cinco sentidos. Essa menina é feita de peso: a coxa tatua o desejo que as pernas eqüinas rolam sobejo do sexo azul. Eu todo taful com seus pés nos meus braços que o abraço fulmina e lateja, água que poreja tão pequenina e vira ribeirão na luz feminina. Vingo-lhe a nuca que me ilumina e ela me sorri encantada, franzina com a gula que vai da glória à ruína. Essa menina e a mão culpada de amor. Ela brota, ereta, me socorre, me empesta. Salta da grota, na greta, virada na breca, capeta, na alvura exalta, cristalina. E tudo se arrasta, arrebata, contamina. E me larga no sopro. Meu corpo oficina. Maior serpentina de carnaval. E me faz imortal. Vem e ilumina a vida toda esquecida no meio da paixão. É quando, então, ela cisma do mundo e reduz quase tudo na palma da mão onde ela mais que altaneira me deita na esteira e me nina um milênio de paixão. © Luiz Alberto Machado. Direitos reservados. Veja mais aquiaqui.

 


DITOS & DESDITOS - Seus pés estavam firmados na realidade. Porque não importa quão próximo ou transparente o outro lado possa parecer, a realidade e a ilusão eram dois mundos díspares que nunca poderiam ser unidos... Pensamento da escritora sul-coreana Park Wan-suh (1931-2011). Veja mais aqui.

 

ALGUÉM FALOU: Que sabes minha agonia: se tudo isso é amor, bendito seja!... Frase do escritor panamenho Ricardo Miró (1883-1949), autor do poema Mulher Romântica: Ela era uma romântica perdida \ que amou os versos e adorou as flores \ e cheio de pássaros cantando \ o jardim silencioso de sua vida. \ Ele amou uma vez, e \ - franqueza divina \ O que a mulher e a pomba têm? \ Ele pegou a rosa e inalou o aroma sem suspeitar, \ atrás da flor, o espinho. \ Então, silenciosamente, tristemente, \ Ele fechou os lábios e abaixou a testa, \ e diante do mar verde e murmurante, \ esperando o retorno prometido, ela permaneceu, \ sem sofrimento, dormindo, como um botão que evapora ao vento. Veja mais aqui.

 

PARTES DA ARTE - [...] Nossas belas-artes foram instituídas, assim como os seus tipos e práticas foram fixados, num tempo bem diferente do nosso, por homens cujo poder de ação sobre as coisas era insignificante face àquele que possuímos. Mas o admirável incremento de nossos meios, a flexibilidade e precisão que alcançam, as ideias e os hábitos que introduzem, asseguram-nos modificações próximas e muito profundas na velha indústria do belo. Existe, em todas as artes, uma parte física que não pode mais ser encarada nem tratada como antes, que não pode mais ser elidida das iniciativas do conhecimento e das potencialidades modernas. Nem a matéria, nem o espaço, nem o tempo, ainda são, decorridos tantos anos, o que eles sempre foram. É preciso estar ciente de que, se essas tão imensas inovações transformam toda a técnica das artes e, nesse sentido, atuam sobre a própria invenção, devem, possivelmente, ir até o ponto de modificar a própria noção de arte, de modo admirável [...]. Trecho extraído da obra Pièces sur l'Art – Conquête de l’Ubiquité (Suhrkamp Verlah, 1961), do filósofo e poeta do Simbolismo francês, Paul Valéry (1871-1945). Veja mais aqui e aqui.

 

LINGUAGEM & LÍRICA - [...] Aquilo que institui a possibilidade da lírica como gênero artístico, seu efeito sobre outros que não o poeta monologante, seria inexplicável [...] O paradoxo específico da formação lírica, a subjetividade que vira objetividade, está ligada àquela preeminência da forma linguistica na lírica, de que provém o primado da linguagem na criação literária em geral, até a forma da prosa. Pois a própria linguagem é algo duplo. [...] As mais altas formações líricas são, por isso, aquelas em que o sujeito, sem resíduo de mera matéria, soa na linguagem, até que a própria linguagem ganha voz. [...] Assim a linguagem estabelece a mediação entre lírica e sociedade no que há de mais intrínseco. Por isso a lírica se mostra mais profundamente garantida socialmente ali onde não fala segundo o paladar da sociedade, onde nada comunica, onde, ao contrário, o sujeito, que acerta com a expressão feliz, chega ao pé de igualdade com a própria linguagem, ao ponto onde esta, por si mesma, gostaria de ir. [...]. Trechos extraídos da obra Lírica e sociedade (Abril, 1983), do filósofo e musicólo alemão,Theodor W. Adorno (1903- 1969). Veja mais aqui e aqui.

 

CANÇÃO NOTURNA DO ANDARILHO - No alto das colinas \ há paz; \ não se ouve, ali nas\ frondes, mais\ que um sopro manso.\ Nem há no bosque um trino. Aguarda:\ tampouco tarda\ o teu descanso. Poema do escritor alemão Johann Wolfgang von Goethe (1749-1832), Veja mais aqui e aqui.

 

TRÊS POEMAS & DEPOIMENTOS DA PAIXÃO AVASSALADORA - FASCÍNIO - Meus olhos se fecham,\ Minhas mãos procuram\ Meu corpo treme\ sensações se multiplicam...\ À procura do teu amor,\ A vida parece extinguir-se,\ Lucidez fugindo docemente,\ na alucinação do prazer,\ Desejo intenso e ilimitado,\ Doçura a nos libertar.\Troca de carícias,\ A povoar a alma de sonhos,\ Nossos corpos a pedir carinhos,\ Sensualidade provocante\ em luxúrias poderosas.\ A penetração enlouquecedora,\ Orgasmo a liberar o prazer,\ O encanto e o fascínio,\ Oferecimento sedutor,\ gemidos eloquentes\ Paixão! – I - Sim, espero muito sua chegada, surpresa e feliz com a investidura do seu pênis “que é meu”, mas que priápico e sabe que estarei extremamente feliz porque quero intensamente viver o nosso amor beijando, lambendo, chupando, fodendo e gozando como já fiz e quero mais e sempre. Nas noites frias incendiada por seu amor desabotoando minha blusa e me tendo em seus braços e sentindo meu tesão desvairado em minha vagina explorada ao máximo e enlouquecida com a enfiada de seu dedo em meu ânus e seu pênis entre minhas coxas deixando totalmente fora de qualquer lucidez. Sinto -me toda possuída, esfregada, revirando-me para mais alcançar o prazer extremo que que alcançará extremos orgasmos e sentindo ser beijada em meu corpo inteiro encostando-me na parede para mais sentir o ápice do prazer. MANHÃ DE SETEMBRO - Eu te procuro nessa manhã de setembro,\ Obcecada por sua imagem desejada,\ Precisando me jogar louca em teus braços,\ Ansiando por tuas palavras que me alimentam.\ Eu te procuro nessa manhã de setembro,\ Enlouquecida e úmida para que amenize,\ Essa angústia latejante de meu corpo,\ A saudade gritante a entorpecer minha alma.\ Eu te procuro nessa manhã de setembro,\ Para que penetres sua fonte de prazeres,\ Satisfazendo o meu tesouro excitado,\ Na longa espera do orgasmo embriagador.\ Eu te espero nessa manhã de setembro,\ Já nem sei como controlar meu desejo insano,\ E quando chegares um longo gemido te aguarda,\ Enclausurado em meu corpo febril e desarvorado. II - Vivo pensando e imaginando você perto de mim tomando posse de todo meu corpo e acariciando minhas pernas e coxas e eu sentindo suas carícias, louca por seu pênis que é “o que é meu” ereto, inchado de prazer penetrando nos meus desejos. E você não sabe quanto espero esse momento enlouquecida de desejo e que ele passe em todas as partes do meu corpo e me explore todinha, pescoço, ombros, seios endurecidos de prazer e como quero senti-lo babento espalhando seu sêmen e me deixando transida de desejo exuberante. A perspectiva de tê-lo envolvido em mim à procura de cada ponto de minha vagina, escorregando na umidade para o rego de minha bundinha e eu poder chupá-lo, senti-lo, atraí-lo até o céu de minha boca a deixar-me completamente extasiada. E eu todinha em você e para você. Completamente sua, e só sua. Estou pronta a ser completamente destronada para o seu priápico domínio, coagida, impossibilitada e sem saída, para celebrar a chegada do seu pênis, que é todo e só meu e que desejo em todos os momentos. E assim mesmo: babento, inchado e ereto de tesão e é tudo que desejo desesperadamente cada instante de minha vida. E para minha adoração contínua e cada vez mais premente. Ah, delícia ser sacrificada desse jeito, estirada, de bruços sim como dama puta, só para os seus desejos mais indecorosos e quanto mais, mais sedutores, ser desnudada para ser sacrificada, devassada, explorada e é tudo isso que anseio como ser lambuzada, fodida e completamente sua e só sua, exclusivamente sua para sempre. É você que quero a cada minuto, em quem penso o tempo todo, e com quem sonho todas as noites e também, quando estou acordada. Quero você inteirinho e lhe enlouquecer de prazer. Nós dois, completamente desvairados a viver nossa paixão. Eu quero, quero , quero e para sempre. Só desejo isso em minha vida. E vou ter, tenho certeza. EU TE QUERO - Desejo em teus braços dizer que te amo,\ Recitar poemas que compus para ti,\ beijar-te, até sufocar de tanto desejo,\ e vivermos em nosso ninho de amor.\ Sentir que me queres em horas constantes\ Dia, noite, manhã ou misteriosas madrugadas,\ Acordar sentindo meu corpo incendiado,\ e acordar-te com carícias plenas e exuberantes\ Desejo o que é meu  para sempre,\ mergulhando em reentrâncias escondidas,\ procurando sempre o objeto de teus desejos,\ e vamos reviver cada dia pleno de acolhidas\ Quero encontrar o paraíso em teu corpo.\ gemendo ansiosa de prazer e loucura,\ Absorvendo plenamente o teu carinho,\E nos amando loucamente até à eternidade. III - Ah, maravilha das maravilhas, ansiosa para estar em seus braços, e ser beijada, lambida, chupada e alucinadamente servir a você, para satisfazer todos os seus mais loucos caprichos que vou adorar e mostrar em carne viva que lhe quero 24 horas por dia até desmaiar de completa saciedade. Quero massagear delicadamente “o que é meu” e depois lambê-lo e sentir em minha língua seu sêmen esparzindo todo o seu prazer pelo meu corpo inteiro. Quero senti-lo em minha vagina quente e úmida que sempre espera ansiosamente pelo toque de suas mãos, pelo seu pênis ereto e inchado para entrarmos juntos no paraíso que tanto desejamos. Quero você todinho em mim e sou sua, só sua e para sempre sua. E cada dia mais apaixonada... Quero que me pegue e como quero... Estou o tempo todo com você porque só de pensamento minhas sensações são intensas demais. Sou toda e completamente sua, meu amor. Poemas e textos da escritora Vânia Moreira Diniz. Veja mais aqui.

 

PROGRAMA DOMINGO ROMÂNTICO – O programa Domingo Romântico que vai ao ar todos os domingos, a partir das 10hs (horário de Brasilia), é comandado pela poeta e radialista Meimei Corrêa na Rádio Cidade, em Minas Gerais. Confira a programação deste domingo aqui. Na edição deste 03 de novembro,  as comemorações de 4 mil membros no grupo do programa no Facebook, com muitas atrações, confira: Carlos Drummond de Andrade, Pat Metheny & Charlie Haden, Duofel, Simon & Garfunkel, Paulo Autran. Chico Buarque, Marília Pêra, Antonio Abujamra, Milton Nascimento, Elis Regina, Djavan & Casseta & Planeta, Lulu Santos, Marcelo D2, Ivete Sangalo, Claudia Leite, Amelinha, Alceu Valença, Lenine, Ana Carolina, Caetano Veloso, João Bosco, Jorge Vercilo, Fafá de Belém, Simone, Monica Salmaso, Paulo Diniz, Edson Natale, Daniel Pissetti Machado, João Pinheiro, Katya Chamma, Maria Dapaz, Irah Caldeira, Santanna o Cantador, Juareiz Correya, Auri Viola, Ozi dos Palmares, Mazinho & Zé Linaldo, Ibys Maceyoh, Naldo Miranda & Sebah Andrade, Adryanna BB & Gilvandro Filho, Eleonora Falcone, Julia Crystal, Shahram Shhiva, Ricardo Machado, Marisa Serrano Trivino, Tirso Florense de Biasi, Robson Gomes, Alexandre Pires & muito mais na comemoração de 4 mil membros no grupo do programa no Facebook! Participe, comente, curta online & abrilhante a nossa festa neste 03 de novembro, na programação da Cidade FM 87,9, a partir das 10hs. Não deixe de participar para concorrer a diversos prêmios. Veja mais aqui.



SERVIÇO:

O que? Programa Domingo Romântico 4 mil membros no Facebook!!!!

Quando? Neste domingo, 03 de novembro, a partir das 10hs.

Onde? Cidade FM 

Apresentação Meimei Corrêa.


Veja outras edições do Domingo Romântico .


Veja mais sobre:
Maria Callas, Psicodrama, Gestão de PME, Responsabilidade Civil & Acidentes de Trabalho aqui.

E mais:
Arte & Entrevista de Luciah Lopez aqui.
Psicologia Fenomenológica, Direito Constitucional, Autismo, Business & Marketing aqui.
Big Shit Bôbras, Zé Corninho & Mark Twain aqui.
Abigail’s Ghost, Psicologia Social, Direito Constitucional & União Estável aqui.
Betinho, Augusto de Campos, SpokFrevo Orquestra, Frevo & Rinaldo Lima, Tempo de Morrer, The Wall & Graça Carpes aqui.
O cinema no Brasil aqui.
Dois poemetos em prosa de amor pra ela aqui.
Agostinho, Psicodrama, Trabalhador Doméstico, Turismo & Meio Ambiente aqui.
Dois poemetos ginófagos pra felatriz aqui.
Discriminação Religiosa, Direito de Imagem, Direito de Arrependimento & Privacidade aqui.
A minissaia provocante dela aqui.
Princípio da probidade administrativa aqui.
O alvoroço dela na hora do prazer aqui.
Canção de Terra na arte de Rollandry Silvério aqui.
Todo dia é dia da mulher aqui.
A croniqueta de antemão aqui.
Fecamepa aqui e aqui.
Palestras: Psicologia, Direito & Educação aqui.
Livros Infantis do Nitolino aqui.
&
Agenda de Eventos aqui.

CRÔNICA DE AMOR POR ELA;
Leitora Tataritaritatá!!!!
Veja mais aquiaqui e aqui.

CANTARAU: VAMOS APRUMAR A CONVERSA
Paz na Terra:
Recital Musical Tataritaritatá - Fanpage.
Veja os vídeos aqui& maisaqui e aqui.


TAJA KRAMBERGER, LÍDIA JORGE, HILARY PUTNAM & NORDESTE

  Imagem: Acervo ArtLAM . Ao som dos álbuns Source (2014) e Upstream (2019), do grupo Dreisam – “ Triângulo perfeito, nada geométrico, ...