sábado, agosto 11, 2012

JULIA KRISTEVA, MERLEAU PONTY, DÜRRENMATT & MANLY HALL

A arte da gravadora e artista visual Leila Danziger.

 


UMA CANÇÃO PARA DODORA... – Em memória da guerrilheira Maria Auxiliadora Lara Barcelos (1945-1976). – Ah, Dodora, você era a viajante que se via em Belô depois que deu aulas com a irmã na escolinha da avó para as crianças pobres da favela. Tinha o sonho de se tornar missionária, mas que pelo menos fosse médica quando crescesse. E conseguiu: estudou medicina e atuou no movimento estudantil. Tornou-se marxista, abandonou a faculdade e mudou-se para o Rio, caindo logo na clandestinidade. Foi se esconder em Lins de Vasconcelos, até ser denunciada pelo proprietário do imóvel – na verdade, um informante da polícia. Houve tiroteio e ela foi levada para a Vila Militar, apanhando de palmatória nos seios e choques elétricos pelo corpo. Restou nua no chão molhado. Foi transferida para Linhares e depois para Bangu, sendo banida em seguida por conta do sequestro do embaixador suíço. Foi daí que se soube ser ela participante da luta armada contra a ditadura militar, era da VAR-Palmares e foi presa, torturada, condenada e banida do país. Foi pro Chile e lá depôs pra imprensa: Nos tiraram a roupa e fizeram uma série de torturas: espancamentos, "telefone", simulação de atos sexuais e chamaram todos os outros funcionários do DOPS para assistir. Deixaram-me em pé cerca de seis horas; deram-me choques elétricos. As mulheres eram torturadas com choques na vagina, seios e orelhas. Foi então que voltou a estudar medicina, mas outro golpe de estado a impediu de concluir. Procurando asilo no México, imigrou para a Bélgica e de lá para Alemanha, em Colônia, graças ao empenho da Anistia Internacional. Aprendeu a língua alemã e retomou os estudos, até tomar ciência de um processo nos bastidores da delegacia de estrangeiros. Foi impedida de sair da cidade e teve seu passaporte negado. Abalada emocionalmente foi internada numa clínica psiquiátrica. Por fim, jogou-se diante do vagão do trem na estação de Neu-Westend, não havia superado as sevícias sofridas das torturas no Brasil: Foram intermináveis dias de Sodoma. Me pisaram, cuspiram, me despedaçaram em mil cacos. Me violentaram nos meus cantos mais íntimos. Foi um tempo sem sorrisos. Um tempo de esgares, de gritos sufocados, um grito no escuro. Esse o seu adeus. Veja mais aqui e aqui.

 


DITOS & DESDITOS - Uma história não está terminada até que algo tenha dado extremamente errado. O mundo não mudou por causa da política, mas sim por causa da técnica. As ideologias são desculpas para nos aferrarmos ao poder ou pretextos para nos apoderarmos dele. Todas as culturas se fundam mais sobre preconceitos do que sobre verdades. Pensamento do escritor e dramaturgo suíço Friedrich Dürrenmatt (1921-1990). Veja mais aqui.

 

ARQUITETURA – [...] a arquitetura é o jogo sábio, correto e magnífico dos volumes reunidos sob a luz [...]. Frase extraída da obra Por uma arquitetura (Perspectiva, 1973), do arquiteto, urbanista, escultor e pintor suíço Le Corbusier (1887-1965). Veja mais aqui.

 

OS SAMURAIS – [...] Já não há histórias de amor. No entanto, as mulheres desejam-nas e os homens também, quando não se envergonham de ser ternos e tristes como as mulheres. Uns e outros têm pressa de ganhar e de morrer. Apanham aviões, comboios suburbanos, rápidos de alta velocidade, ligações. Não têm tempo para olhar para aquela acácia cor-de-rosa que estende os ramos para as nuvens intervaladas de seda azul ensolarada [...] Bem se vê que não há tempo sem amor. O tempo é amor pelas pequenas coisas, pelos sonhos, pelos desejos. Não temos tempo porque não temos amor suficiente. Perdemos o nosso tempo quando não amamos. Esquecemos o tempo passado quando nada temos a dizer a ninguém. Ou então estamos prisioneiros de um tempo falso que não passa. [...]. Trechos extraído da obra Os Samurais (Rocco, 1996), da escritora, professora e psicanalista búlgara Julia Kristeva. Veja mais aqui e aqui.

 

UM POEMA: Escrevi / Para baixo, até que finalmente veio a ser, / Para o comprimento e largura, a grandeza que você vê. Poema do escritor e místico canadense Manly Palmer Hall (1901-1990), autor de Os ensinamentos secretos de todos os tempos (HS Crocker, 1928), no qual expressa a Imagem da Mão Mística: Apresenta a mão direita, ou princípio ativo, da Deidade, cujas obras estão todas contidas no interior da Sua Mão.

 

MERLEAU PONTY – O livro Merleau Ponty: filosofia como corpo e existência (Escuta, 1991), organizado por Nelson Coelho Júnior e Paulo Sérgio do Carmo, trata sobre o dizível e indizível, a doce contingência natal, um filósofo que re-conhece a psicologia, a política e a história entram em cena, a escrita do silêncio e um olhar que se redescobre. O filósofo fenomenólogo francês Maurice Merleau-Ponty (1908-1961), para os autores da obra: [...] Trata-se de um pensador importante, autor de uma influente obra de nosso século, que como filósofo da existência, acreditava ser mais difícil viver que escrever livros. Preocupado em estudar as relações entre o homem e o mundo, ele encont6ra inicialmente na psicologia os dados concretos que alimentaram sua busca. Pode-se afirmar, no entanto, que ele foi plenamente um filósofo. Ao mesmo tempo que manteve um constante diálogo com o pensamento de Descartes, Bergson, Hegel, Marx, Husserl e Heidegger, desenvolveu também um pensar filosófico próprio. [...] Para o filósofo, o real se mostra por diferentes perfis e, assim, o apego irrestrito a um lado da questão em detrimento de outros não nos leva a caminhos absolutos da verdade. Em um dualismo filosófico não temos de optar obrigatoriamente por um dos polos, pois cada um dos termos, quando é afirmado só, faz parecer sua contradição. A seus olhos, qualquer doutrina que possibilitasse uma nova maneira de ver o ser era filosofia. [...]. Veja mais aqui, aquiaqui.

COGNIÇÃO, NEUROPSICOLOGIA E APRENDIZAGEM – O livro Cognição, neuropsicologia e aprendizagem: abordagem neuropsicológica e psicopedagógica (Vozes, 2009), de Vitor da Fonseca, trata de temas como modificabilidade cognitiva, abordagem neuropsicológica da aprendizagem humana, avaliação psicopedagógica dinâmica, pressupostos filosóficos e culturais da avaliação psicopedagógica dinâmica, a APPD e zona de desenvolvimento proximal, pedagogia mediatizada, sociogênese e aprendizagem, dificuldades de aprendizagem e papel do cérebro na aprendizagem, problemas de processamento de informação, identificação precoce e avaliação psicopedagógica dinâmica. Veja mais aqui, aquiaqui, aqui e aqui.

CURSO DE DIREITO CONSTITUCIONAL – A obra Curso de direito constitucional (Malheiros, 2010), de Paulo Bonavides, aborda temas como o direito constitucional, a Constituição, o sistema constitucional, o poder constituinte, a teoria formal e material da constituição, a reforma constitucional, teoria das normas constitucionais, os princípios gerais de direito aos princípios constitucionais, o controle da constitucionalidade das leis, o Estado brasileiro, o princípio constitucional da proporcionalidade, as garantias constitucionais e institucionais, a teoria dos direitos fundamentais, as gerações de direitos fundamentais, entre outros assuntos. Veja mais aqui, aquiaqui.

PSICODRAMA EM FOCO – O livro Psicodrama em foco e seus aspectos terapêuticos (Ágora, 1998), de Peter Felix Kellermann, trata de assuntos como as teorias do psicodrama e o psicodramatista, liderança carismática, aspectos terapêuticos, catarse, insight de ação, resistência, encerramento e processamento, entre outros assuntos. Veja mais aqui, aquiaqui, aqui e aqui.

COACHING & A CONSTRUÇÃO DE TALENTOS – Para realizar um trabalho acadêmico sobre este tema faz-se necessário realizar uma revisão da literatura envolvendo uma abordagem acerca de gestão de pessoas e a liderança, a liderança e construção de talentos, tratar sobre Coach efetuando uma abordagem histórica e fundamentação conceitual, a a atividade, a responsabilidade, atribuições e competências do coach, o papel do coaching, as etapas e fases do coaching, bem como os tipos e modalidades do coaching. Apropriadas são as palavras do personal e professional coach, Leo Antonio Michelis Ostrovski: O termo surgiu na Inglaterra, aproximadamente em 1500, para denominar aqueles que conduziam uma carroagem. Com o passar dos tempos a palavra começou a ser usada para definir tutores e pessoas que treinavam equipes. O coach, ou o processo de choaching, é uma assessoria pessoal e profissional que visa potencializar o nível de resultados positivos nas diversas áreas de vida de um cliente, grupo ou empresa. Torna-se uma parceria entre o coach e o coachee (cliente) para o crescimento, aperfeiçoamento, felicidade, bem-estar e melhora da qualidade de vida. O processo de coaching leva o cliente a buscar novos entendimentos, alternativas e opções capazes de fazer que ele amplie suas realizações e conquistas. Essa abordagem é baseada em metodologia focada na realização de objetivo e tem como principais pilares: ser humano, metodologia, técnicas e competência. É desejável que o coach possua competências e habilidades, tais como comunicação, motivação, planejamento, transformação, visão sistêmica, ética e caráter. Veja mais aqui e aqui.

Essas meninas valem ouro! Imagem: Uol



Veja mais sobre:
É sábado pra viver, Ezra Pound, Alberto Nepomuceno, Terêncio, Chico Buarque, Rodolfo Amoedo, Mikos Mihalovits, Isa Albuquerque, O homem pós-orgânico, O Conto dos Dois Irmãos, Teatro Renascentista & Artemísia Barroso aqui.

E mais:
Corações solitários, Carlos Castañeda, William Wordsworth, Elena Papandreou, Hipócrates, Isaac Newton & Catherine Barton Conduitt, Cristina Salgado, Júlio Bressane, Luis Fernando Veríssimo, Claudia Telles, O Homem e o pós-homem & o Teatro no Bharata aqui.
Margaret Mead, a mulher, a antropologia e a pesquisa transcultural aqui.
Psicologia na Escola & Literatura de Cordel aqui.
Arthur Zanetti, Gestão Escolar, Direito, Neuropsicologia, Sexualidade & Gestão de Arquivos aqui.
Tolinho & Bestinha & outros revestrés das cenas diárias do Fecamepa aqui.
A chegada dela incendiando a paixão aqui.
Cenas diárias do Fecamepa aqui.
As máximas do Sexus de Henry Miller aqui.
Quando o Brasil dá uma demonstração de que deve mesmo ser levado a sério aqui.
A croniqueta de antemão aqui.
Todo dia é dia da mulher aqui.
Fecamepa aqui e aqui.
Palestras: Psicologia, Direito & Educação aqui.
Livros Infantis do Nitolino aqui.
&
Agenda de Eventos aqui.

CRÔNICA DE AMOR POR ELA
Leitora Tataritaritatá!!!!
Veja aquiaqui e aqui.

CANTARAU: VAMOS APRUMAR A CONVERSA
Paz na Terra: 

Recital Musical Tataritaritatá - Fanpage.
Veja  aqui e aqui.



HUMBERTO MATURANA, SAMANTA SCHWEBLIN, NÚRIA AÑÓ & LÍVIA FALCÃO

    TRÍPTICO DQP: Sobrevivo... – Imagem: AcervoLAM: Antes do Verbo havia o antes e era Néstogas, a o som do Concert Barbakan Festival Brat...