terça-feira, setembro 09, 2008

DICIONÁRIO TATARITARITATÁ PRA FICAR POR DENTRO DO FECAMEPA!!!!!

ABC DAS LOAS



AH, TÁ – O mesmo que certidão. Afinal, uma hora a gente passa a entender do riscado e aprende, né?

ALOPRADO – Sujeito presepeiro, virado na breca. Peralta. Também conhecido como fogo-no-rabo ou caga-raio.

AMOR DE GENTE – o candidato preferido das meninas – mulher é um bicho besta da porra, né?

ATABACADO – Sujeito alesado, abilolado. Imbecil.

BARROLÂNDIA – O outro nome da pátria Brasil. Em sentido mais estrito: onde o Fabo derruba o barro! Maior catinga, ô!?

BARRUADA – colisão, choque fuderoso, revestrés. Cacetada. Teibei.

BIGUZEIRO – O mesmo que Maria-vai-com-as-outras. Arregueiro. Ah, esse é o tipo de Fabo que a gente mais dá de cara no Brasil.

BIRUTA – Doido, alesado. Um Fabo diferente.

BIU-DO-MOCO – Candidato eleito e re-eleito que tem voto esborrando no caçuá do jumento.

BOCA-DE-SOVACO - Boca-murcha, Zé-borréia, Zé-ruela. O candidato banguela.

BORRÉIA – Carro velho, mandu, loré, trepeça.

CACARECO – Tranqueiras, monturo, lixeira.

CAVOUCAR – remexer. Revirar monturo.

CHEIO-DE-NÓ-PELAS-COSTAS – Metido em muitas confusões. Atrapalhado. Metido em palpos de aranha. O premiado da desdita ou da urucubaca. Vai ser azarado assim na casa de tapanho, vai!

CU-DE-MOCHILA – Zé-ruela. Badameco. Bocó. Biltre.

CUIÃO – o dono da porratoda, o pica-grossa, caralhudo.

DAMINHÃO – O Damião candidato que tem voto carregado de caminhão.

É NO FUFUFUFU!!! – Acerta no alvo, botar no quiba dos outros.

FABO – Fabricante de bosta. Brasileiro. Sabido. Bocó.

FONHEM – Sujeito fanho e abilolado. Outro tipo de bocó.

GATUNO – O outro nome para advogado, político e outros imprestáveis, conforme cardápio ao gosto do freguês.

IMPADO – Gemido no cangote dos outros. Ronronado de quem está numa cacunda se servindo do quiba alheio. Dengo no cocuruto do sodomita.

JIRAIA – o pachá, o dono da porratoda, o rola-grossa. O cuião.

LESEIRA – inocência, ignorância, lerdice.

MACOBEBA – Zé-ruela.

MANGAÇÃO – Do verbo Mangar. Escárnio. Risadagem, pilhérias, asneiras.

MARIA-NÓ-CEGO – mulher arengueira, barraqueira. Trambôio, ou trambolho. Essa quando se ajunta com trubufu, vixe, dá um time de baranga da gente se lascar todo, viu?

MEIA-BOCA. Meia-sola, mais ou menos. Gambiarra.

NERUAITE – Nadica de nada.

ÓLEO DE PEROBA – Hidratante para as fuças de político.

PÁRA-QUEDAS – sujeito invasor, estrangeiro, alienígena. Aquele que cai sorrindo e sai mais feliz ainda com a leseira da gente.

PICÃO – O mesmo que o Jiraia, o fodão, o rola-grossa, o pica-grossa, o caralhudo. O pica-fode. Também o caga-raio.

QUIBA – o catimbofá, procto, papeiro, o cu mesmo.

RELOU A VENTA – O mesmo que fazer merda, fazer besteira, pisar na jaca.

ROUBADA – Tem duplo sentido: erro, fatalidade, merda feita. Também o mesmo que entrar pelo cano. Ou também votar numa eleição, afinal você só elege salafrários, né? Então, quer roubada maior?

SASTREVE – cara lisa do atrevido.

TININDO – Tudo certo.

TRINCOU – Rachou. O mesmo que queimou o filme, lascou.

TRUPÉ – Campanha.

TUIA – Monte, recada. Bocado. Ou melhor, ao dizer na tuia, quer dizer tudo junto, amontoado.

U-LA-LÁ – interjeição do cara que se enganou com a cor da chita. Ou melhor, que se enganou com o Lula-lá.

VAI TE CATAR! – O mesmo que mandar à merda e o que a gente deveria fazer com os políticos.

ZÉ-BORRÉIA – Zé-ninguém, matusquela, prego.

ZÉ-RUELA – Zé-borreia, Zé-ninguem, prego.


VEJA MAIS:



Veja mais sobre:
A vida, um sorriso, Fernando Pessoa, Charles Chaplin, João Ubaldo Ribeiro, William Shakespeare, Connie Chadwell, Marilyn Monroe, Michael Ritchie, Barbara Feldon, Jeremy Holton & Visão holística da educação aqui.

E mais:
Minha voz aqui e aqui.
Dia Nacional do Riso aqui e aqui.
E se nada acontecesse, nada valeria, Cecília Meireles, Albert Camus, Pierre-Auguste Renoir, Richard Wagner, Sophia de Mello Breyner, Gwyneth Jones, Hal Hartley, Aubrey Christina Plaza, Paul Laurenzi & Princípios de Neurociências de Kandel aqui.
Cordel A chegada de Getulio Vargas no céu e o seu julgamento, de Rodolfo Coelho Cavalcante aqui.
Horário Eleitoral do Big Shit Bôbras, Zé Bilola, Enzonzoamento de Mamão, Ocride, Classificados de Mandús e Cabaços & Previsão meteorológica aqui.
A arte de Karyme Hass aqui.
Dicionário Tataritaritatá – Big Shit Bôbras & Fecamepa aqui.
Richard Bach, Velho Chico, Ísis Nefelibata & Chamando na grande aqui.
Cordel A história de Jesus e o mestre dos mestres, de Manoel D´Almeida Filho aqui.

CRÔNICA DE AMOR POR ELA
 Arte Ísis Nefelibata
Veja aqui e aqui.

CANTARAU: VAMOS APRUMAR A CONVERSA
Paz na Terra:
 Recital Musical Tataritaritatá - Fanpage.
Veja  aqui e aqui.


A MULHER & BOM PASTOR, JEAN DE LÉRY, BARDAWIL, GALBRAITH, DESIGUALDADE, PICA-PAU & ARRELIQUE DE OZI

Livro, curso & consultas aqui . ARRELIQUE - Arrelique é coisa de menino, dona Judith, de menino levado da breca que sai bandolei...