quinta-feira, setembro 11, 2008

HEINRICH FRANZ, GRANGER, TROMBADORI, WANDA DE MORAES SARMENTO, PSICANÁLISE & BIG SHIT BÔBRAS

 
A arte do pintor italiano Francesco Trombadori (1886-1961)


UM POEMINHA DE AMOR DESFEITO - O que se previa, sim consumou. O que desandou, foi pro beleléu. Tudo tem uma segunda chance. Excluído como revel, não tive nenhuma.  E se desapruma noites e dias. Perdi a noção de ser feliz. Portas fechadas, gris abandono. Perdi o sono e o rumo da vida: errâncias no escuro, arruinado, carregado de ânsias, feridas, pedaços, deu-se ao fracasso, desvalido de tudo. A vida qual nada vira azul é quando tudo é de dia e quem manda é o amor. (LAM) Veja mais aqui.



EPÍGRAFEUma vida é vivida num momento de êxtase! Recolhida do livro Sussurros do eu interior (Rennes, 1976), de Validivar – pseudônimo do grande místico e filósofo Ralph M. Lewis. Veja mais aqui.
 
PENSAMENTO DO DIA - Quando a gente esquenta o juízo tentando entender esse Brasilzão véio, arrevirado e de porteira escancarada, mais a gente funde a cuca, fode a cachola e não dá outra: os chifres derretem e a gente não vê saída alguma sob o sol. Nem solução. Eita que a gente dá num negócio feio de cantingar! E bote fedor. Isso é Brasilsilsilsilsilsilsilsilsilsilsilsil!!!!!!!!!!!!!! Veja mais aqui.

CONHECIMENTO CIENTÍFICO – [...] O conhecimento científico do que depende da experiência consiste sempre em construir esquemas ou modelos abstratos dessa experiência, em explorar por meio da lógica e das matemáticas, as relações entre os elementos abstratos desses modelos, para finalmente deduzir daí propriedades que correspondam, com uma precisão suficiente, a propriedades empíricas diretamente observáveis [...] O conhecimento científico exerce-se plenamente quando pode neutralizar essa individualidade, sem alterar gravemente seu objeto, como acontece em geral nas ciências da natureza [...]. Trechos extraídos da obra A ciência e as ciências (EdUnesp, 1994), do filósofo francês Gilles-Gaston Granger (1920-2016).

A MÁQUINA QUE PECOU - [...] eu tenho um filho que trablhou nas Buche. Quanto à lingua dos Maisimane, mmallo, mamou no sei de uma leisimane. “Está bem, chame meu filho. A sua mão será a nossa boca. E o filho veio. Tinha o nome de Mokoditwa, embora nas Buche o chamassem de Arquibawlawlaw. Para nós era aprenas Mokoditwa. Chegou e trazia uma coisa consigo. “que é, Mokodilwa?“.“Isto, pai? É uma máquina que escreve. [...] O dia se havia levantado depois de uma noite muitop escura. Na treva tinham caçado lobos, mas ninguém tinha trazido um lobo. Agora viam, e a gente que se vê não teme nem mesmo um leão. [...] Então sobre o homem de Mokoditwa e sobre a máquina se desencadeou um tufão. [...] – O menino que queimou os dedos evita o fogo. Que significam as palavras? Até hoje não existem escolas em Malekutu. Trechos do conto do escritor sulafricano Gottfried Heinrich Franz (1896-1956).

LEMBRANÇASInesperadas surgem / corporificadas na magia / de um fugitivo instante / tocam-nos da alma a medula / Num meteórico estar / reabertas fendas de saudades / pungente solidão, fuga, / dor de sepulto anseio / Da ternura, amigos gestos / atônitos assistimos / qual aves desvairadas / A sublimação do amor / que ainda cremos / célere evolar-se nas dobras do ontem. Poema da poeta e professora Wanda de Moraes Sarmento.


FUNDAMENTOS DA TÉCNICA PSICANALÍTICA - O livro Fundamentos da técnica psicanalítica (Artmed, 2004), de R. Horácio Etchegoyen, é dividido em seis partes. A primeira delas trata da introdução aos problemas da técnica; segunda sobre transferência e contraferescência; a terceira, da interpretação e outros instrumentos; a quarta, da natureza do processo analítico; a quinta, das etapas da análise; e a sexta sobre as vicissitudes do processo analítico. Veja mais aqui


SORTE GRANDE: DUAS DE 500 - Dessa vez Zé-corninho tirou na sorte grande: um par de gaia para enricar. Isso mesmo, das 16 mocréias que são amasiadas com o distinto gaiúdo macho, a mais recente, a décima sétima, tida como honesta a toda prova e virada a teúda e manteúda do priapo, resolveu-lhe sapecar 2 de 500, dele - o próprio mesmo -, sem saída, no final, ficar feliz de amealhar no final do entrevero um riso de morder as orelhas: - Oxente, afiná findei cum 1 mireal assim do nada! Vá entender. Veja mais aqui.




A arte do pintor italiano Francesco Trombadori (1886-1961)



Veja mais sobre:
Jung & Holística, André Malraux, Leilah Assumpção, Haroldo Marinho Barbosa, Antonín Mánes, Coletivo Chama, Viúvas de marido vivo, Maria de Fátima Monteiro, Pedro Cabral Filho & Goretti Pompe aqui.

E mais:
Quintal dos milagres aqui e aqui.
Cordel Aos poetas clássicos, de Patativa do Assaré aqui.
A poesia de Clauky Boom aqui.
Moro num pais tropicaos, de Marcio Baraldi aqui.
Cordel Eu vi o brasí jogá, de Zé Brejêro aqui.
As olimpíadas do Fecamepa aqui.
A arte de Ana Luisa Kaminski aqui.
 

CRÔNICA DE AMOR POR ELA
Leitora parabenizando o Tataritaritatá!
Veja aqui e aqui.



CANTARAU: VAMOS APRUMAR A CONVERSA
Paz na Terra:
 Recital Musical Tataritaritatá - Fanpage.
Veja  aqui e aqui.
 

ANNE-MARIE DE BACKER, EUGENIO MONTEJO, JASON STANLEY & ROALD DAHL

    TRÍPTICO DQP: A certidão da sobrevivência... Ao som do concerto Delicate Sound of Thunder - Live in New York (1988), da banda britâni...