quarta-feira, janeiro 07, 2009

BIG SHIT BÔBRAS


Arte: Derinha Rocha.

Alogias a parte, bota-fora é o que não falta em determinados rincões do Brasil.
Sendo assim, para aumentar mais ainda o estoque de tolices que pipocam no destampatório geral, a rádio Alagoinhanduba AM/FM, UHF, VHF, online, & altofalantada, a líder da comunicação de todas as massas e quitutes, boatadas e orkuts, de zoadas e beatitudes, resolveu no meio da maior crise e quebradeira da desastrosa onda dos baixos níveis de audiência – diga-se de passagem, antes de virar farelo de bolacha mesmo -, resolveu inovar na sua área de atuação e copiar um inusitado reality show - como chamam os intelectuais da imprensa brasileira, leia-se: merdaria ao vivo e em cores -, criando, por sua vez, nada mais, nada menos, que o Big Shit Bôbras, o mais buliçoso e espetacular engenho de fazer doido sem precisar que o cara endoide de vez.
Ué, nada mais original, né? Apois, é.
Esse destempero comeu o juízo de todos os promotores por longos seis meses, sem contar com a arenga dos patrocinadores, a disputa homicida dos anunciantes e a tulmutuada requerencia dos participantes, culminando num estrago brabo na mesa de um galalau magistrado da comarca.
Oxe! Foi uma anguzada encaroçada da moléstia dando numa mexedura tão cheia de retalhos que no fim ninguém entendia nada.
Quando fecharam o regulamento do programa – isso com mais de dois verões passados na ingrezia -, caíram à cata das vítimas para participar da lorota. Ninguém quis.
- Quem é doido de participar duma merda dessa! -, disse um radiouvinte ao vivo ao ser interpelado por um locutor anorrinco que falava pelos cotovelos.
Todos tomaram no beselho. E agora? Tem que botar a troça pra moer. Tome puxada de couro. Até que chegaram ao meio do maior oba-oba numa reunião esquisita de inscritos ao darem fé de batizar o evento que meliantes reicindentes manobravam tudo, sendo miraculosamente capturados pela diligente milícia municipal a bem da segurança e saúde públicas.
Foi teitei para reorganizar tudo no meio de cancelamentos contratuais de patrocínio, retirada de anúncios, cassação de apoios, litígios judiciais, o fim do mundo mesmo.
Persistentes mais que descacados, eis que os promotores do evento ao cabo de mais umas duas invernadas calamitosas, conseguiram por fim, do jeito que deu, dar por início a cacetada toda.
Foi aí que começou de novo a discórdia por causa do premio anunciado: um picão.
- Que droga é nove?
Apois, chega o mesmo locutor anasalado encher a boca para dizer em alto e bom som:
- E concorra no final a um fantástico picão para enfiar no seu cusão!!!
Um desplante, é ou não é? Indignação geral!
Aí, vem o comentário da mundiça:
- E quem quer uma porra dessa?
Foi aí que o Doro, o futuro presidente do Brasil, esperto que só, teve um estalo:
- Vô minscrever nessa bosta!
Bastou ele consignar sua anuência e participação na ficha de inscrição, a coisa endoideceu de vez.
Até a mulher dele, a digníssima Marcialita não deu mole, armou o barraco, chegou junto dos promotores e disse:
- Se o cachorro do meu marido vai, eu tô dentro!
Só que o regulamento e a exigência do Doro não permitiam. Outra barruada para embucetar tudo.
No final, besteira, ela não teve dúvidas, deitou umas cedulazinhas em moeda corrente do país, pronto, tudo resolvido e ela já estava inteirinha com seu jeito genioso de açucareiro batendo o pé pra banda do marido.
Foi aí que bastou o Doro entrar, uma recada toda invadiu tudo.
Avacalhou mesmo e virou esculhambação.
Depois de muita remoínha, finalmente o programa conseguiu entrar no ar. E num oferecimento do FECAMEPA, foram apresentados os participantes da maior meixença da paróquia!
Eis que chegou a hora de anunciar o alardo, inicialmente, das mezinheiras, culatronas e galdrapinhas, e também, posteriormente, os marmanjos tapados, catingosos, caborés e gorutubanos.
Veja, então, a seguir os primeiro episódios dessa monstruosa aberração:



Veja mais sobre:
Querência & a arte de Mazinho, Fiódor Dostoiévski, Igor Stravinsky, Saulo Laranjeira, René Clair, Joseph Tomanek, Veronica Lake, Erich Sokol & Bioética: meio ambiente, saúde e pesquisa aqui.

E mais:
A arte de Rosana Simpson aqui.
Danos Morais & o Direito do Consumidor aqui.
Interpretação e aplicação do Direito aqui.
Direito como fato social aqui.
A arte de Di Mostacatto aqui.
Concurso de Beleza, Vinicius de Morais, Carlos Zéfiro & Nik aqui.
A arte de Lanna Rodrigues aqui.
Sindicato das Mulheres Feias, Saúde & Sexo, Humor, Papo vai & papo vem aqui.
Palestras: Psicologia, Direito & Educação aqui.

CRÔNICA DE AMOR POR ELA
 Veja aqui e aqui.

CANTARAU: VAMOS APRUMAR A CONVERSA
Paz na Terra: 
Recital Musical Tataritaritatá - Fanpage.
Veja  aqui e aqui.


BANDEIRA, MONTELLO, AMIEL, VIVEIROS DE CASTRO, GAL COSTA, KANDINSKY, MINAMI KEIZI, BETO GUEDES, CONFERÊNCIA DE CULTURA & CAETÉS

O QUE SEI DO QUE APRENDI - Imagem: Aviso em dois, do pintor russo Wassily Kandinsky (1866-1944) - Há muito tempo que eu estudo, gosto de ...