sexta-feira, janeiro 25, 2008

BIG SHIT BÔBRAS




A CHEGADA, PRIMEIRA EMBOANÇA.

Todos traziam a expectativa de se aboletarem numa mansão ou castelo, ou coisa desse porte. Nada, deram de cara com um sobradão esburacado, encardido e com um labirinto carregado de teia de aranhas, a ponto do Doro cantarolar “Saudosa maloca” em sua homenagem.
- Ôxe, a gente pensa que vai prum porreta dum paraíso e chega num traste de inferno chocho desses, ora! -, queixou-se enfático Zé Bilôla.
Ainda mais não havia ninguém na estréia para recepcioná-los com vivas e salvas. Entraram no recinto mais murchos que cravo em dia seguinte de enterro, parece que adivinhando a roubada em que se meteram. Cada qual foi se arranchando como podia, criando o seu próprio cafôfo.
O padre Bidião não perdeu a oportunidade e, de sopetão, sacudiu a sua fiel escudeira, Prazeres-do-Céu, largando magriço imbróglio brabo no meio da sua onomatomania e com gestos de benzeduras e aleluias, santificou o ambiente com uma cerimônia demorada e um discurso inaugural da Igreja Bidiônica da Salvação Arretada!
Todos se ajoelharam e cada qual, a seu modo, agradeceu aos céus e à vida a oportunidade daquilo.
Até então, apesar do pesadume, todos estavam concordes e acolhedores. Foram se ajeitando nos cômodos do sobrado. Daí foram surgindo as tranqueiras, monturos, bocejos, pigarros, cuspidas, chulés, caçolas, trochas, nojeiras, arrotos, soluços, cochilos, peidos, espirros, coceiras, esfregões, gemidos, roncos, amolegamentos, alisados, halitoses, fungados, carniças, assoamentos, sovaqueiras, alisados, risadagem, resmungos, muxoxos, amundiçamento, fuxico, macacada, enredamento, presepada, fumaceiro, caboetagem, barroada, beliscão, cascudo, tapa-olho, desmunhecamento, tabefe, maloqueragem, umbigada, viadagem, pisada, munhecagem e muita mundiça.
Lá pras tantas, cada um na sua, eis que Zé-Corninho aparece no salão com a sua tanguinha mamãe-quero-ser-gay que mais mostrava do que escondia suas partes pudendas, completamente engasgado com a sua perereca. Foi uma correria. Um bufe-bufe desgraçado nas costelas do obnóxio dele quase botar todos os bofes pra fora. Magoou a sua escoliose, agora além do quengo zonzo e engalhado, todo espinhaço empenado.
- Ô, matchomen, tu quer morrer, desgraçado!? -, largou esculacho o Robimagaiver.
Zé-Corninho não podia nem falar de tão estropiado.
Quando o amontoado se desfez, cada qual procurou se enturmar. As mulheres mais gregárias, conferindo que não havia piscina no terreiro, se ajuntaram ao redor do cacimbão. Foi quando Vera teve um faniquito e tascou sua primeira convocação lubambeira:
- Gente, como esse merdeiro mais parece o sonho de uma mula no cacimbão, vamos aproveitar o desacerto e organizar nossa sociedade feminista.
Virou um sarrabulho da porra, maior estripulia. Como primeiro protesto ela fez com que todas a retirassem sutiã e calcinha propondo a liberdade sexual sem macho para azucrinar. Maior ovação. E sentenciou:
- Aqui num vai ter sexo! Os machos que se virem!
Enquanto do outro lado do terreiro a macharia estava coçando saco e jogando conversa fora, quando deram fé naquilo, foram unânimes em admitir que a roubada fez estrago e deu de feder virando maior gaveta-de-sapateiro.
Aí, Doro, como sempre, teve uma luzinha acesa no quengo e achou de se aproveitar da ocasião para melhor embasar sua candidatura.
Eis que ao vê-lo todo folgado, a Marcialita, zagueira vigilante com sua pogoniase, sacudiu maior carão dando uma beliscada na sua micula:
- S´aquiete, estrabulega, sossegue esse facho sinão, sinão.
Foi quando o patrocinador do evento, o FECAMEPA apareceu com brindes, comes & bebes, para anunciar as primeiras tarefas da trupe. E aí começa toda remoeta. Vamos nessa! Segura aí que vem mais.
VEJA MAIS:



Veja mais sobre Theodor Adorno, Charles Bukowski, Johann Haydn, Glauber Rocha, Maria Kliegel, Glauce Rocha, Johan Tobias Sergel, Isaac Lázaro Israëls, Ezequias Pessoa de Siqueira & Literatura Infantil aqui.

E mais:
Os perós do achamento e invasão de Pindorama, João Ubaldo Ribeiro, Constança Capdeville, Alcmeón de Crotona, Eleonora Duse, Alexander Sokurov, Ignacio Zuloaga y Zabaleta, Mariya Kuznetsova, Caroline Corr, Fred Moore & Marco Polo Guimarães aqui.
Libambo na Maxambeta, Stéphane Mallarmé, Érico Veríssimo, Hegel, Jean Cohen, Terêncio, Phillip Noyce, Linda Lepomme, Do Thi Hai Yen, Lesley-Anne Down & Steve Hanks aqui.
Bambaquerê no elastério, Arthur Schopenhauer, Comenius, Luís da Câmara Cascudo, Brian De Palma, Malcolm Liepke, Júlia Lemmertz, Rebecca Romijn, Edward Hopper, Sandra Duailibe & Wanderlúcia Welerson Sott Meyer aqui.

CRÔNICA DE AMOR POR ELA
Leitora parabenizando o Tataritaritatá.
Veja aqui e aqui.

CANTARAU: VAMOS APRUMAR A CONVERSA

Paz na Terra
Recital Musical Tataritaritatá - Fanpage.
Veja  aqui e aqui.

A MULHER & BOM PASTOR, JEAN DE LÉRY, BARDAWIL, GALBRAITH, DESIGUALDADE, PICA-PAU & ARRELIQUE DE OZI

Livro, curso & consultas aqui . ARRELIQUE - Arrelique é coisa de menino, dona Judith, de menino levado da breca que sai bandolei...