terça-feira, fevereiro 12, 2008

BIG SHIT BÔBRAS



Imagem: Derinha Rocha.

BIG SHIT BÔBRAS - O PAREDÃO: QUEM VAI TOMAR NO CU?!



Vera chegou freiada e tão acelarada que nem deixou o Zé Peiúdo anunciar a melecada toda. E com a voltagem topada e dedo na mira de todos, ela sapecou:
- Os 3 do paredão: padre Bidião, Doro e Zé Bilola!
Foi um escarcéu.
O padre Bidião ficou amuado e se recolheu para arrumar os seus muafos. Solidária, Prazeres do Céu seguiu-lhe os passos.
Zé Bilola mais que inconformado, protestou veementemente em cima dum tamborete, chamando tudo aquilo de farsa, perseguição política e incompetência de liderança. Descascou bravo,
Doro, mais manhoso que os outros, tentava conciliar distribuindo uns golezinhos da Teibei para aliviar os ânimos.
Foi aí que Vera, irredutível, exigiu o cumprimento. Zé Peiúdo revalidou suas indicações: no paredão padre Bidião, Doro e Zé Bilola. E quanto mais os ânimos se acirravam entre os fodidos emparedados, seus asseclas, babaovos e simpatizantes, o Doro arreava nos copos das vítimas do sobrado mais Teibei para todos se animarem sem animosidade. Isso não vai dar certo, destá.
- Briguem, mas num arenguem. -, dizia o Doro com toda gaiatice que lhe é peculiar.
Marcialita mesma tomou uns goles para aliviar na irritação. Ximênia, nem se fala, idem. Prazeres do Céu, piorou: estava já arrumando suas trouxas para debandar dali com o padre. E por falar nisso, cadê o padre, hem? Quando foram olhar, o padre estava rezando com os olhos arregalados enfiando o seu cordão sagrado nas intimidades da sua Thérése Philosophe.


Imagem: Thérése Philosophe.

Um escândalo. Foram expulsos a bem da moral e dos bons costumes sob ruidoso apupo incentivado pelos organizadores do evento.
Como passaram a organizar a zona, Zé Peiudo então anunciou que estavam no paredão somente Doro e Zé Bilola, já que o padre Bidião e a Prazeres do Céu foram expulsos da casa por mau procedimento. E que para substituir os dois, haveria um Quizz envolvendo dois sorteados que foram, por coincidência, Marcialita e Ximênia. O Doro gostou do sorteio já antevendo que ia se dar bem nessa. E deu mesmo.
Na primeira pergunta feita para Marcialita, se ela acertasse salvava ele; e se errasse, ele estava fudido a tomar no cu no paredão. Ela acertou e ele lavou a jega.
Veio então a segunda pergunta, se ela acertasse ficariam os dois, se ela errasse somente ela era expulsa da casa.
- Ôxe, pruquê num mi disseru que inda tinha essa? -, indagou fula Marcialiata.
Para se ter idéia, a primeira pergunta foi: qual a data de nascimento do seu marido. Uma baba, né? Ela, na batata. A segunda pergunta, sei não: qual a raiz quadrada de 1 quaquaquilhão, 3 trilhões, 10 bilhões, 999 milhões, 659 mil e 19 centavos? Nem errou, nem acertou, não sabia. Expulsa. Ela ficou braba que só uma capota-choca. Foi preciso intervenção do batalhão da polícia militar para retirar a ingicada do recinto.
- Oi, diga logo as duas preguntas que num quero caí in tocaia feito a Marcialita não, viu? -, exigiu Ximênia.
- Todas as preguntas são supresas! -, informou solenemente Zé Peiudo.
Para Ximênia a coisa empenou com a primeira pergunta: Quantos livros escreveu Ascenso Ferreira?
- Ôxe, sei lá quem é esse, doido! -, gracejou ela com cara atarantada.
- Fudi-me, vou tomar no cu de qualquer jeito mesmo -, lamentou Zé Bilola.
Como Ximênia não sabia e o Doro tinha sido salvo pela Marcialita, Zé Bilola ia tomar mesmo no cu, quando veio a segunda pergunta sob a condição de: se acertar, estava salva; se errasse, tinha que fazer um estrupício toda nua e se esfregando em quem vai tomar no cu no paredão. Estava em casa, afinal, era o seu marido que estava lascado e ela salvaria mesmo. Pois bem, quando lascaram a pergunta, não deu outra:
- Nem comendo bosta de cigano tem quem adivinhe! -, mangou Doro.
Resultado: Zé Bilola enfezou-se, pegou a mulher pela mão e abandonou a casa. Uma chacota só.
Aí tiveram que escolher novas vítimas para tomar no cu do paredão. Foi quando entre eles começou a votação. Escore: 20x0 no Afredo Bocoió.
- Eita, inté eu mermo votei neu mermo, foi? Pareci inté que sincumbináru, né? -, gracejou Afredo.
Aí foi que o Zé Peiudo leu edipianamente a sentença:
- O emparedado filho-da-puta, tem que ficar nu de 4 com as mãos amarradas no tronco. Primeiro castigo, os homens comem seu cu. Segundo, as mulheres dão-lhe uma pisa de chicote. E está expulso do sobrado!
- Tome, seu fresco! -, espinafrou Mamão que foi o primeiro a arregaçar a peia no caneco do vitimado.
E assim foi. Era pêia no rabo e lapada no toitiço. Afredo saiu de maca desacordado e com o cu todo afolosado.

PRÓXIMO CAPÍTULO: A JOGATINA DO JORGE E DA JÚLIA NO CONTATO COM UM ET.



Veja mais sobre
Manchetes do dia de sempre, Elsworth F. Baker, Guilherme de Almeida, Wesley Ruggles, Peter Fendi, Romero Britto, Mácleim, Samara Felippo & Carole Lombard aqui.

E mais:
A Primavera de Ginsberg, Libelo & Anátema aqui.
Big Shit Bôbras: liderança, a segunda emboança aqui.
Teibei, a batida aqui.
Big Shit Bôbras: carnaval, a terceira emboança aqui.
História do cinema aqui.

CRÔNICA DE AMOR POR ELA
Leitora parabenizando o Tataritaritatá (Foto: Ísis Nefelibata).
Veja aqui e aqui.

CANTARAU: VAMOS APRUMAR A CONVERSA

Paz na Terra
Recital Musical Tataritaritatá - Fanpage.
Veja  aqui e aqui.

JAMES JOYCE, DELEUZE, JOAQUIM CARDOZO, AGAMBEN, RODOLFO AMOEDO, ARRIGO BARNABÉ & VÂNIA BASTOS, LUCIAH LOPEZ, NA ERA DO RADIO & BEZERROS

COMEÇAR, RECOMEÇAR & DOIS MILHÕES DE BEIJABRAÇÕES - Imagem: foto de Alexandre Buisse – A vida pra ser vivida é feita de ação, movimen...