quinta-feira, março 27, 2008

PAULO FREIRE, SCHELLING, SIDNEY LANIER, KOKORO DANCE, MAÍRA DVOREK, MULHER, APRENDIZAGEM, PSICODRAMA, POEMERÓTICO & OUTRAS LO

 
A arte da companhia canadense Kokoro Dance.

SEDUÇÃO DA SERPENTE

Luiz Alberto Machado

Quando visitei os mundos de Gulliver
Percebi quão importante é o amor
E foi aí que você surgiu com seu jeito cadenciado e lento
Na minha direção
E tal qual Vênus hipnotizou
E com sua aproximação
Rastejou pelos cantos sob o meu assobio na noite
E seu prazer se animou no meu sangue quente
Depois de haver jiboiado no reino das suas pedras
E me prendeu com suas presas ocultas
E me atacou mortalmente com os seus guizos
Os guizos que quero roubar
Para curar meu quebranto
Para a viola amaciar o som

Logo eu que não tenho as favas-de-santo-inácio
Logo eu que sigo amante do Bastão-de-Asclépio
Fui rendido à sua língua que alcançou meu poço mais fundo

Se apoderou de mim com sua peçonha
E seu veneno me paralisou
E paralisado me devorou
Qual fertilidade, qual orixá avagã,
Oxumaré, arco-íris
Deus quetzacoalts dos astecas
Qual serpente emplumada
A sacra egípcia
Que por não ter mais idade é sempre sedutora
Cujo rabo branco quando não mata, aleija
Tão má de matar seu próprio filhote
Cuja espinha também carrega veneno
Cujo beijo me levou por mundos impossíveis
E à sua mercê, Raoom, minha boicorá
Vivo atado para sempre
Contaminado para sempre
Condenado a morrer de amor

© Luiz Alberto Machado. Direitos reservados. Veja mais aqui.


PENSAMENTO DO DIAAi daqueles e daquelas, entre nós, que pararem com a sua capacidade de sonhar, de inventar a sua coragem, de comunicar e de anunciar. Pensamento do educador e sociólogo Paulo Freire (1921-1997). Veja mais aqui.


PENSAMENTO DO DIA 2: se um dia me perguntarem se o Brasil tem jeito, eu digo: SIM! E digo mais como: basta um dia a gente derrubar todos os Poderes do Estado em todos os níveis da Nação, remover todas as trepeças de todas as instituições públicas e de todas de serviços públicos, varrer tudo de norte a sul, lesta a oeste, bem varrido; lavar bem lavado com sal grosso, ungüentos, rezas e bafafás – e se for necessário, na marra mesmo; depois limpar bem limpado com creolina, solução de bateria e removedores ineivados de num deixar um cabelinho-de-sapo de qualquer safadeza; e, depois de tudo isso, começar pela vergonha de cada um dos brasileiros sem direito a óleo de peroba para cara-de-pau! Tem jeito? Tenho dito.

ENSINO-APRENDIZAGEM – [...] Professor e alunos, além de possuírem intenções complementares, possuem igualmente relações de lugares e papéis comple mentares. As intervenções dos alunos visam a informar ao professor o que sabem, dar continuidade à interação e manifestar-se quanto ao que é dito pelo professor. A interação em sala de aula engloba ações do professor, reações dos alunos a essas ações, reações do professor às ações dos alunos e reações dos alunos entre si. Esse é o universo psicossocial da sala de aula [...]. Trecho extraído da obra Estruturas de participação e interação na sala de aula (Humanitas/FFLCH-USP, 2002), de Luiz Antonio da Silva. Veja mais aqui.

ARTE & ESTÉTICA – [...] se existe a arte para conseguir tornar objetivo, com toda validade, o que o filósofo só pode representar subjetivamente, pode-se esperar [...] que a filosofia, do mesmo modo que nasceu e alimentou-se de poesia, desde a infância da ciência, assim como todas as ciências que levou à perfeição, reflua depois de seu término, como tantas correntes isoladas, para o universal oceano da poesia do qual se originaram. Trecho extraído da obra Textos estéticos (Klincksiek, 1978), do filósofo do Idealismo alemão, Friedrich Wilhelm Joseph von Schelling (1775-1854). Veja mais aqui e aqui.

OS DIAS DO CORVO - Foram-se os corações, os corações partidos, / e ficaram somente os fantasmas dos lares. / Os olhos fantasmais e os suspiros profundos / de amigo a amigo, a dor que não se diz, revelam. / Oh, os Dias do Corvo eram dias de pena. / No bico de marfim trazei-nos um sinal / da terra do amanhã distante fímbria verde / da madrugada algum dos tons alaranjados. / Flutuas crocitando em colunas sombrias / com tua sombra a nossa hombridade resfrias / e pálidos nem Deus no escuro invocando / inertes nos grilhões, tão fracos, já sem medo. / Oh, os Dias do Corvo, escuros dias tristes, / será que alguma luz vem a brilhar de novo? / Será que o luminoso amanhã volverá / a brilhar através das planícies de luto? Poema do músico, poeta e autor estadunidense Sidney Lanier (1842-1881).


Performance da companhia canadense Kokoro Dance: Wreck Beach Butoh.

A MULHER FERIDA – O livro A mulher ferida: em busca de um relacionamento responsável entre homens e mulheres, de Linda S. Leonard, aborda temas como a filha ferida, a ferida pai-filha, o sacrifício da filha, a eterna menina, a amazona de couraça, o homem interior, ira, lágrimas, facetas femininas, redenção dos pais, o encontro do espírito feminino, entre outras. REFERÊNCIA: LEONARD, Linda. A mulher ferida: em busca de um relacionamento responsável entre homens e mulheres. São Paulo: Summus, 1997. Veja mais aqui.

APRENDIZAGEM DINÂMICA – Os dois volumes da obra Aprendizagem dinâmica, de Robert B. Dilts e Todd A. Epstein, abordam fundamentos da aprendizagem, níveis de aprendizagem, programação neurolonguística, aprendizagem cooperativa, equibrando tarefa e relacionamento, modelos Role e Bagel, lembrando nomes, estratégias de memorização, desenvolvendo habilidades visuais, auditivos, cinestésica, filtros perceptivos, aprendizagem e Tots, feedback, entre outros assuntos. No segundo volume trata de temas como soletrando, aprendendo linguagem, leitura, escrita criativa, avaliação dinâmica, modelo Tots, neurolink, aprendizagem eficaz, expressões idiomáticas, advérbios e adjetivos, sintaxe simples, leitura e Tots, conectivos, escrita interativa, telefone sem fio, resistências e interferências, entre outros temas. REFERÊNCIA: DILTS, Robert; EPSTEIN, Todd. Aprendizagem dinâmica. São Paulo: Summus, 1999. Veja mais aqui.

OS CONTEXTOS DO SABER – O livro Os contextos do saber: representações, comunidade e cultura, de Sandra Jovchelovitch, aborda temas como saber, afeto, interação, a psicologia social das representações, diversidade do saber, comunidade e esfera pública, das formas e funções do saber, o saber do outro, estudo das soluções na vida cotidiana, meio ambiente, saúde, conscientização e empoderamento, ato dialógico, repensar o saber e sua racionalidade, os saberes no plural, pertença e mundo da vida, profilaxia cognitiva e pluralidade da razão, entre outros assuntos. REFERÊNCIA: JOVCHELOVITCH, Sandra. Os contextos do saber: representações, comunidade e cultura. Petrópolis: Vozes, 2008.

CADERNOS DE PSICODRAMA – O livro Cadernos de psicodrama: educação e desenvolvimento, organizado por Luisa Cristina Azevedo Ricotta, aborda temas como a evolução histórico-social da saúde e da educação, correlação entre Piaget e Moreno, teoria do desenvolvimento, desenvolvimento da separação, desenvolvimento do papel na terapia familiar, sociodrama, educação, AIDS, psicanálise, sociologia educacional, desenvolvimento cultural. REFERÊNCIA: RICOTTA, Luisa Cristina. Cadernos de psicodrama: edição e desenvolvimento. São Paulo: Ágora, 1991. Veja mais aqui.


MUSA DA SEMANA: MAÍRA DVOREK (foto: Edu Simões)

A atriz, fotógrafa e escritora paulista Maira Dvorek é a musa da semana! Ela iniciou a sua carreira no teatro aos 13 anos de idade com o espetáculo “Play Strindberg”, de Friedrich Dürrenmatt, quando passou a atuar no teatro, cinema e televisão. 


Atualmente, o seu último trabalho foi o espetáculo Mukhtaran - Ensaios sob a Guerra, com direção de Eugênia Thereza de Andrade. Trata-se de Teatro-Dança Espetáculo criado a partir da reunião feliz de textos de autores consagrados como Peter Weiss e Bertolt Brecht costurados com textos primorosos da diretora, todos eles interpretados pela força e doçura da atriz sobre a opressão que o homem pode exercer sobre seus semelhantes. 


Defendido por esta jovem atriz que cria várias personagens com a doçura e a firmeza de uma veterana, cobrindo-as de reveladoras nuanças. Veja detalhes no Música, Teatro & Cia.


ISTO É BRASILSILSILSILSILSILSILSILUUUUU!!!!!!!!

OUTRA QUESTÃO: Num exame de segundo grau, uma questão básica de Química : - Qual a diferença entre Dissolução e Solução? Resposta de um aluno: Colocar UM político do PT num tanque de ácido para que dissolva é uma Dissolução. Colocar TODOS é uma Solução. (piada recebida por mail).

AFOLEROU DE VEZ, VIROU ZONA MESMO!!!!
Resta apenas dizer como o tocador de berimbau de barriga e repentista cearense de Itapipoca, Pedro Nonato da Cunha: “(...) quem tem seus óio bem vê, se se engana é porque qué!”. (recolhido do livro MOTA, Leonardo. Cantadores: poesia e linguagem do sertão cearense. Rio de Janeiro: Cátedra, 1978).



Veja mais sobre
Lição pra ser feliz, Fernando Pessoa, Rajneesh, Graciliano Ramos, Aristófanes. Adriana Calcanhoto, Buster Keaton, Mikalojus Konstantinas, Victor Gabriel Gilbert & Literatura Infantil aqui.

E mais:
O sonho de Desidério & Emmy Rossum aqui.
Literatura de Cordel, A mulher escandinava, Ettore Scola, Francisco Julião, Jarbas Capusso Filho, Sophia Loren, Linguística, Shaktisangama-Tantra, Fetichismo & Abacaxi aqui.
Albert Camus, Robert Musil, Maceió, Jools Holland, Denys Arcand, Pál Fried, Sandu Liberman, Eugene Kennedy, Anna Luisa Traiano, Lady Gaga, Gestão do conhecimento & Capital humano aqui.
Durkheim, Rodolfo Ledel, Claudio Baltar, Micahel Haneke, Samburá, Juliette Binoche, Ernesto Bertani, O artista e a fera, Janaína Amado, Intrépida Trupe, Direito & Mauro Cappelletti aqui.
Big Shit Bôbras aqui.



CRÔNICA DE AMOR POR ELA
 Leitora manifestando os seus parabéns pro Tataritaritatá!
Veja aqui e aqui.


CANTARAU: VAMOS APRUMAR A CONVERSA
Paz na Terra
Recital Musical Tataritaritatá - Fanpage.
Veja  aqui e aqui.
 
 

CERNUDA, BAUMAN, AHMED SEFRIOUI, SANTANA, ACKERMAN, DAVID GISTA & BIBLIOTECA

OS FANTASMAS DA BIBLIOTECA – Imagem: Him Again , do pintor francês David Gista . - Ao regressar para minha terra, resolvi fazer uma resid...