quinta-feira, janeiro 16, 2014

NOMES-DO-PAI DE LACAN, DE BBB & OUTRAS TACADAS NO TOITIÇO DO MOMENTO!!!!!!


NOMES-DO-PAI DE LACAN - [...] Num desses debates confusos durante os quais um grupo, o nosso, mostrou-se verdadeiramente em sua função de grupo, arrastado, daqui, dali, por turbilhões cegos, um de meus alunos - peço-lhe desculpas por ter depreciado seu esforço, que seguramente teria sido capaz de carregar um eco e reconduzir a discussão a um nível analítico – achou por bem dever dizer que o sentido do meu ensino seria que a verdade, sua verdadeira apreensão, é que não a agarraremos jamais. lnacreditável contrassenso! No melhor dos casos, que impaciência infantil! É preciso que eu tenha pessoas consideradas cultas não sei por que entre aqueles que estão mais imediatamente ao alcance de me seguir! Onde já se viu uma ciência, ainda que matemática, em que cada capítulo não remeta ao capítulo seguinte? Seria isso justificar uma função metonímica da verdade? Não vêem que, à medida que eu avançava, continuava a me aproximar de certo ponto de densidade aonde vocês não poderiam chegar sem os passos precedentes? Ouvindo uma réplica dessas, não dá vontade de invocar os atributos da vaidade e da tolice, espécie de espírito em forma de casca, que recolhemos em operação nos comitês de redação? Dessa práxis que é a análise, tentei enunciar como a busco, como a agarro. Sua verdade é movediça, decepcionante, escorregadia. Vocês não conseguem compreender que é porque a práxis da análise deve avançar em direção a uma conquista da verdade pela via do engano? Pois a transferência não é outra coisa, a transferência como o que não tem Nome no lugar do Outro. Há muito tempo, o nome de Freud torna-se cada vez mais inoperante. Então, se minha marcha é progressiva, se é até mesmo prudente, não será porque devo lhes alertar contra o declive onde a análise arrisca-se sempre a escorregar, quer dizer, a via da impostura? Não estou aqui num libelo a meu favor. No entanto, devo dizer que, ao ter confiado a outros há dois anos o manejo, no seio do grupo, de uma política - para preservar o espaço e a pureza do que tenho a lhes dizer -, nunca, em momento algum, dei-lhes pretexto para acreditar que para mim não havia diferença entre o sim e o não. NOMES-DO-PAI – A obra Nomes-do-pai, de Jacques Lacan, trata na primeira da parte a respeito do símbolo, o imaginário e o real, O Homem dos Lobos e o Homem dos Ratos, a experiência analítica, o simbolismo, a função da linguagem, o neurótico, Freud e o horror do gozo ignorado, a fala e o imaginário, a angústia, a imaginação e a imagem. Na segunda parte, Introdução aos nomes-do-pai, trata sobre Hegel, Marx, Kierkegaard, Agostinho, o Aleph da angústia, Freud e o mito do pai e o sacrifício de Isaac de Caravaggio. Veja mais aqui e aqui.

REFERÊNCIA
LACAN, Jacques. Nomes-do-pai. Rio de Janeiro: Zahar, 2005.


BBB & BIG SHIT BÔBRAS – Estava eu gozando um pouquinho dumas miudinhas férias quando ouvi um zunzunzum ubíquo que me deixou curioso. Foi aí que apareceu o Doro resmungando: “Essi povim besta vivi mermo de fuxicagem, enredamento e de piruá a vida dos ôtro”. Cuma? “É mermo, veja só: o qui qui acrecenta na vida injuriada da genti esse tá de BBB? Ôxi, é só coisa de safadagem pro baxo dos pano e vício de fuxicagem. Ora! Quano fizemo o BSB da genti, só deu meleca! Proisso digo: ô Brasilzim do Fecamepaaaaaaaaaa!!!!”. Essa, o Doro. Veja detalhes do Big Shit Bôbras – o melhor BBB do estopô calango.

PENSAMENTO DO DIA: Quando todo aparato de lei vira pilhéria de bandido, todo o resto fica arrepiado no meio dum pandemônio desgracento porque a vida virou piada!!!!!!

MOMENTOS DE REFLEXÃO Quando, numa cidade, dizem alguns filósofos, um ou muitos ambiciosos podem elevar-se, mediante a riqueza ou o poderio, nascem os privilégios de seu orgulho despótico, e seu jugo arrogante se impõe à multidão covarde e débil. Mas quando o povo sabe, ao contrário, manter suas prerrogativas, não é possível a esses encontrar mais glória, prosperidade e liberdade, porque então o povo permanece árbitro das leis, dos juízes, da paz, da guerra, dos tratados, da vida e da fortuna de todos e de cada um; então, e só então, é a coisa pública coisa do povo”. Marcus Túllius Cícero (106-43 a.C.), o maior dos oradores e pensadores políticos romanos. Veja mais Momentos de Reflexão.

PESQUISA DA ONU - A ONU resolveu fazer uma grande pesquisa mundial. A pergunta era: "Por favor, diga honestamente qual sua opinião sobre a escassez de alimentos no resto do mundo". O resultado foi desastroso. Um total fracasso. Os europeus não entenderam o que é "escassez". Os africanos não sabiam o que era "alimentos". Os argentinos não sabiam o significado de "por favor". Os norte-americanos perguntaram o significado de "resto do mundo". Os cubanos estranharam e pediram maiores explicações sobre "opinião". E o congresso brasileito ainda está debatendo o que é "honestamente". Vamos aprumar a conversa & tataritaritatá!!!!

CRÔNICAS PALMARENSES – Já dizia o poetamigo Juareiz Correia: “Melhor do que Palmares só Paris e de noite!”. Veja mais Crônicas Palmarenses.


Veja mais sobre:
Imprensa Brasileira aqui e aqui.

E mais:
As pernas no Cinema & o Seminário – A relação do objeto, de Jacques Lacan aqui.
As pernas de Úrsula de Claudia Tajes & Mil Platôes de Gilles Deleuze & Félix Guattari aqui.
Marlene Dietrich & Hannah Arendt aqui.
Diálogos sobre o conhecimento de Paul Feyerabend & a poesia de Lilian Maial aqui.
As pernas da repórter Gracinaura aqui.
A tragédia humana de Imre Madách, a música de Pierre Rode, o cinema de Robert Joseph Flaherty, a pintura de Franz West, a arte de Vera Ellen & Anne Chevalier & Sarah Clarke aqui.
Educação, orientação e prevenção do abuso sexual aqui.
Segmentação do mercado na área de serviços aqui.
Das bundas & outros estudos bundológicos aqui.
Aristóteles, Rachel de Queiroz, Chick Corea, Costa-Gavras,Aldemir Martins, Teresa Ann Savoy, José Terra Correia, Fernando & Isaura, Combate à Corrupção & Garantismo Penal aqui.
Presente dela todo dia e o dia todo aqui.
O caboclo, o padre e o estudante, Lendas Nordestinas & Luiz da Câmara Cascudo aqui.
As obras de Gandhi & Programa das Crianças aqui.
Os lábios da mulher amada aqui.
Ritual do prazer aqui.
Funções do superego e mecanismos de defesa aqui.
Memória e esquecimento aqui.
Todo dia é dia da mulher aqui.
A croniqueta de antemão aqui.
Fecamepa aqui e aqui.
Palestras: Psicologia, Direito & Educação aqui.
Livros Infantis do Nitolino aqui.
&
Agenda de Eventos aqui.

CRÔNICA DE AMOR POR ELA;
Veja Fanpage aqui e mais aqui e aqui.

CANTARAU: VAMOS APRUMAR A CONVERSA
Paz na Terra:
Recital Musical Tataritaritatá - Fanpage.
Veja os vídeos aqui & mais aqui e aqui.





PAULO FREIRE, LEWIS CARROLL, COOMBS, SILVIO ROMERO, BRECHERET, GUIOMAR NOVAES, SEBASTIÃO TAPAJÓS, FÁBIO DE CARVALHO, ARANTES GOMES DO NASCIMENTO & EDUCAÇÃO

CRIATIVIDADE & INOVAÇÃO NA PRÁTICA EDUCATIVA – Imagem: Luta dos índios Kalapalo (1951), do escultor Victor Brecheret (1894-1955) - A...