sábado, janeiro 11, 2014

CARL SAGAN, IRENE SOLÀ, MARGARET CHO, LOUISE HAY, KINOKO NASU, TCC & DICIONÁRIO

 


CURSO ONLINE DE METODOLOGIA CIENTÍFICA: FAÇA SEU TCC SEM TRAUMAS – Curso online de Metodologia Científica, com dicas para realização de trabalhos acadêmicos de graduandos e pós-graduandos (Lato e Stricto Sensu), com material didático, encontros semanais, exercícios e tarefas para aplicação e fixação, tira-dúvidas, acompanhamento e orientações.

EMENTA: Ciência e senso comum. O disciplinamento de estudo. Método. Metodologia científica. A pesquisa. O trabalho acadêmico passo a passo. O projeto de pesquisa e suas fases de planejamentos. O fichamento. As citações. As referências. O trabalho de conclusão de cursos para graduações e pós-graduações (lato sensu e stricto sensu). Bibliografia.

Público-alvo: graduandos e pós-graduandos (lato & strict sensu).

Matrículas abertas, vagas limitadas. Inscreva-se aqui.

Início das aulas: Janeiro/2024.

Duração: 6 meses.

Mais detalhes aqui, aqui e aqui.


 

DITOS & DESDITOS - No coração da ciência existe um equilibrio essencual entre duas atitudes aparentemente contraditírias: uma abertura para ideias novais, por mais bizarras ou contrárias à intuição que sejam, e o exame cético mais implacável de todas as ideias, antigas e novas. É assim que verdades profundas são separadas de disparates profundos. Pensamento do astrônomo e biólogo estadunidense Carl Sagan (1934-1996). Veja mais aqui e aqui.

 

ALGUÉM FALOU: Porque acho que pecados são coisas que as pessoas carregam individualmente, um fardo que nós mesmos assumimos para nossa parte. Nossos pecados se tornam mais pesados quanto melhor for a nossa sabedoria e bom senso, e quanto maior for a nossa felicidade. Pensamento do escritor japonês Kinoko Nasu. Veja mais aqui.

 

ALGUÉM MAIS FALOU: Exorto todos vocês hoje, especialmente nestes tempos de terrorismo e caos, a amarem-se sem reservas e a amarem-se uns aos outros sem restrições. A menos que você goste de couro; então, por suposto, use restrições. A vida é uma tragédia para quem sente e uma comédia para quem pensa. Às vezes, quando somos generosos de maneiras pequenas e quase imperceptíveis, isso pode mudar a vida de alguém para sempre. Se tivermos a oportunidade de sermos generosos com nossos corações, com nós mesmos, não teremos ideia da profundidade e amplitude do alcance do amor. Tenho tanto ódio que se transformou em amor. Se você é uma mulher, se você é uma pessoa de cor, se você é gay, lésbica, bissexual, transgênero, se você é uma pessoa de tamanho, se você é uma pessoa inteligente, se você é uma pessoa íntegra, então você é considerado uma minoria neste mundo. Só porque você é cego e incapaz de ver minha beleza não significa que ela não exista. Eu estava tipo, eu sou gay? Eu sou hetero? E eu percebi... sou apenas uma vadia. Onde está meu desfile? Estranho, há tanta religião no mundo, mas apenas o suficiente para nos fazer brigar para ver quem está certo, não o suficiente para nos fazer amar uns aos outros. Eu quero que Jesus volte e diga: Não foi isso que eu quis dizer... Pensamento da comediante, atriz, escritora, designer e artista estadunidense Margaret Cho.

 

CURAR A VIDA - [...] Lembre-se, você tem se criticado há anos e não funcionou. Experimente se aprovar e veja o que acontece. [...] Nunca entendi a importância de fazer as crianças memorizarem as datas das batalhas. Parece um grande desperdício de energia mental. Em vez disso, poderíamos ensinar-lhes assuntos importantes, como como funciona a mente, como lidar com as finanças, como investir dinheiro para segurança financeira, como ser pai, como criar bons relacionamentos e como criar e manter a auto-estima e Autovalorização. Você pode imaginar como seria toda uma geração de adultos se tivessem aprendido essas matérias na escola junto com seu currículo regular? [...] No infinito da vida onde estou, Tudo é perfeito, íntegro e completo, Não escolho mais acreditar em velhas limitações e carências, agora escolho começar a me ver Como o Universo me vê – perfeito, inteiro e completo. [...] Tenha pensamentos que te façam feliz. Faça coisas que façam você se sentir bem. Esteja com pessoas que fazem você se sentir bem. Coma coisas que façam seu corpo se sentir bem. Vá em um ritmo que faça você se sentir bem. [...] Bem no centro do meu ser existe um poço infinito de amor. [...] Quando criamos paz, harmonia e equilíbrio em nossas mentes, encontraremos isso em nossas vidas [...] Eu te perdôo por não ser do jeito que eu queria que você fosse. Eu te perdôo e te liberto. [...] Se você quiser entender melhor seus pais, faça-os falar sobre sua própria infância; e se você ouvir com compaixão, aprenderá de onde vêm seus medos e padrões rígidos. Aquelas pessoas que “fizeram tudo isso com você” ficaram tão assustadas e assustadas quanto você. [...] Bem, acredito que você criou essas experiências repetidamente porque elas refletiam algo que você acreditava sobre si mesmo. Realmente não importa há quanto tempo temos um problema, ou quão grande é, ou quão ameaçador é a vida. O ponto de poder está sempre no momento presente [...] O passado não tem poder sobre nós. Não importa há quanto tempo temos um padrão negativo. O ponto de poder está no momento presente. Que coisa maravilhosa de se perceber! Podemos começar a ser livres neste momento! [...] Se quisermos uma vida alegre, devemos ter pensamentos alegres. Se quisermos uma vida próspera, devemos ter pensamentos prósperos. Se quisermos uma vida amorosa, devemos ter pensamentos amorosos. Tudo o que enviamos mental ou verbalmente retornará para nós na mesma forma. [...] A autoaprovação e a autoaceitação no agora são as principais chaves para mudanças positivas em todas as áreas de nossas vidas. [...] Amar a si mesmo, para mim, começa com nunca nos criticarmos por nada. A crítica nos prende exatamente ao padrão que estamos tentando mudar. Compreender e ser gentil conosco mesmos nos ajuda a sair dessa situação. Lembre-se, você tem se criticado há anos e não funcionou. Experimente se aprovar e veja o que acontece. [...] Ame quem e o que você é e o que você faz. Ria de si mesmo e da vida, e nada poderá afetá-lo. De qualquer maneira, é tudo temporário. De qualquer maneira, na próxima vida vocês farão isso de maneira diferente, então por que não fazer de maneira diferente agora mesmo? [...] Cada experiência é um sucesso. [...] cada um de nós está fazendo o melhor que pode neste exato momento. Se soubéssemos melhor, se tivéssemos mais compreensão e consciência, faríamos diferente. [...] Quando há um problema, não há algo para fazer, há algo para saber. [...] O que pensamos sobre nós mesmos se torna a verdade para nós. [...] Não existe nenhuma lei escrita que diga que, porque uma vez você acreditou em algo, você tem que continuar a acreditar para sempre. [...] Sua segurança não é seu emprego, nem sua conta bancária, nem seus investimentos, nem seu cônjuge ou pais. Sua segurança é sua capacidade de se conectar com o poder cósmico que cria todas as coisas. [...] A culpa é inútil. Culpar apenas entrega nosso poder. Mantenha seu poder. Sem poder, não podemos fazer mudanças. A vítima indefesa não consegue ver uma saída. [...] Trechos extraídos da obra You Can Heal Your Life (Hay House, 1984), da escritora estadunidense Louise Hay (1926-2017).

 

POEMAS - I – Você dorme ao meu lado como uma montanha e você nem ronca, e você nem abraça. Algumas noites, as memórias eles sobem como nuvens e, um após o outro, vocês deixam de ser homens ser literatura. II – Não tenho nada. Tenho uma bola de pêlo no esterno como uma vaca. E meus seios estão molhados como um gato bêbado. Uma cobra nórdica me come sem pontualidade e com relutância, e estou feliz por morrer assim. Jogue meu pijama para os vampiros e os índios. As meninas só querem se divertir. III - Tirar crostas é a única coisa que você e eu fazemos juntos. A bunda na cadeira alta, a cocaína de sangue, e eu, que tenho uma tristeza tão pequena, espinhosa e européia, tiro isso como um gato em uma transportadora IV - Minha cabeça entre meus ombros todas as manhãs, longe do forno, tranquilize meu pai, que tem barba e língua azuis, e sorri quando pensa que não temos garagem. Todos esses segredos deixam as garotas estranhas. V - Você dorme ao meu lado como uma montanha e você nem ronca, e você nem abraça. Algumas noites, as memórias eles sobem como nuvens e, um após o outro, vocês deixam de ser homens ser literatura.” “Às vezes eu me vingaria por amar você. VI - Você me deixou dormir em cima de você." e eu nunca escrevi um belo poema para você. Poemas extraídos da obra Bèstia (Galerada, 2012), da escritora e artista plástica espanhola Irene Solà.

 


DICIONÁRIO TATARITARITATÁ
– Gentamiga, como a moçada simpática que prestigia minhas páginas tem perguntado em que país ou planeta eu estou, respondo: vivo no Brasil desde que nasci. Todavia, parece que a turma pensa que eu falo uma droga de grego qualquer ou esperanto, volapuque, interlíngua ou que desgraça de traste de fala é essa que eles não sacam patavina. Bem, explico: é um pernambuquês condimentado com nordestês, brasileirês e outros processos semânticos e linguísticos da boba da peste do regionalismo heterodoxo nacional, mais juridiquês, analfabetês com acréscimos doutras expressões apropriadas de tantas outras línguas! Tradução: ininteligível mesmo, só para iniciados da mesma laia.


Em vista disso, a falida Edições Nascente, sem ter onde nem onde se estabelecer, resolveu ter a iniciativa de tornar pública a panaceia da sua salvação financeira para ressurgir qual Fênix depois do maior desalinhamento dos planetas, confeccionar o Dicionário Tataritaritatá. Para isso, contratou a peso de ouro, pinga e baforadas, o proeminente Dr. Zé Gulu para fazer o planejamento estrutural e a coordenação geral do volume, secretariado por nada mais nada menos que a equipe do presidenciável e melepeiro Doro, composta por Zé Bilola, Afredo Bocoió, Zé Corninho e Robi Magaiver, sob a supervisão especial do sábio cenobita Padre Bidião.

O volume promete dar rasteira no Houaiss, toque de arrodeio no Aurélio, banho de cuia no Aulete, cama de gato no Michaelis e botar no bolso até as afamadas enciclopédias Britannica, Sueca, Larrouse, Barsa, Mirador e lá vai teitei, prometendo sobrepujar a insuperável Enciclopédia Griz.

O alfarrábio conterá verbetes, vocábulos e léxicos, termos próprios, significado, coletivos, sinônimos e antônimos, radicais e derivados, rimas e anagramas, motes e deixas, conjugação verbal, orientação morfológica e sintática (danou-se!), dizeres e anedotas, abreviaturas, gentílicos, nomenclatura, classificação gramatical (pelo que pude ver, essa ainda tá devendo!), terminologia, ortografia dantanho e dagora, glossário geral (vixe, embolou o meio de campo!), relação de sinais (essa não vi, mas dizem que inclui Libras, Código Morse, Braile, Código Q, metalinguagens, criptografia, estenografia, telegrafia, sinais de trânsito, tufos de fumaça dos Apaches, até é falado por um Cid Moreira cover – que dizem na verdade ser o vereável locutor Edson Silva, bastando colocar o dedo num pitoco lá e ouvir-se a pronúncia está certa ou errada, tanto faz como tanto fez, explicando tintim por tintim), afora palíndromo, pulhas, chistes e vanilóquios.

Garante a editora que o trabalho está em fase de conclusão (muito embora se saiba por debaixo dos panos que a arenga maior é o título do cartapácio, uma vez que o Dr. Zé Gulu bate o pé pra ser Dicionário Tataritaritatá: o pai dos fabos burros e apedeutas graduados. Já a recada do contra - que é a maioria esmagadora - quer substituir o subtítulo por: pai dos fabos, apedeutas e intelectuais de sovaco. Como não se entendem, nem abrem mão de um cabelinho de sapo em nada, então a coisa vai demorar, podendo até gorar e só na outra. Esse papo do enganchamento ganha vulto com a previsão de que o calhamaço terá mais de zilhões de páginas, parecendo mais o Livro de Areia de Jorge Luiz Borges que não tem fim nem começo, avalie), reiterando a promessa da editora de lançá-lo festivamente e sob a maior parafernália marketeira ainda nesse primeiro semestre. Quem viver, verá. Então, procês, uma colher de chá da porratoda.

DICIONÁRIO TATARITARITATÁ
(O pai dos fabos burros, apedeutas graduados e intelectuais de sovaco)
I

Aguarde, lançamento em breve (será? Só vendo para crer!).


Veja mais sobre:
O cis, o efêmero & eu aqui.

E mais:
Cancioneiro da imigração de Anna Maria Kieffer & Ecologia Social de Murray Bookchin aqui.
A poesia de Sylvia Plath & a Filosofia da Miséria de Proudhon aqui.
Antonio Gramsci & Blinded Beast de Yasuzo Masumura & Mako Midori aqui.
Mabel Collins & Jiddu Krishnamurti aqui.
Christiane Torloni & a Clínica de Freud aqui.
Paulo Moura, Pedro Onofre, Gustavo Adolfo Bécquer, Marcos Rey, Mihaly von Zick, Marta Moyano, Virna Teixeira aqui.
A irmã da noite aqui.
A obra de Tomás de Aquino & Comunicação em prosa moderna de Othon M. Garcia aqui.
Essa menina é o amor aqui.
Uma gota de sangue de Demétrio Magnoli & mais de 300 mil no YouTube aqui.
A filosofia & Psicologia Integral de Ken Wilber & o Natal do Nitolino aqui.
Possessão do prazer aqui.
Roberto Damatta & o Seminário do Desejo de Lacan aqui.
A febre do desejo aqui.
A nova paixão do Biritoaldo: quando o cara erra a porta de entrada, a saída é que são elas aqui.
A ambição do prazer aqui.
Todo dia é dia da mulher aqui.
A croniqueta de antemão aqui.
Fecamepa aqui e aqui.
Palestras: Psicologia, Direito & Educação aqui.
Livros Infantis do Nitolino aqui.
&
Agenda de Eventos aqui.

CRÔNICA DE AMOR POR ELA;
Art by Derinha Rocha
Veja mais aqui,  aqui e aqui.

CANTARAU: VAMOS APRUMAR A CONVERSA
Paz na Terra:
Recital Musical Tataritaritatá - Fanpage.
Veja os vídeos aqui & mais aqui e aqui.



TAJA KRAMBERGER, LÍDIA JORGE, HILARY PUTNAM & NORDESTE

  Imagem: Acervo ArtLAM . Ao som dos álbuns Source (2014) e Upstream (2019), do grupo Dreisam – “ Triângulo perfeito, nada geométrico, ...