segunda-feira, abril 07, 2008

GRAMSCI, HÉLIO PELLEGRINO, GIANETTI, SKINNER, CHICO CARUSO, PAUL AVRIL, PSICOLOGIA DA SAÚDE & LITERÓTICA




A DELÍCIA DO BEIJO RELUZENTE – A tua reluzência de indelével pajuçara te faz dominante na alcova serena de nossa entrega, onde eu juro querer-te a mais da conta sob a sedução de um espectador da tua dança gambeta que torna a nossa fogueira nefanda mais queimante no galardão da oferenda a nos premiar um gozo próximo da overdose real. Ah, quanta majestade nua saltatriz para a minha sentinela indômita que no desespero procura alcançar tua freguesia inteira e fazer-te minha, capaz de invadir tripetrepe todos os teus esconderijos de Ménade lépida, de Tiade acessível à palma da minha mão pedinte. Ah, vem, Iara minha, vem com o teu beijo alucinado litigar nossos vadios desejos com a chama que faísca de teus lábios de cocksucker gulosa, de gulp-girl mais que desejada, para que eu possa enlouquecido blow-job ofertar-te minha satisfação de sorvete de morango lambido e chupado. Ah, vem, Iara minha, Iara nua, vem tépida como a quintessência de tua manifestação que eu quero à mão-tenente explorar teu rendengue com minha língua a apoderar-se do teu chanisco com tucuras providentes até que nossa perversão possa explodir tua compleição robusta ingênita e possuir-te inteira com teu sabor agridoce de freguesia desejada. Ah, vem, Iara minha, Iara nua, quero possuir-te toda de popa à proa, minha enlouquecida, minha transbordante que remexe, que se vira, se arrepia a dar-me o dorso nu, os ombros de santantonio para que eu possa probo mais diligente ocupar-me de tuas ancas, que pai-joão delicioso, que pódice saboroso, que capitel de sonhos desejados! Ah! Iara minha, como sou feliz em fazer-te mais que lua possuída a me saciar nos teus queixumes de fogosa insone, nos teus dotes de gostosa imune, na tua alma de maravilha realizada. © Luiz Alberto Machado. Direitos reservados. Veja mais aqui.



PENSAMENTO DO DIA: Enquanto você tiver sonhando com milagre ou com a sorte grande, de uma coisa esteja certa: você jamais tirará o pé da bosta! (LAM)

O PRAZER O prazer nos livra da loucura. Pensamento extraído da obra A burrice do demônio (Rocco, 1989), do psicanalista e escritor Hélio Pellegrino (1924-1988). Veja mais aqui e aqui.

O AMOR - O amor é que torna possível o encontro entre seres tão diferentes. O resto é ilusão. Há diferenças na forma de homens e mulheres se amarem. O homem se sente atraído pelo visual, enquanto as mulheres se deixa tocar pela coisa mais intima: uma delicadeza desata um processo. Pensamento do cartunista, chargista, caricaturista, músico e humorista Chico Caruso.

O PAPEL DO INTELECTUAL PARA ANTONIO GRAMSCI - “Criar uma nova cultura não significa apenas fazer descobertas originais, significa também e, sobretudo, difundir criticamente verdades já descobertas, socializá-las por assim dizer, transformá-las, portanto, em base de ações vitais, em elemento de coordenação e de ordem intelectual e moral. O fato de que uma multidão de homens seja conduzida a pensar concretamente e de maneira unitária a realidade presente, é um fato filosófico bem mais importante e original do que a descoberta, por parte de um gênio filosófico de uma verdade que permaneça patrimônio de pequenos grupos intelectuais” (Antonio Gramsci). Veja mais aqui.

CIÊNCIA E COMPORTAMENTO HUMANO – O livro Ciência e comportamento humano, de Burhus Frederic Skinner, trata de comportamento do organismo humano, análise funcional e de dados, o homem-máquina, ação reflexa e reflexos condicionados, comportamento operante, curvas de aprendizagem, propriedades quantitativas, extinção operante, reforçadores condicionados, modelagem, reforço diferencial, reforço intermitente, discriminação operante, o controle do comportamento pelo meio ambiente, análise dos estímulos, indução, discriminação, abstração, privação e saciação, necessidades e impulsos, o tempo como variável, o individuo e a espécie, emoção, aversão, evitação, ansiedade, punição e seus efeitos, função e aspectos, traços, supersimplificação, encadeamento, autocontrole, técnicas de controle, pensamento, origem e manutenção do comportamento de decidir, originalidade nas ideais, eventos privados, visão condicionada e operante, o eu, comportamento social, controle pessoal e pelo grupo, agências controladoras, o governo e a lei, contracontrole, religião, psicoterapia, controle econômico, reforço e comportamento com dinheiro, economia, esquemas de remuneração, educação, reforço educacional e contracontrole, cultura, usos e costumes, juízos de valor, planejamento cultural, o problema do controle e o destino do individuo. REFERÊNCIA: SKINNER, Burhus Frederic. Ciência e comportamento humano. São Paulo: Martins Fontes, 2003. Veja mais aqui.

ILUSÕES DA ALMA – O livro Ilusões da alma, do economista e cientista social Eduardo Gianetti, trata acerca das teorias fisicalistas do cérebro que consideram uma ilusão qualquer ato de comando sobre o próprio cérebro, tornando-se um relato em primeira pessoa de uma conversão filosófica, observando a frágil consciência que o ser humano de si próprio. O autor traz a explicação fisicalista por meio de um exemplo da neuroeconomia, aplicação do método e da abordagem das neurociências à teoria econômica. A pesquisa mostra que diante de uma opção de compra duas áreas do cérebro medem forças e disputam o controle da ação. De um lado, uma área do cérebro com seus receptores de dopamina sempre a postos à mínima oportunidade de satisfação que se ofereça. Do outro lado está a região do cérebro associada a sensações de desconforto e desprazer como as que são causadas por mau cheiro, insultos ou desembolso de dinheiro. Pelos circuitos neurais movidos no embate é possível prever com segundos de antecedência se o potencial comprador vai ou não adquirir um determinado bem. Entende-se que a relação mente-cérebro não é uma questão simples, ao contrário do que se imagina. E o livro é classificado como um romance. Podia ser considerado um ensaio, um livro filosófico. Na primeira parte trata do tumor físico. Na segunda, Libido sciendi. E na terceira, o tumor metafísico. REFERÊNCIA: GIANNETTI, Eduardo. A ilusão da alma: biografia de uma ideia fixa. São Paulo: Companhia das Letras, 2010. Veja mais aqui e aqui.

INTERFACES DA PSICOLOGIA COM A SAÚDE – O livro Interfaces da psicologia com a saúde, de Silvana Scortegagna e Cionara Beninca, aborda temas como doenças crônicas, cuidando da criança hospitalizada, avaliação, diagnóstico, adoecer na adolescência, câncer de mama e universo feminino, insuficiência renal crônica, da diálise ao transplante renal, repercussões emocionais do transplante cardíaco adulto na vida do paciente, humanização do currículo médico, entre outros importantes temas. REFERÊNCIA: SCORTEGAGNA, Silvana; BENINCA, Cionara. Interfaces da psicologia com a saúde. Passo Fundo: UPF, 2004.

A ARTE DE PAUL AVRIL
A arte de Paul Avril (Édouard-Henri Avril – 1849-1928)


MOTIVANDO SUA EXISTÊNCIA - Aqui também a gente se trai e cai numa de auto-ajuda (e própria ajuda, também). Nós que somos humanos de verdade temos uma motivação para nos inspirar, muito embora o exemplo não seja lá essas coisas, mas vale a pena. Então, se Lula chegou a ser presidente do Brasil por que a gente também não pode melhorar de vida, hem? Sonhar vale ou não vale a pena? Vale, sim. E o melhor de tudo: é de grátis. Então, acabei de receber o mail com este felizardo!



ISSO É BRASILSILSILSILSILSILSILLLL!!!!!!
Gentamiga, acabei de receber por mail uma interessante visão do brasileiro vendo o Brasil. Vou começar por mim, veja como o nordestino vê o Brasil.

Agora veja o sulista...

Agora veja o paulista...

Por fim, agora veja como o carioca vê o Brasil.

Tudo isso sem contar com a "integração" nacional a partir do monopólio das emissoras de tv tudo centrada no eixo Rio-São Paulo, virando tudo uma meleca de carioquês com paulistês e pqp! Isto é Brasilsilsilsilsilsilsill!!!



Veja mais sobre:
O caso de Tomé & Vitalina, Hannah Arendt, Stanislaw Ponte Preta, Edward Estlin Cummings, Paul Simon e Art Garfunkel, Irene Ravache, Marcus Vinicius Cesar, Cecília Kerche & Benedito Calixto de Jesus aqui.

E mais:
Fecamepa: quando o furacão dá no suspiro do bandido, de uma coisa fique certa: a gente não vale nada aqui.
Tolinho & Bestinha: Quando Bestinha emputecido prestou depoimento arrepiado aqui.
Onde não tem mata-burro a gente manda ver no trupé & Maíra Dvorek aqui.
Neuroeducação aqui.
Segure a onda & tataritaritatá aqui.

CRÔNICA DE AMOR POR ELA
Uma leitora parabenizando o Tataritaritatá!!!
Veja aqui e aqui.



CANTARAU: VAMOS APRUMAR A CONVERSA

Paz na Terra
Recital Musical Tataritaritatá - Fanpage.
Veja  aqui e aqui.
 
 
 

CHARLAINE HARRIS, SEBASTIAN SEUNG, CONNIE PALMEN, MIHÁLY BABITS & JORGE WERTHEIN

  Ao som do Concerto Instrumental (2015), gravado ao vivo pela violonista alémã Jule Malischke , nas oficinas em DD-Hellerau.   TRÍPTICO DQP...