terça-feira, novembro 27, 2012

EDUCAÇÃO HOLÍSTICA, HOUGHTON, BRUSCKY, PSICOLOGIA, CRIMES ONLINE & FLIMAR



 A arte do poeta e artista multimídia Paulo Bruscky.

PENSAMENTO DO DIA: [...] Ao nosso redor se estende o mundo. Caminhe por ele com ódio em seu coração e, pela ação de uyma lei tão imutável quanto a lei da gravidade, você encontrará discórdia, amargor, e vergonha. Caminhe pelo mesmo mundo com amor em seu coração, amando tudo o que encontre, não importando o quão insignificante possa parecer, ou quão distante esteja da possibilidade de amor; deixe seu amor pousar em tudo, do mesmo modo que a tudo toca o Sol com a infindável caridade de seus raios, e o mundo inteiro florescerá como uma rosa. Que necessidade outra tem o mundo, além de amor? Se o amor fosse uma coisa viva no coração de cada homem, serviriam para alguma coisa as leis humanas? A única lei divina é o amor. [...]. Pensamento do escritor britânico Claude Houghton (1889-1961).

EDUCAÇÃO HOLÍSTICA – No livro Visão holística em psicologia e educação, organizado por Dênis S. Brandão e Roberto Crema, encontro o estudo denominado de Educação Holística, de Jorge Ponciano Ribeiro, no qual o autor entende que: [...] A ideia holística é aquela da integração harmoniosa parte-todo-parte. [...]. Contudo, ele trata da fragmentação, observando que: [...] Somos educados ou para o trabalho ou para o estudo, provocando um cansaço extremo por falta de uma maior união entre os dois hemisférios. Uma visão não fragmentada da educação supõe uma visão criativa de qualquer campo do saber ou da ação, de modo que o homem trabalhe o todo e não apenas uma parte sua [...] A educação do cotidiano, na vida, na escola é uma educação para o sucesso, para a fuga da frustração. No mundo capitalista e ocidental se educa para o sucesso, para o lucro, para a aventura ofensiva ou comuflada. A dor, o sofrimento, a vivência de emoções legitimas, o encontro criador entre pessoas não objeto da educação. Antes, não se fala, se evita, se proíbem porque aí o ser humano se depara com suas próprias contradições. Educar é fazer crescer, e não se cresce indo sempre na mesma direção [...]. Fomos educados na fragmentação e para a fragmentação, porque a fragmentação – e isso é interessante – nos dá uma sensação de segurança, pois ela permite o controle, ao passo que a totalidade é o risco, porque não se tem parâmetros. Esta está além do tempo e do espaço. Educar é caminhar para a totalidade. Totalidade esa que implica uma unidade interna dentro de cada um de nós [...]. A partir disso o autor vai chamar atenção para a transdisciplinaridade: [...] A interdisciplinaridade junta elementos vários para compreender o todo. É o médico, o engenheiro, o ecólogo planejando a estrada. Essa é a interdisciplinaridade a serviço da ciência. A transdisciplinaridade, porém, começa onde termina a interdisciplinaridade, porque é um movimento, é algo fora do tempo e do espaço. Ela transcende. É o espirito presente na interdisciplinaridade. É o movimento presente da interdisciplinaridade. O homem criou a ciência e, em seguida, a ciência recria o homem. Numa visão transdisciplinar, o cientista sai de seu isolamento e passa a jogar no time do outro. Cada um usa tudo que sabe, tudo que pode, cada um à sua maneira, para que o gol se faça. Neste contexto, somos todos servos da verdade e não da ciência; neste contexto, nosso saber se torna serviço e não poder. Somos todos servos da grande caminhada para a humanidade do ser ou para a hominização do ser. [...] Chama também atenção para o conceito de Consciência: Fundamental no holismo é o conceito de consciência [...] Holismo é uma relação de consciência com a realidade. Não uma realidade fragmentada, mas uma realidade unificada pela dinâmica da relação dentro-fora-dentro. Isso é a consciência, consciência da totalidade, mesmo porque só temos consciência quando temos a totalidade. Se nos falta isso, não chegamos à consciência [...]. Além disso, ele traz à baila a questão da totalidade: [...] o holismo se plenifica, se essencializa, torna-se plenamente holismo através da totalidade. Se, de um lado, a consciência é sempre consciência de alguma coisa, de outro lado, a totalidade é algo inatingível. E, por outra parte aina, só se tem consciência de algo quando se tem uma totalidade. Como a totalidade é algo inatingível, segue-se que nossa consciência do ser é sempre parcial e provisória. Vemos, então, que a consciência é uma relação da totalidade. Embora a apreensão da totalidade absoluta seja algo impossível, a visão unitária do ser como um todo no mundo e do mundo como um todo no ser cria essa sensação de plenitude. [...]. Por consequência, o autor advoga que: [...] educar significa consumar a essência do ser na sua relação. Só se educa quando o ser se consuma, quando o ser se plenifica, quando o ser se objetiva plenamente. E quanto mais tenho consciência dessa objetivação do meu ser, tanto mais a educação acontece. [...] Ou se educa para a totalidade e para a totalidade ou não se educa. Fragmentar é romper com o equilíbrio essencial das partes e com sua natural e necessária interdependência, que a própria natureza produz para que o ser seja. [...]. A partir de então, o autor vai discorrer sobre conceitos alusivos à parte-todo, figura e fundo, seguindo-se para a conclusão de que:[...] Educar é promover o Bem, a Paz, o Novo. Veja mais aqui.

PSICOLOGIA E CONTROLE SOCIAL – Foi aprovado no Programa Semente de Iniciação Científica do Centro Universitário Cesmac – PSIC 2015/2016 -, o projeto Psicologia e controle social: práticas possíveis para o fomento da participação popular no SUS, orientado pela Professora Doutora Renata Guerda Araújo dos Santos e os graduandos do curso de Psicologia Fabio Roberto Mendonça Tenório, Andressa Laiany Cavalcante, Yuri Gabriel Rocha de Gusmão, Jardiael Herculano da Silva e Luiz Alberto Machado. O programa implantado desde 2004, tem o objetivo de estimular o desenvolvimento da Iniciação Científica na instituição e formar jovens pesquisadores. Entre as principais atividades desenvolvidas no programa estão a realização de Seminário de Iniciação Científica, Jornada de Iniciação Científica, Revista Semente de Iniciação Científica e Oficinas Científicas. Já o projeto aprovado objetiva tratar sobre o exercício da Participação e Controle Social no SUS em uma Unidade de Saúde da Família em Maceió/AL, bem como problematizar as contribuições da Psicologia na prática do Controle Social e Participação Popular no SUS; discutir os efeitos das práticas da Participação Popular e do Controle Social na efetivação da Política de Saúde junto com os trabalhadores e usuários; e fomentar a discussão sobre formação em Psicologia e o Controle Social.

PSICOLOGIA ESCOLAR – O livro Psicologia escolar: éticas e competências na formação e atuação profissional (Alínea, 2003), organizado por Sandra Francisca Conte de Almeida, trata acerca da formação inicial, panorama histórico e questões atuais, formação continuada e exercício profissional, desenvolvimento de competências, desafio da pratica, currículos e programas, educação para a liberdade, psicologia da libertação, psicologia na escola como práxis para a liberdade, ética do sujeito no campo educativo, novos olhares e desafios das práticas, o psicólogo na construção da proposta pedagógica da escola, entre outros assuntos. Veja mais aqui.

CRIMES ONLINE & DELITOS VIRTUAIS NO COMÉRCIO ELETRÔNICO – Para tratar desse tema num trabalho acadêmico é de fundamental importância abordar a relação entre consumidor e consumo por meio de uma abordagem histórica e fundamentação conceitual, observar os princípios normatizadores do Código de Defesa do Consumidor (CDC), tratar sobre o consumidor e o comercio eletrônico sob a perspectivas da emergência tecnológica e os direitos do consumidor para, então, partir para análise dos delitos virtuais, sua fundamentação doutrinária, classificação, observação do Decreto 7962/2013 e os delitos do comércio eletrônico. Veja mais aqui.


TATARITARITATÁ – Lamçamento de livros e tarde de autógrafos entre os dias 28/11 e 10/12, nos turnos da manhã, tarde e noite, na Feirinha Literaria e Cultural da III Festa Literária de Marechal Deodoro (III Flimar), na orla lagunar de Marechal Deodoro - AL. Informações: 82.9606.4436 (Tim). Veja mais aqui




Veja mais sobre:
Segunda nova, Gilles Deleuze, Manuel Puig, Mário Quintana, Paulo Freire, Pérsio, Juan de Mena, Pupi Avati, Vanessa Incontrada, Fulvio Pennacchi, Walasse Ting & Sarinha Freitas aqui.

E mais:
Quando o amor é azul aqui.
Psicopatologia & Feira Coopercam aqui.
Sociedade dos poetas mortos aqui.
Três poemas devassos de amor por ela aqui.
Crônicas palmarenses: as presepadas de Marquinhos e Marcelo aqui.
Primeiro poema de amor pra ela aqui.
Crônicas palmarenses: Ginário de Palmares aqui.
Ximênia, a prinspa do Coité aqui.
Segundo poema de amor pra ela aqui.
Decameron de Boccaccio & 30 anos de arte cidadã aqui.
O Rádio & a Radiodifusão no Brasil aqui.
Efetividade no processo aqui.
Crônicas palmarenses: o começo das arteirices aqui.
Terceiro poema de amor pra ela aqui.
Quando o Brasil dá uma demonstração de que deve mesmo ser levado a sério aqui.
A croniqueta de antemão aqui.
Todo dia é dia da mulher aqui.
Fecamepa aqui e aqui.
Palestras: Psicologia, Direito & Educação aqui.
Livros Infantis do Nitolino aqui.
&
Agenda de Eventos aqui.

CRÔNICA DE AMOR POR ELA
Veja aqui e aqui.

CANTARAU: VAMOS APRUMAR A CONVERSA
Paz na Terra: 
Recital Musical Tataritaritatá - Fanpage.
Veja  aqui e aqui.


DRUMMOND, RIMBAUD, LEMINSKI, MARITAIN, GILVAN LEMOS, JACOB DHEIN, GENÉSIO CAVALCANTI, CARIJÓ & SÃO BENTO DO UNA

CARIJÓ, SÃO BENTO DO UNA – Imagem: Céu de São Bento do Una , de Renatinha @Renatalcaet – Carijó, meu amigo, minhas mãos limpas e esta mis...