quarta-feira, março 04, 2009

CORDEL NA ESCOLA



CORDEL NA ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR ROSALVO LOBO – Num trabalho desenvolvido pela professora Marcia Machado, na disciplina Projeto de Leitura da Escola Estadual Professor Rosalvo Lobo, dirigida pela professora Maria Aparecida Lima Barros, no bairro da Jatiúca, em Maceió-AL, foi desenvolvida uma série de atividades com os alunos dos 6º ao 9º ano, sobre a Literatura de Cordel.
Como resultado dos estudos, a professora da matéria passou atividade par que os alunos criassem versos de cordel acerca da escola onde estudam.
Dessa atividade, o aluno José Michael, do 9º B, escreveu:

A escola Rosolvo Lobo
Foi erguida com amor e fé
Para que seus alunos um dia
Possam com alegria aplaudir de pé.

Nossa escola está passando
Por um processo coloquial
Que vem com alegria
Espantar todo mal,

No mundo em que vivemos
Não há muita educação
Mas sairemos do Rosalvo
Com diploma nas mãos.

Na tranqüila e calma Jatiuca
Rosalvo Lobo se encontra
Nos mostra com coragem
Que o mundo não desmonta

Vamos gente caminhando
Rumo à nossa educação
De mãos dadas, sempre unidos
Seremos ótimos cidadãos.

Ser aluno é ter respeito
Com o mestre que nos ensina
Em comunidade viveremos
Pois eles nos preparam para a vida.

Nosso povo alagoano
Tem muita decisão
Para vencer na vida
Tem que ter a educação

Minha escola é ótima
Na educação, várias
Tentaram ser como ela
Mais não tiveram bênçãos

Um bom aluno que estuda
Nunca viverá na dor
Só colherá rosas alegria
Esperança e muito amor.

A aluna Thamires Alexsandra, da turma 9ºB escreveu esses versos:

A minha escola querida
Que sempre estará viva
Que nunca fique ao esquecimento
E sim ao deslumbramento

Pois ela é importantíssima
Para a nossa vida
Com ela aprendemos coisas
Para o resto de nossas vidas

Aprendemos com ela
Com muita dedicação
Para quem é um ótimo aluno
Todos professores guardam no coração

Pra quem não é
É importante se dedicar
Pois como o nosso conhecimento
É importante com ele sempre está.

Estudar alunos
Para aprender tudo
A cada coisa que estudam
Sempre lembrar tudo

Outra coisa importante
É saber ler e a escrever
Pois como isso aluno
É interessante apresender

E que não esqueçam
Dos professores queridos
Ensinando com dedicação
Para a nossa educação.

O segredo da vida
Estar na se educação escolar
Par que sejamos pessoas de bem
É preciso estudar

Tudo que estudamos
É fundamental experimentar
A cada fase da vida
Não podemos desperdiçar

Vai escola querida
Vai buscar alunos
Que saibam valorizar
A melhor coisa da vida é estudar.

A aluna Priscila Lima, do 9ºB, assim se expressou:

Vamos lá meu amigo
nãopare de estudar
você vai ter um futuro melhor
e nãoter o que se preocupar

veja a escola
um lugar maravilhoso
deixe de preguiça
e não seja preguiçoso

Vá à escola
sem preocupação
seja um bom aluno
e preste atenção.

A aluna Isabela da Silva Santos, do 9ºB também mandou ver:

Na minha escola há cidadania
mais para isso permanecer lá
temos que ter uma grande harmonia
dentro da minha escolinha

a minha escola tem nação
e por que a sua não tem?
porque nós não temos uma boa condução
será que é isso ou não.

Resumindo minha escola
tem uma canção
que foi feita com
bastante oração.

A aluna Mariana Gomes, do 9ºB também sapecou:

Olhem meus colegas
prestem muita atenção
para deixar nossa escola limpa
não jogue lixo no chão

escutem meus amigos
escutem com atenlão
para passar de ano
temos que aprender a ser cidadão

quando terminar o ano
eu vou sentir muita saudade
de todos aqueles
que eu fiz amizade

A escola está muito velha
por isso que está reformando
para a escola ficar bonita
temos sempre que está observando

Quando venho pra escola
presto muita atenção
olho sempre para os carros
com muita dedicação

Na escola tenho liberdade
na escolha tenho igualdade
para valer os dois
temos que ter solidariedade

Na escola que eu estudo
temos que ter solidariedade
para sermos bem educados
precisamos ter amizade

A escola que eu estudo
está em construção
para termos um bom futuro
temos que ir com inspiração

Olhem minha gente
cudiado com seu futuro
para nós estudarmos
termos que ir com tudo.

A aluna Vanessa Guimarçaes, do 8ºB:

Olhe meus colegas
No que vou lhe falar
Para ser alguém na vida
Tem que estudar.

Olhe aqui alunos
Prestem muita atenção
Para vencer na vida
Estudem com dedicação

Caro amigo não brinque nesse ano
Pois no final vai se arrepender
E depois vai chorar pra valer
E no final não vai aprender

Caro aluno
Irei te aconselhar
Depois dos estudos
Você irá trabalhar

Caro aluno vamos cuidar da escola
Pois ela é bela
E se não cuidar
Ficaremos sem ela.

A escola é a
Nossa segunda casa
Iremos cuidar dela
Pra que fique bela.

A aluna Anny Gabrielle da Silva, escreveu:

Escola palavra da hora
Tudo na vida é escola
Nos ensina a crescer e aos
Poucos ensina agora.

O aluno Victor Borges, da turma 9ºB, trouxe:

Minha escola é muito bonita
Com ela limpa eu fico muito mais
Os alunos gostam dela
Com a gente ela fica demais

Nos gostamos dos professores
E os professores gostam da gente
A gente ama os livros
E os livros da gente

Livro da minha vida
Livro tu és minha paixão
Livro tens meu refugio
Do meu coração

Escola querida
Escola do meu coração
Escola da minha vida
Escola do meu mundão

Escola tu és tudo
Na minha vida
Escola tu és o caminho
Da minha vida

A aluna Maria José, da turma 8ºB. diz:

Alunos que estuda
Que presta muito atenção
É inteligente
E tem muita educação.

Por fim, os alunos Italo, Arslan, Ernande, Otaviano, Mário, Róbson, Marcio e Douglas, escreveram o cordel:

CIDADANIA

Essa história começa
Falando de um cidadão
Um cabra da peste
Chamado Sebastião

Esse homem cujo nome
Chamado Sebastião
Morava lá nas bandas
Muito quente do sertão

Vivia até então com
Sua família
Mas um dia tentou sair de lá
Com suas economias

Chegando na cidade
Sebastião não sabia
Que viveria a receber preconceitos
Pelo modo que vivia

Sebastião não arrumava trabalho
Por causa do seu baixo estudo
Então de pouco em pouco
Começou a perder tudo

Ao passando tempo
Tava acabando as economias
Ele logo percebeu e
Lhe bateu uma grande agonia

De tão agoniado
Entrou no mundo errado
Começou vender drogas
E terminou engaiolado

Ao ver o sol nascer quadrado
Ele ficou arrependido
Os policiais lhe chamaram de ladrão
E também de bandido

Ele cumpriu suas obrigações
E terminou sendo solto
Voltou para sua casa
E recomeçou tudo de novo

Arrependido do passado
Foi atrás da cidadania
E fez tudo direito
Como todos queriam

Chegando ao sertão
Ele queria estudar
Ficou emocionado
Um emprego arrumar

Ele fez o seu título
Se tornasse um cidadão
Ele se elegeu vereador
Do seu grande sertão

No seu grande sertão
Ele foi eleito
Conhecia muita gente
E queria ser prefeito

Ele era honesto
No seu pequeno município
Trabalhava para os pobres
E também para os ricos

Depois ficou no cargo
De governador do estado
Ele era um homem esperto
E também muito educado

Essa história falou
De um humilde cidadão
Que venceu os preconceitos
E a humilhação

Tentou mudar de cidade
Mas sem estudo
Começou de pouco em pouco
A perder tudo

Entrou na marginalidade
E se ferrou
E atrás das grades
Foi onde ele parou

Ele tentou mudar
E conseguiu
Tomou vergonha na cara
E desse mundo saiu

Nem todos que tentaram
Ser cidadão conseguiram
Mas todos que conseguiram
Ser cidadão tentaram
Como Sebastião.


Por causa desses resultados com os alunos, a professor Marcia Machado e a diretora Maria Aparecida Lima Barros, me convidaram para neste sábado, dia 7 de março, a partir das 14 horas, faça uma palestra acerca do tema “Literatura de Cordel: vamos aprumar a conversa & tataritaritatá!!”, no pátio da escola, para os alunos do educandário. SERVIÇO: Palestra de Luiz Alberto Machado – “Literatura de Cordel: vamos aprumar a conversa & tataritaritatá”. Dia 7 de março, sábado, a partir das 14 horas, no pátio da Escola Estadual Professor Rosalvo Lobo, no bairro da Jatiúca, em Maceió-AL, ocasião onde serão efetuadas exposições de cordéis e apresentação do folheto de cordel, Tataritaritatá.

Veja mais Literatura de Cordel aqui.




Veja mais sobre:
A manhã de Madalena na Manguaba, Jorge de Lima, Nando Cordel, Em busca de vida, Psicologia & Contação de histórias aqui.

E mais:
Violência contra crianças e adolescentes, Ralf Waldo Emerson, Antônio Carlos Secchin, Rodolfo Mederos, Izaías Almada, Andrew Niccol, Orlando Teruz, Rita Levi-Montalcini & Madame Bovary aqui.
ENEM & Os segundos de sabedoria aqui.
Literatura de Cordel: A mulher de antigamente e a mulher de hoje em dia, de Manoel Monteiro aqui.
O Direito como sistema autopoiético aqui.
A Terra, Saint-Martin, Salvador Espriu, Ettore Scola, Lidia Bazarian, Antonio Bivar,Xue Yanqun, Teles Júnior, Adriana Russo, Direitos fundamentais & garantias constitucionais aqui.
Big Shit Bôbras, Indignação, Calígula, Ísis Nefelibata & Tabela de Graduação do Machochô aqui.
Cooperativismo e reforma agrária aqui.
Big Shit Bôbras, Provébio Chinês, Liderança essencial, A qualidade na escola, Johann Nepomuk Geiger & a  Oração das mulheres resolvidas aqui.
As musas Tataritaritatá aqui.
Educação sexual & Gravidez na adolescência aqui.
Direito à Saúde aqui.
Palestras: Psicologia, Direito & Educação aqui.
Livros Infantis do Nitolino aqui.



CANTARAU: VAMOS APRUMAR A CONVERSA
Recital Musical Tataritaritatá
Veja aqui.



VARGAS LLOSA, RANCIÈRE, BADIOU, WAGNER TISO, QUINET, BRUNO TOLENTINO, FRANCINE VAYSSE, FRESNAYE, NÁ OZZETTI & JOAQUIM NABUCO

A BARATA & O MONSTRO - Imagem: The Architect (1913), do pintor cubista francês Roger de la Fresnaye (1885-1925). - A noite e a solid...