sábado, setembro 16, 2006

DJAVAN, HERMETO, JORGE DE LIMA, IBYS MACEIOH, ARRIETE VILELA & PEDRO CABRAL!!!

 
 Curtindo a música Aqui, Alagoas (Íbys Maceioh & Silvio Marcio). Veja mais aqui e aqui.




LÃS AO VENTO – No livro Lãs ao vento (Gryphus, 2005), da premiadíssima escritora e professora Arriete Vilela, destaco o trecho: Fulozinha é uma mulher bem magrinha, tão leve como um fanfã, um algodão-do-brejo. Tem jeito de menina-moça. Pisa e ninguém ouve. Mas o assobio dela se ouve a léguas e léguas. É um assovio que vai atravessando tudo, mata, pedra, vento, rio, até chegar ao ouvido da criança que ela quer atrair. Fulozinha não gosta de barulheira, de algazarra, por isso brinca com uma criança de cada vez. Só gosta de brincar à beira do rio, em noites de lua cheia. Veja mais aqui, aqui e aqui.


Ô Maceió, é treis mulé, prum homi só
Cantando com Djavan. Veja mais aqui, aqui, aqui e aqui.
 


DA FUNDAÇÃO DA ILHA – No livro Invenção de Orfeu (Record, 2005), do médico, escritor, tradutor e pintor Jorge de Lima (1893-1953), destaco o soneto IX – Fundação da ilha: Há uma coisa parindo, ninguém sabe / em que leito, em que chuvas, em que mês. / Coisas aparecidas. Céus morados. / As presenças destilam. Chamam de onde? / Em que útero fundo este ovo cabe, / no regaço alcançado em que te vês? / A porta aberta, os vales saturados, / e um gemido bivalve que se esconde. / Fios para as aranhas orvalhadas. / Rosa florindo pelos. Graves molhos / mugidos sob as órbitas de cem olhos. / Há apelos nas pelejas procuradas / na multiplicidade de cem olhos / refletidos na espera. Choram dois. Veja mais aqui, aqui e aqui.


Curtindo o álbum Cérebro magnético (Warner Music, 1980), de Hermeto Pascoal. Veja mais aqui, aqui, aqui e aqui.



Veja mais O culto da Rosa, Heráclito de Êfeso, Dermeval Saviani, As mil e uma noites, Ezra Pound, Vittorio Alfrieri, Washington Maguetas, José Antônio Rezende de Almeida Prado, Gilian Armstrong, Cate Blanchett & Myrna Araújo aqui.

E também mais Egberto Gismonti & Naná Vasconcelos, Débora Arango, Martin Luther King Jr, Maria Lenk, Marie Duplessis & A dama das Camélias aqui.
 

ACONTECÊNCIAS ALAGOANAS - O deputado estadual e candidato a re-eleição pelo PFL de Alagoas, Gilberto Gonçalves, esteve realizando na tarde da última quinta-feira mais um comício com o seu carro-de-som na comunidade do bairro de Jacintinho, na cidade de Maceió, Estado de Alagoas. Inesperadamente o deputado invadiu a Escola Estadual Professora Miran Marroquim agredindo os professores e alunos, fato que causou revolta e repúdio por parte da comunidade. É conveniente observar que a eleitoral vigente, Lei nº 11.300, de 10 de maio de 2006, chamada de "minirreforma eleitoral" que o uso de carros de som é permitido das 8h às 24h, assim como os comícios. No entanto, em conformidade com o Art. 6º da Resolução TSE nº 22.261/06 são vedadas por lei as propagandas que perturbem o sossego público, com algazarra ou abuso de instrumentos sonoros ou sinais acústicos. Está expresso inciso II do Art. 8º, da Res. TSE nº 22.261/06 que "O partido político poderá, até o dia anterior às eleições, fazer funcionar, das 8h às 22h, alto-falantes ou amplificadores de voz, nos locais permitidos, assim como em veículos seus ou à sua disposição, sem ofender a legislação comum". Já o § 1º do Art. 8º da Res. TSE nº 22.261/06 e o § 3º, incisos I a III, do Art. 39, da Lei nº 9.504/97, expressa que: "São vedadas a instalação e o uso de alto-falantes, ou amplificadores de som, em distância inferior a duzentos metros das sedes dos Poderes Executivo e Legislativo da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, das sedes dos Tribunais Judiciais, e dos quartéis e outros estabelecimentos militares; dos hospitais e casas de saúde; das escolas, bibliotecas públicas, igrejas e teatros, quando em funcionamento". Isto quer dizer que as regras de propaganda eleitoral, que determinam a vedação de instalação e uso de alto-falantes ou amplificadores de som em distância inferior a 200 m das sedes dos poderes Executivo e Legislativo da União, dos estados e dos municípios. A regra também é aplicada a sedes de órgãos judiciais, de quartéis e de outros estabelecimentos militares; de hospitais, escolas, bibliotecas públicas, igrejas e teatros, quando em funcionamento. Se quiser maiores detalhes da revolta e repúdio da comunidade do Jacintinho, em Maceió, acesse o Cantinho do Tom: http://aeff_tom.blog.uol.com.br/. E vamos aprumar a conversa & tataritaritatá!!!! PS: não deixe de conferir o  FECAMEPA aqui.



A arte de Pedro Cabral. Veja mais aqui.



CRÔNICA DE AMOR POR ELA
 Veja aqui e aqui.



CANTARAU: VAMOS APRUMAR A CONVERSA
Recital Musical Tataritaritatá
Veja aqui.


HERMILO, JESSIE BOUCHERETT, LUIZ BERTO, PINTANDO NA PRAÇA & SERRA DO QUATI – CAPOEIRAS

SERRA DO QUATI, CAPOEIRAS - Imagem: Serra do Quati/Capoeiras/Raimundo Lourenço. - Nasci na beira do Una, andejo do dia singrando na vida. ...