domingo, janeiro 01, 2012

PESSOA, DRUMMOND, QUINTANA & VAMOS APRUMAR A CONVERSA!


VAMOS APRUMAR A CONVERSA & TATARITARITATÁ -Arte: Josemar Brito. - O ano bateu as botas, foi pro saco. Dele apenas restou a lembrança de realizações e fracassos, alegrias e tristezas, lições para aprendizagens que redundaram em projetos vindouros. Resiliência em dia. Não tenho do que reclamar, mesmo estando cônscio de que minha vida foi construída até hoje somente de fracassos. Contudo encaro isso positivamente. Afinal, quem sabe, um dia eu acerto, hem? Para perna-de-pau só resta torcer. É o que faço comigo mesmo: torço e, ainda por cima, tento. Um dia, por uma cagada da sorte, sabe lá, a minha ousadia vire algo diferente de coprólitos ou flatulências despropositais. Vou seguindo tão inútil quanto sempre. Mesmo assim, devo reconhecer que  foi um ano de realizações. Pude comemorar os 5 anos deste blog com a distribuição de um zine comemorativo. Virou festa com mais de 4.250 acessos de chapa. Oh gente generosa esse meu povo. Obrigado. Depois, a folia Tataritaritatá deu na maior frevada que culminou com a entrevista ao vivo por telefone que concedi ao Mestre JK, da Rádio Kalapalo, do Japão. Graças à intervenção da cantoramiga Ju Mota. Tudo isso por causa da minha música “Desejo” gravada por Sônia Mello e devidamente ilustrada com o clipe da memorável Derinha Rocha. A partir disso deu-se o desenvolvimento do Projeto Arte Cidadã, iniciado com o Projeto Escola de Arte Cidadã que possibilitou a apresentação da minha recreação Nitolino no Reino Encantado de Todas as Coisas em diversas escolas nos meses seguintes. Vem, então, a campanha Todo dia é dia da mulher, iniciada no dia 08 e encerrada no dia 30 de abril dos últimos anos, quando foram realizadas diversas entrevistas com a maior diversidade de mulheres de todas as classes sociais. Pude fazer a temporada do espetáculo infantil Nitolino no Reino Encantado Linda Mascarenhas, no Espaço Cultural Linda Mascarenhas, em Maceió, com o apoio do Instituto Zumbi dos Palmares (IZP). Nesse período concedi mais uma entrevista para a jornalista Fabíola Aguiar, no programa Feito Pra Você, da TV Pajuçara, de Maceió. Também o meu show poético-musical Tataritaritatá acompanhado pela banda Cianônima Ilimitada, no Projeto Palco Aberto, no Espaço Cultural Linda Mascarenhas, promovido pela Boibumbarte. Nessa ocasião concedi entrevistas o programa Bom Dia, Alagoas, da TV Gazeta de Alagoas, pro jornalista Miguel Torres da Rádio Jovem Pan, pra Rádio Difusora de Alagoas, pra Educativa FM, entre outras, em especial para a jornalista Gal Monteiro, no programa Vida de Artista, da TVE-AL. Participei com minha apresentação na Festa O Clima Bom de Jorge Calheiros – Codéis e outros encantos, promoção da Articulação Pela Cultura Popular e Afro-Alagoana, na praça do terminal de ônibus do conjunto Osman Loureiro, no Tabuleiro dos Martins, Maceió. Atendi o convite da poeta Simone Moura Mendes, participei da IX Edição do Projeto Justiça à Poesia, ao lado do ator Chico de Assis e da cantora Wilma Araujo, no hal da III Vara do Trabalho – TRT, em Maceió. Comemorei os 5 anos do meu blog Pesquisa & Cia, possibilitando maior intercâmbio com o universo acadêmico. Apresentei a minha recreação infantil do Nitolino, na programação da II Feira Literária de Marechal Deodoro (II Flimar), atendendo convite do escritor e secretário de cultura, Carlito Lima. Na ocasião pude estreitar amizade com o conterrâneo jornalista e escritor Mauricio Melo Junior da TV Senado, a poeta Mirtes Waleska Sulpino, entre outras. Comemorei os 5 anos do meu blog Brincarte, quando aconteceu o lançamento dos meus livros infantis “Nitolino no Reino Encantado de Todas as Coisas” e da segunda edição de “O lobisomem zonzo”, com apresentação do espetáculo Nitolino no Reino Encantado de Todas as Coisas, no Espaço Cultural Linda Mascarenhas, com apoio do Instituto Zumbi dos Palmares (IZP). Apresentei a minha poesia ao lado da música de Fátima Maia dentro do Projeto Palavra Mínima, promovido pela Cooperativa da Música de Alagoas (Comusa) e Instituto Zumbi dos Palmares (IZP). Uma experiência marcante dividir o palco com uma grande artista. Em seguida, participei das atividades da V Bienal Internacional do Livro de Alagoas, com a minha palestra “Brincar para aprender”, apresentações do Nitolino no estande da Secretaria de Cultura – Biblioteca Pública do Estado e performances poéticas e musicais nos estandes do Portal do Poeta Brasileiro e Fundação Municipal de Ação Cultural, além de manter contatos e intercâmbios com o poeta e imortal Lêdo Ivo, o escritor Celso Sisto, a professora Maria Teresa Pereira, entre outros. Dei início com a minha participação o Momento LAM – Crônica de amor por ela, no programa Domingo Romântico, comandado pela poeta e radialista Meimei Correa, na emissora Rádio Cidade de Campos Gerais, em Minas Gerais. Apresentei a minha música com a banda Cianônima Ilimitada, ao lado da poesia de Fátima Maia, dentro do Projeto Palavra Mínima, promovido pela Cooperativa da Música de Alagoas (Comusa) e Instituto Zumbi dos Palmares (IZP). Estava consolidada a dobradinha da nossa poesia e música. Participei com o Tataritaritatá no Sopa de Letrinhas – O Sarau do Caiubi, no Bagaça Botequim & Petiscaria, em São Paulo. O evento contou com a participação do músico e compositor Tavito, da artista Airô Barros, da poeta e radialista Meimei Correa, da poeta e editora Aline Romariz, do músico e compositor Teco Seades, entre outros, comandado pelo poeta e performer Vlado Lima. Por fim, fechei o ano com quse 400 mil acessos no meu perfil do YouTube e quase 16 mil mails de felicitações pelas metas alcançadas. Reitero, oh povo generoso esses meus amigos e amigas. Obrigado, todas as marcas e conquistas devo a cada um de vocês que prestigiam meu trabalho. Por tudo isso,  foi um ano promissor. E só me resta manifestar meu gesto de gratidão paratodos: eis o meu muito obrigado. Feliz Ano Novo paratodos! Veja mais no BlogAgenda


ANO NOVO

Ficção de que começa alguma coisa!
Nada começa: tudo continua.
Na fluida e incerta essência misteriosa
Da vida, flui em sombra a água nua.
Curvas do rio escondem só o movimento.
O mesmo rio flui onde se vê.
Começar só começa em pensamento.
Poema do poeta e filósofo português Fernando Pessoa (1888-1935). Veja mais aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui e aqui.

RECEITA DE ANO NOVO

Para você ganhar belíssimo Ano Novo
cor do arco-íris, ou da cor da sua paz,
Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido
(mal vivido talvez ou sem sentido)
para você ganhar um ano
não apenas pintado de novo, remendado às carreiras,
mas novo nas sementinhas do vir-a-ser;
novo até no coração das coisas menos percebidas
(a começar pelo seu interior)
novo, espontâneo, que de tão perfeito nem se nota,
mas com ele se come, se passeia,
se ama, se compreende, se trabalha,
você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita,
não precisa expedir nem receber mensagens
(planta recebe mensagens?
passa telegramas?)
Não precisa fazer lista de boas intenções para arquivá-las na gaveta.
Não precisa chorar arrependido pelas besteiras consumadas
nem parvamente acreditar que por decreto de esperança
a partir de janeiro as coisas mudem e seja tudo claridade, recompensa,
justiça entre os homens e as nações,liberdade com cheiro e gosto de pão matinal,
direitos respeitados, começando pelo direito augusto de viver.
Para ganhar um Ano Novo que mereça este nome,
você, meu caro, tem de merecê-lo, tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil,
mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo cochila e espera desde sempre.
Poema do poeta, contista e cronista Carlos Drummond de Andrade (1902-1987). Veja mais aqui, aqui, aqui, aqui e aqui.

ANO NOVO

Lá bem no alto do décimo segundo andar do ano
Vive uma louca chamada Esperança
E ela pensa que quando todas buzinas
Todos os tambores
Todos os reco-recos tocarem:
– Ó delicioso vôo!
Ela será encontrada miraculosamente incólume na calçada – outra vez criança
E em torno dela indagará o povo:
– Como é o teu nome, meninazinha dos olhos verdes?
E ela lhes dirá
( É preciso dizer-lhes tudo de novo )
Ela lhes dirá bem alto, para que não se esqueçam:
 O meu nome é ES – PE – RAN – ÇA
Poema do poeta, tradutor e jornalista Mário Quintana (1906-1994). Veja mais aqui, aqui, aqui, aqui e aqui.


Veja mais sobre:
A concorrência da palhaçada, Clarice Lispector, Emily Dickinson, Elisabeth Schwarzkopf, Lucrécio, Laila Marrakchi, Peter Fendi, Paul Paede & a comédia latina aqui.

E mais:
Molhadice do desejo na prévia do prazer aqui.
Abuso sexual aqui.
Traquinagens amantes & Cantarau de amor por ela aqui.
Sombras de Goya & os poderosos de hoje aqui.
A educação no Brasil aqui.
Karen Horney, Françoise Dolto, Mário Sérgio Cortela, Sexualidade & Ditado Chinês aqui.
A Administração Pública aqui.
As Fases Educacionais, Palavra Mínima & Fátima Maia aqui.
Gestão Pública aqui.
Três poemas à flor da pele & Sopa de Letrinhas do Caiubi aqui.
Hedonismo, Tavito & a festa do Sopa de Letrinhas do Caiubi aqui.
Todo dia é dia da mulher aqui.
Fecamepa aqui e aqui.
Palestras: Psicologia, Direito & Educação aqui.
Livros Infantis do Nitolino aqui.
&
Agenda de Eventos aqui.

CRÔNICA DE AMOR POR ELA
 Veja aqui e aqui.

CANTARAU: VAMOS APRUMAR A CONVERSA
Paz na Terra: 
 Recital Musical Tataritaritatá - Fanpage.
Veja  aqui e aqui.


 



DRUMMOND, RIMBAUD, LEMINSKI, MARITAIN, GILVAN LEMOS, JACOB DHEIN, GENÉSIO CAVALCANTI, CARIJÓ & SÃO BENTO DO UNA

CARIJÓ, SÃO BENTO DO UNA – Imagem: Céu de São Bento do Una , de Renatinha @Renatalcaet – Carijó, meu amigo, minhas mãos limpas e esta mis...