sexta-feira, fevereiro 10, 2017

O MILAGRE DO AMOR NA FESTA DO DIA E DA NOITE

O MILAGRE DO AMOR NA FESTA DO DIA E DA NOITE - Imagem: foto da poeta, artista visual e blogueira Luciah Lopez.- Toda sexta feira sou rendido pela atração do amor e sei é ela que vem como extraordinária dádiva à beira dos cursos d’águas, recém-saída da Gruta das Encantadas com sua nudez mirífica e a quem me socorro nas minhas noites insones, meus dias sem paradeiro, como quem nela busca do talismã sagrado, e surpreso sou nas extensões de seu corpo ardente e vivo com seus zis encantos cheirosos pela floração flavescente de sua melíflua pele caatiú e que acendem os clarões do dia e iluminam na escuridão da noite o propício da Lua do Guaraqueçaba à foz do Iguaçu, por onde vou tal Guairacá – lobo dos campos e das águas -, batedor de mato entre guapiruvus frondosas, garuvas que servem canoas pra nela navegar, varador que voo apalpando suas carnes generosas e seus seios mansos carinhosos que me retém com zelo em seus poderes encantados e dádivas ferventes que eclodem de seus flancos como urucuranas floridas, timbuvas, copiúvas, sassafrás, e a floração da relva e de um mundo ramalhante pra reinação da Curupira e ninhos pra todo tipo de pássaros, borboletas, abelhas, frutas silvestres que sorvo da palma da sua mão e me leva às suas faces afogueadas, aprumando meu rumo pelos chapadões, serras e grotões, charcos e águas caudalosas até a morada dos peixes e das divindades do mar que beija cantando a poesia do céu, navegadora garbosa, faroleiro da vida, que me guia por Tupã entre as saliências do seu torso de todas as oblatas e galardões e a me sacar por seu dorso e ancas ziguezagueantes pra minha montaria de caçador e ela se mostra cunhatã lindamente maravilhosa como sedutora divindade por quantas e tantas Luas argênteas, peito arfante e sequioso porque não sei maldade no coração, a contar os segredos das coisas inexplicáveis, a me fazer uma sombra do maior regalo aos frescores e sonhos de ventura pelo aguaceiro de sua fonte na canícula de suas entranhas e me batiza de seu e pra sempre no amor, oh Freyaravi. © Luiz Alberto Machado. Veja mais aqui.

Curtindo o álbum (2cds) da ópera Salomé (Chandos, 1999), do compositor e maestro alemão Richard Strauss (1864-1949), na interpretação da soprano dinamarquesa Inga Nielsen & Radio Symphony Orchestra, regência de Michael Schonwandt, ópera em um único ato e baseada na peça teatral homônima do escritor e dramaturgo britânico Oscar Wilde (1854-1900).

Veja mais sobre:
O teatro e a poesia de Bertolt Brecht aqui.

E mais:
Bacalhau do Batata aqui.
Padre Bidião, o retiro & o séquito das vestais aqui.
Quarta-feira do Trâmite da Solidão aqui.
Mais que nunca é preciso cantar aqui.
Bertolt Brecht, Boris Pasternak, Vanessa da Mata, Bigas Luna, Francesco Hayez, Penélope Cruz & Abigail de Souza aqui.
Clarice Lispector, Luis Buñuel, Björk, Yedda Gaspar Borges, Brunilda, Vicente do Rego Monteiro, Téa Leoni, Doro & Absurdo aqui.
O amor é o reino da surpresa aqui.
O príncipe de Maquiavel aqui.
Personalidade, Psicopatologia & Anexim do Umbigocentrismo, um ditado impopular aqui.
A entrega total do amor aqui.
Psicologia da Personalidade aqui.
Psicanálise aqui.
Poetas do Brasil aqui, aqui e aqui.
Todo dia é dia da mulher aqui.
A croniqueta de antemão aqui.
Fecamepa aqui e aqui.
Palestras: Psicologia, Direito & Educação aqui.
Livros Infantis do Nitolino aqui.
&
Agenda de Eventos aqui.

DESTAQUE: VIOLANTE PLÁCIDO
A lindíssima atriz e cantora italiana Violante Placido tem desfilado sua exuberante beleza em filmes como The American (2010), Moana (2009), Soul Mate (2002), Ciao America (2002), Another Life (2004) e Ghost Rider: Spirit of Vengeance (2012), entre outros. Nada mais meritório que esta homenagem destacando não só sua formosura, como o seu talento de atriz e de cantora que lançou, em 2006, sob o nome de Viola, o seu cd Do not Be Shy...

CRÔNICA DE AMOR POR ELA
Eu quero ser a flor que perfuma
o seu dia__________quero ser a lágrima furtiva
a morrer e viver em seus lábios
a tortura desse amor
que constrói poemas desconstruindo a dor.
Quero ser a página tímida
desse livro
que suas mãos acariciam
e seus olhos sedentos despem
revelando a nudez da poesia
que te excita a novos poemas.
Ah, eu quero ser a noite
e as estrelas perdidas e encontradas
neste azulescente céu das suas doces promessas
e a esperança do luar
como um último beijo na boca da noite
antecipando os sonhos ________________que os seus olhos
desenham na parede branca
((que oscila feito superfície de um lago...))
Mas o tempo é semelhante em toda parte
e reparte o universo de cada verso
em contraste – desgasta a transparência
do olhar que te resenha ________adoradamente te resenha!
Caem as estrelas...
...e eu quero ficar no seu coração
quero o meu destino a confundir-se com o seu
no vitral do lago que a lua resplandece
e a sinfonia
dos loucos expande
porque sou mulher e te amo.
Sou mulher e te amo, poema/imagens da poeta, artista visual e blogueira Luciah Lopez.
Veja Fanpage aqui e mais aqui e aqui.

CANTARAU: VAMOS APRUMAR A CONVERSA
Paz na Terra:
Recital Musical Tataritaritatá - Fanpage.
Veja os vídeos aqui & mais aqui e aqui.


ÍTALO CALVINO, WILLIAM BLAKE, WORDSWORTH, SUZANA ALBORNOZ, SOLIDARIEDADE & LIBRAS NA EDUCAÇÃO INCLUSIVA

A QUEM INTERESSAR POSSA – Aprendi a ver na escuridão, a luz restava dentro de mim como um minúsculo pavio aceso, mostrando o fim do túnel ...