quarta-feira, junho 29, 2016

MACHETES DO DIA & OUTRAS SACADAS TATARITARITATÁ!


 MANCHETES DO DIA: ATACA O NOTICIÁRIO MATINAL – No pavilhão de dona Zefinha, dos alvoroços da segunda aos puxencolhes de sexta e sábado, o rádio estridulava gasguito o noticiáio entre o zoadeiro dos pedidos, pigarros, tossidas, risadas, seis horas, um estralado com meiota! Fungado, espremida. Avião cai no Atlântico com 300 passageiros! Vixe! Fodeu! Eita, gota! Quantos? Assim num tem coragem que dê ir de avião pronde for, hem? Escarro, cuspida. Dois queijos e um misto com pingado. Presidente corrupto diz que vai moralizar Administração Pública! Eita, raposa faz festa no galinheiro! Essa é boa, tem que pagar pra ver! Seis e quarenta e cinco. Baticum no balcão, coceira, impado. Ô, seu menino, o que foi mesmo que o locutor disse? Hômi, eu ouvi, mas não prestei atenção. Ah, tá! Dois brotes e um caldo de cana. Bandidos invadem igreja e assaltam padre e fiéis! Nem as igrejas!?! Isso é a moléstia do cachorro da bôba torrero! Um mata-fome com groselha. Ah, besteira, tem dois atacando de moto a torto e a direito, assaltando tudo. Sacolejo, amolegado. Terror mata 36 em Istambul! Os caras nesse lugar aí gostam de brincar de matar gente, né não? Se eu tivesse lá acabava esse bafafá em dois tempos! E o que tu ias fazer, ineivado? Ôxe, baixava a lei do desarmamento, ora, queria era ver neguinho andar armado pra fazer guerra. Destá, ia era ser outra guerra em cima, bestão! Ah! Aperto de mãos, intrigas. Como se aqui não tivesse isso! Lá foram mais de 30 mortos e 150 feridos, aqui são dez vezes isso de morte e a gente nem dá conta disso! É morte matada, morrida, no trânsito, de rixa, de cruzeta, de tráfico, de tudo. Do jeito que vai a gente num chega fim do ano! Fraude descoberta por operação policial! Rapaz, me diga cá uma coisa: será que depois desse Lava-Jato vai sobrar alguém pra governar o Brasil? Do jeito que vai não sobra presidente, ministro, juiz, doutor algum pra tocar esse país pra frente. É uma roubalheira disgramada, desviam dinheiro de tudo, da educação, da saúde, da segurança, todo mundo é ladrão, só sendo. Crise abala situação da economia! Isso é uma carestia da bixiga lixa! Sete e quinze. Oxe, o peixe aumenta na páscoa, o comércio reajusta os preços pra promoção no dia das mães, automóveis com financiamento a perder de vista, descontos especiais pro dia dos pais, dólar aumenta e os juros sobem nas compras, a folia come no centro no carnaval, bolsas caem em todo mundo, viva São João! Países abandonam a União Europeia – eita, porra! Chuta que é macumba! Num brinca. Encontrado corpo carbonizado, decapitado e irreconhecível! No papo. Goiabada com queijo e suco de laranja. É natal. Congresso resolve cassar mandato de remanescente da ditadura. Feliz ano novo! Mulher é espancada na porta da delegacia. Sete e trinta. Ô menino, aumenta a difusora aí que agora é hora do futebol! Ah, agora o negócio é sério! Num oferecimento da funerária Esperança do Futuro e papel higiênico Cu Feliz, a sua resenha esportiva! E terê teitei. Ô meu, vamos aprumar conversa & tataritaritatá! © Luiz Alberto Machado. Direitos reservados. Veja mais a respeito aqui, aqui e aqui.

 Imagem: a arte do pintor russo Nicolai Fechin (1881-1955).


Curtindo o álbum Rizoma (Blue Note/ArtistShare, 2014), do pianista de jazz e compositor de trilhas sonoras cinematográficas cubano Fabian Almazan.

PESQUISA
[...] a história da linguística é feita, por um lado, de polêmicas sobre pontos reputados essenciais (consonantismo, por exemplo), sobre problemas de validade (fatalidade das leis fonéticas), por outro lado, porém da sucessão de modelos de simulação. [...], trecho da obra Filosofia da Linguagem (Almedina, 1975), de J. Sumpf, G, Granger, J. Bouveresse e J, Gauvin, qye trata acerca da linguagem e sua filosofia, a linguagem ordinária, a língua e sistemas formais, o discurso da filosofia sistemática, experiências de leituras, investigações de estrutura, entre outros temas. Veja mais aqui e aqui.

LEITURA 
[...] Sei bem que não posso expressar, com clareza e lógica, a emoção que me causa este verso: pensa na chuva, caindo sobre os sítios hipotecados. Recitando este único verso, que enceguece com sua própria cintilação, despeço-me seguro apenas de que transmiti humildemente o sinal da beleza misteriosa da poesia.
Trecho final da conferência Multiplicidade de Lêdo Ivo, inserida na obra Vinte vezes Cassiano (Thesaurus, 1997), reunindo o trabalho do escritor, critico literário, conferencista e jornalista Cassiano Nunes (1921-2007), da coleção Elysio de Carvalho, organizada pelo jornalista e escritor Maurício Melo Júnior.

PENSAMENTO DO DIA: ESTÓRIA DE BREVES
Um homem que viajava pelos sertões, pediu agasalho em uma casa, já muito noite; e como lho negassem por motivo de estar a dona da casa em grave perigo sem poder dar à luz havia uatro dias, disso o magano, que ele sabia de certas palavras mágicas, que escritas e postas ao pescoço da parturiente, eram um remédio infalível; mas só faria isso, se lhe dessem rancho por aquela noite. foi logo acolhido: escreveu as misteriosas palavras em um papel, recomendando que nunca o abrissem, sob pena de perder-se toda a virtude miraculosa, e para isso coseu o embrulho em muitos panos. Posto ao pescoço da mulher, não passou meia hora, que não desse à luz com grande felicidade, e com pasmo de toda a família. Bem é de imaginar quão obsequiado fosse o sujeito por tal prodígio havia operado. Dai por diante andava o breve de casa em casa para iguais apertos, e tais maravilhas obrou que assentaram de o abrir, apesar da recomendação do viageiro, e viram, que as palavras, que tantos milagres faziam, eram estas: Tenha eu rancho e o meu cavalho, que para a burra não dá-me abalo.
Recolhido do livro Folclore pernambucano (Imprensa Nacional, 1908), do historiador, jornalista e advogado Francisco Augusto Pereira da Costa (1851-1923).

IMAGEM DO DIA 
 Performance das bailarinas em espetáculos da premiadíssima dançarina e coreógrafa austríaca Doris Uhlich no National Dance Center and the Austrian Cultural Forum.

Veja mais sobre a Arte de Furtar, Anton Tchékov, Píndaro, Dave Saint-Pierre, Horace Vernet, Stanley Clarke, Anaxímenes de Mileto, Walter Lang, Malcolm Liepke & Susan Hayward aqui.

CRÔNICA DE AMOR POR ELA
Imagem: Sutekina geisha, by Roberto Prusso.
Veja aqui e aqui.

CANTARAU: VAMOS APRUMAR A CONVERSA
Peace on Earth!
Recital Musical Tataritaritatá - Fanpage.
Veja aqui e aqui.



FANPAGE CANTARAU TATARITARITATÁ & OUTRAS DICAS GERAIS!!!

FANPAGE CANTARAU TATARITARITATÁ – Depois de espalhar em diversos espaços os meus textos, vídeos, livros, links, dicas e notícias, resolvi, então, juntar tudo num só lugar: Fanpage Cantarau Tataritaritatá! Abri essa página na rede social para diariamente sapecar por lá chamadas para este blog e para os demais que edito – sobretudo o Brincarte do Nitolino, o Pesquisa&Cia e o BlogAgenda -, bem como para os vídeos com minhas canções e poemas, sítios e portais, nos quais estão os meus trabalhos literários, musicais, teatrais e de pesquisa. Lá estarei todos os dias postando links dos diversos espaços que já publiquei e que publico minhas coisas, principalmente às concernentes ao Cantarau que começou com as atividades deste blog noutra plataforma em 2002, passando pra esta aqui em 2006 – nossa, parece que foi ontem, mas já se passaram 10 anos - e, depois, com a publicação do folheto de cordel Tataritaritatá, em 2008, edição do zine que circulou de 2006 até 2014, o show - tanto com a banda, como solo e trio pé-de-serra - desde 2010 e com alguns vídeos reunidos no meu canal do YouTube. Assim será possível ter uma visualização geral do meu trabalho musical e das parcerias que tive a graça de cometer com os amigos, como Santanna O Cantador, Ozi dos Palmares, Cikó Macedo, Mazinho – Jucimar Siqueira, Sonekka – Osmar Lazzarini e os que me deram a honra de gravar minhas músicas, como a cantora Sonia Mello, Ricardo Machado, Wilson Monteiro e os saudosos Félix Porfírio e Auri Viola. Então convido vocês a darem uma passeada por lá e vamos aprumar a conversa! © Luiz Alberto Machado. Direitos reservados. Veja mais a respeito aqui e aqui.


Imagem: a arte de Alex Mortensen.

 Curtindo o álbum Palavrão cantado (BED/Tratore, 2013), do cantor e compositor da cena underground paulistana, Carlos Careqa. Veja mais aqui.

PESQUISA
[...] Ao longo das páginas selecionadas que aqui se apresenta, ter-se-á oportunidade de verificar quando, como e porquê os homens de teatro ao questionarem-se sobre o que hoje parece meridianamente claro, foram contribuindo para a definição daquilo que poderíamos apelidar de autonomia do espetáculo teatral, expressão que não quer significar divórcio ou voltar costas aos demais campos estéticos que com o teatro mantiveram, ao longo dos tempos, uma estreita ligação. Trata-se apenas da verificação de que o devemos estudar como um universo próprio, autônomo, reflexo da vida coletiva mas, onde, ao contrário do que se passa nesta, o hábito faz o monge.
Trecho extraído do livro Estética teatral: antologia de textos (Moraes, 1980), organizado pelo professor catedrático da Universidade de Coimbra, José Oliveira Barata, no qual o autor realiza uma reflexão sobre teatro e literatura e apresentando trechos do teatro da antiguidade até a contemporaneidade. Veja mais aqui.

LEITURA 
[...] João Ninguém O coração como uma bomba de sangue vivo palpitando silencioso nos seus ouvidos [...].
Trecho do romance 1919 (Rocco, 1989), o segundo da trilogia USA, do escritor e pintor norte-americano descendente de imigrantes portugueses originários da Madeira, John dos Passos (1896-1970). Veja mais aqui.

PENSAMENTO DO DIA: POR QUE NOS INTERESSA TANTO A ARTE?
[...] Para vencermos as nossas fronteiras, para ultrapassarmos os nossos limites, para enchermos o nosso vazio – para nos realizarmos. Não é uma condição, mas um processo no decurso do qual o que em nós próprio, neste esforço para arrancar a máscara cotiana, o teatro, com sua percepção carnal, sempre me pareceu uma espécie de provocação. É capaz de se desafiar a si próprio, como ao público, violando os estereótipos da visão, do sentimento e do raciocínio – desafio tanto maior quanto é encarnada pela respiração, pelo corpo e por outros impulsos interiores do organismo humano. Este desafio do tabu, a sua transgressão, provoca o choque que arranca as máscaras e dá-nos a possibilidade de nuamente nos entregarmos a algo impossível de definir, mas que compreende Eros e Caritas. [...]
Trecho extraído do livro Para um teatro pobre (Forja, 1975), do diretor de teatro polaco e figura central do teatro experimental e de vanguarda, Jerzy Grotowski (1933-1999). Veja mais aqui, aqui e aqui.

IMAGEM DO DIA 
Cenas de espetáculos do dançarino e coreografo francês Xavier Le Roy.

Veja mais sobre O sermão do bom ladrão do Padre Antônio Vieira, Henriqueta Lisboa, Heitor Villa-Lobos, Ken Wilber, Ésquilo, Abbas Kiarostami, Peter Paul Rubens, Juliette Binoche, Alex Toth & Ekaterina Mortensen aqui.

CRÔNICA DE AMOR POR ELA
Imagem: arte do pintor e desenhista búlgaro Vesselin Vassilev.
Veja aqui e aqui.

CANTARAU: VAMOS APRUMAR A CONVERSA
Recital Musical Tataritaritatá - Fanpage.
Veja aqui e aqui.
 

terça-feira, junho 28, 2016

EDUCAÇÃO, PROFESSOR-ALUNO, GESTÃO ESCOLAR & NEUROEDUCAÇÃO

EDUCAÇÃO, PROFESSOR-ALUNO, GESTÃO ESCOLAR & NEUROEDUCAÇÃO – Desde 2014, o Grupo de Pesquisa de Neurofilosofia e Neurociência Cognitiva, desenvolveu uma série de atividades coordenadas pelos professores Álvaro Queiroz e Janne Eyre Araujo de Melo Sarmento, contando com a participação do psicólogo Weverky Farias e dos graduandos em Psicologia do Centro Universitário Cesmac, Maurício Gomes e Danrley Tenório, entre outros alunos. Nesses dois anos de existência, esse grupo realizou leituras, estudos e pesquisas que redundaram em debates e produção acadêmica, participando, inclusive, de diversos eventos. Durante o primeiro semestre de 2016, o grupo tem se debruçado na realização do projeto de pesquisa sobre a temática da Relação Escola, Professor e Aluno na Educação Pública de Maceió, envolvendo alunos e professores do Ensino Médio e gestores de duas escolas do Centro de Estudos e Pesquisas Aplicadas (CEPA), entre elas, a Escola Estadual Moreira e Silva, por meio da gestora Ely Quintela Lisboa Carvalho, e a Escola Estadual Pricesa Izabel, com as gestoras Sônia Suely Araújo Ferreira e Valquíria Balbino da Silva, resultado de contribuição da professora Fátima Bastos. Nessas escolas procurou-se conhecer a realidade proposta na temática, observando-se de que forma se dá a relação entre professores e alunos do nível de ensino em estudo, por meio de um estudo de caso que envolveu a aplicação de instrumentos como questionário e observação. Cumprida esta etapa da pesquisa, o grupo agora está voltado para o levantamento e análise dos dados recolhidos para confecção de um relatório de pesquisa que será apresentado no segundo semestre deste ano. Enquanto isso, reuniões administrativas e de estudo estão sendo desenvolvidas no sentido de viabilizar a realização de cursos, promoção de debates e pesquisas, participação de congressos, simpósios e seminários, entre outros eventos acadêmicos, com o objetivo de difundir as contribuições da Neuroeducação às atividades educacionais em Alagoas. © Luiz Alberto Machado. Direitos reservados. Veja mais a respeito aqui, aqui, aqui, aqui e aqui.

 Imagem: Deux Nus (1910-11), do pintor francês Jean Metzinger (1883-1956).


Curtindo o álbum Ayako Yonetani and The Slovak State Philarmonic (2004), da violinista e violista japonesa Ayako Yonetani.

PESQUISA
Ciência psicológica: mente, cérebro e comportamento (Artmed, 2005), do neurocientista Michael Gazzaniga e o psicólogo social e da personalidade, Todd Heatherton. Veja mais aqui.

LEITURA 
[...] Este livro de sonhos que os leitores tornarão a sonhar abarca os sonhos da noite — os que eu assino, por exemplo — sonhos do dia, que são um exercício voluntário da nossa mente, e outros de raízes perdidas: digamos, o Sonho (anglo-saxão) da Cruz. [...]
Livro dos sonhos (Difel, 1984), do escritor, tradutor, crítico literário e ensaísta argentino Jorge Luis Borges (1899-1986). Veja mais aqui e aqui.

PENSAMENTO DO DIA:
[...] O trabalho do educador pode ser mais significativo e eficiente quando ele conhece o funcionamento cerebral. Conhecer a organização e as funções do cérebro, as relações entre cognição, emoção, motivação e desempenho, as dificuldades de aprendizagem e as intervenções a elas relacionadas contribui para o cotidiano do educador na escola, junto ao aprendiz e à sua família. [...].
Trecho do livro Neurociência e educação: como o cérebro aprende (Artmed, 2011), de Ramon M. Consenza e Leonor B. Guerra. Veja mais aqui e aqui.

IMAGEM DO DIA 
Aconteceu no último dia 20 de junho, no Centro Universitário Cesmac, reunião administrativa do Grupo de Pesquisa Neurofilosofia & Neurociência Cognitiva, que contou com a presença da professora Alyshia Karla Gomes da Silva Santos, ocasião em que foram apresentados os primeiros resultados do projeto de pesquisa A relação escola, professor e aluno na educação pública de Alagoas. Veja mais aqui e aqui.

Veja mais sobre Paixão Legendária, Brincarte do Nitolino, Luigi Pirandello, Mel Brooks, Jean-Jacques Rousseau, Felipe Radicetti, Aldemar Paiva, Marly de Oliveira, Anita Mercier, Guilhermina Suggia, Nena Borges, Santanna O Cantador & Maria Luisa Persson aqui.

CRÔNICA DE AMOR POR ELA
Imagem: Figurative - Art Maya, do artista plástico sul-africano Anthony Gadd.
Veja aqui e aqui.

CANTARAU: VAMOS APRUMAR A CONVERSA
Fotodinâmica 11, do fotógrafo, diretor de teatro e cineasta do Futurismo italiano Anton Giulio Bragaglia (1890-1960).
Recital Musical Tataritaritatá.
Veja aqui.


GRAMSCI, MORIN, COMENIUS, HUIZINGA, REGINALDO OLIVEIRA, MANOCA LEÃO & POLÍTICAS EM DEBATE

Livros, teatro & música infantis aqui . POLÍTICAS EM DEBATE - A semana que passou, posso dizer agora com convicção, foi pra...