terça-feira, fevereiro 23, 2016

ENCRUZILHADAS


ENCRUZILHADAS (Imagem: Dont Lose Your Soul At The Crossroads Painting, do artista plástico estadunidense Otis L Stanley) - – Na precisão do agora constato: caminhos, estradas, veredas. Encruzilhadas muitas. Pra lá, não sei; pra cá, muito menos. Ali tudo é ignoto; acolá, mais ainda. Nunca temi o insólito, até me apraz, mas já me arrepiei em muitos carreirões por nada. A descoberta é o triunfo do aprendizado. Vou, não vou: oscilo, titubeio. E passei a vida inteira barco sem leme ao sabor da sorte e brigando comigo mesmo. Sempre quis ser melhor, maior e mais do que sou. Quando falhei nos meus intentos, uma guerra de fúria e prantos. Muito agi duas três vezes sem pensar, ou pensei demais pra escolher: deu tudo errado. Ou eu não soube avaliar a alternativa ou não aprendi com o escolhido. Quantas vezes eu fui e não devia ter ido. Quantas vezes fiquei quando não podia ter ficado. Sempre tive pouca paciência e mandei ver, depois a certidão da bobagem feita no meio de toda evanescência. Pra esquerda, seguia. Por que não pela direita? E me condenava e me castigava. Quantas bifurcações eu encarei a todo instante. Quantas vezes lavei o peito com o choro do desapontamento e do fracasso. Quantas vezes esmurrei os ventos e as paredes no cúmulo dos azarados, enquanto morria pelos êxitos alheios. Quanto quis ter e na hora de ser, não soube o que fazer. Quantas vezes passageiro à deriva dos dissabores eu sonhava que ia dar certo. E deu, só não entendia bem tudo porque não tinha aprendido a discernir entre o certo e o errado de verdade. Para mim só era certo o que meu desejo egoísta impunha e perdia a chance de aprender. Quanto tempo perdi com caprichos, expectativas, idealizações, quando, na verdade, o coração não teve maturidade para aprender que a dúvida e as escolhas são as formas de estarmos vivos, protagonizando a própria existência. Quanto a gente se desgasta com o ímpeto emocional do sucesso, findando desmotivado, exaurido, lastimável. Não sabia que cada trilha possuía um ônus, muito menos que era pra assumir todos os riscos e oportunidades da seleção feita. Não havia aprendido a lição daquele momento porque o desejo do umbigo estava acima de tudo. E perdia a oportunidade de ter vivido um momento que certamente seria maravilhoso e que assim não foi só porque não se apresentava da forma ambicionada. Não sabia do hoje construído no ontem e que sou agora pro amanhã. Não sabia, além da tempestade negra, o Sol brilha. E o vejo agora mesmo sob o maior toró que desagua escurecendo tudo. Não sabia, nada é fatal ou fruto do acaso. A culpa é só minha se hesitei, hoje me aventuro a sorrir. Devia ter seguido a fagulha inspiradora e ter feito os ajustes às circunstâncias mutáveis. Não fiz, agora faço. Nunca é tarde. Aprendo e reaprendo. A vida é como o corpo da mulher amada: muitos caminhos, todas as possibilidades. Sigo a intuição e o meu pensamento é salubre com o sorriso do Sol na vida. (Luiz Alberto Machado). Veja mais aqui.


Veja mais sobre:
Fernando Pessoa & Albert Einstein aqui.

E mais:
Isadora Duncan & Simone de Beauvoir aqui.
Hilda Hilst & Zygmunt Bauman aqui.
Renata Pallottini & Carl Rogers aqui.
Daniela Spielmann & Eric Kandel aqui.
Bertolt Brecht, Nise da Silveira, Egberto Gismonti, Galileu Galilei, Irena Sendler, Michelangelo Antonioni, Charles André van Loo & Anna Paquin aqui.
A folia do prazer na ginofagia aqui.
Fecamepa & a Independência do Brasil aqui.
Têmis, Walter Benjamim, Luís da Câmara Cascudo, Sandie Shaw, Patrícia Melo, Marie Dorval, José Roberto Torero, Julia Bond & Iracema Macedo aqui.
Nise da Silveira & Todo dia é dia da mulher aqui.
Todo dia é dia da mulher aqui.
A croniqueta de antemão aqui.
Fecamepa aqui e aqui.
Palestras: Psicologia, Direito & Educação aqui.
Livros Infantis do Nitolino aqui.
&
Agenda de Eventos aqui.


CRÔNICA DE AMOR POR ELA
Veja Fanpage aqui & mais aqui e aqui.

CANTARAU: VAMOS APRUMAR A CONVERSA
Recital Musical Tataritaritatá - Fanpage.
Veja os vídeos aqui & mais aqui e aqui.




ARIANO, LYA LUFT, WALLON, AS VEIAS DE GALEANO, FECAMEPA, JOÃO DE CASTRO, RIVAIL, POLÍTICAS EM DEBATE & MANOCA LEÃO

A VIDA NA JANELA – Imagem: conversando com alunos do Ginásio Municipal dos Palmares - Ainda ontem flores reluziam no jardim ornando muros...